quarta-feira, 31 de agosto de 2011

Ninguèm vai preso ? Ninguém Renuncia ? Até quando os roubos vão continuar ?

O TCU (Tribunal de Contas da União) encontrou sobrepreço nas obras de reforma do Maracanã, no Rio de Janeiro, estádio que será sede da final da Copa de 2014.

A análise foi feita nos últimos dois meses, após o governo do Rio de Janeiro apresentar o projeto executivo da obra.
                                               Obras no estádio do Maracanã, no Rio de Janeiro

A obra foi licitada por R$ 705 milhões. Mas, por causa do problema com a cobertura do estádio, o governo estadual informou que o preço subiria para R$ 956,8 milhões. Mas a análise do órgão de controle, auxiliada pela CGU (Controladoria-Geral da União), do governo federal, encontrou sobrepreço de R$ 163 milhões no orçamento final.

De acordo com o relator dos processos da Copa no TCU, ministro Valmir Campelo, houve intensas negociações entre a área técnica do governo estadual com a CGU e o TCU até que se chegou ao preço de R$ 859,4 milhões para a obra, gerando uma economia de R$ 97 milhões em relação ao preço informado pelo governo estadual.

Com isso, o relator permitiu que o BNDES, que financiará a obra com R$ 400 milhões, libere repasses acima de 20% do valor do contrato.

E ninguém vai preso ? E ninguém renuncia ? E ninguém denuncia na Mídia Carioca ? Renúncia Já ! Ou mandem a Copa do Mundo para a Líbia!


 

NEGLIGÊNCIA PODE TER ACONTECIDO PARA TIRAR JUIZA DA VARA CRIMINAL DE SÃO GONÇALO.

O ex-presidente do Tribunal de Justiça (TJ) e atual presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE) Luiz Zveiter, a juíza auxiliar da presidência do TJ, Maria Sandra Rocha Direito, e o atual presidente da instituição, Manoel Alberto Rebêlo dos Santos, vão ter que prestar contas sobre a falta de escolta para a magistrada Patrícia Acioli, executada com 21 tiros, dia 11. A decisão foi tomada segunda-feira pela Corregedora do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), ministra Eliana Calmon.Patrícia foi morta por homens que fizeram 21 disparos em direção ao carro dela .

Para instaurar a investigação, a ministra levou em consideração ofícios encaminhados por Patrícia ao tribunal que relatavam ameaças de morte. Eles foram reunidos pelo advogado Técio Lins e Silva, que defende a família de Patrícia, e entregues ao Tribunal de Justiça.  Os ofícios relatavam ameaças e até um plano de um contraventor para matá-la.

Outro ponto fundamental foi o fato de a família de Patrícia alegar que ela precisava de segurança e o tribunal em momento algum ter constatado a necessidade. A corregedora ressalta ainda que Patrícia Acioli desconfiava da segurança oferecida pela Corte desde 2002 e, por isso, teria desistido da escolta do judiciário e optado por escolta direta da Polícia Militar.

Eliana Calmon determinou ainda que seja apurada denúncia apresentada por Patrícia sobre o comportamento do coronel da PM Fernando Salema. Em 2002, a juíza reclamou que o então major Salema havia pedido a liberdade de um sargento acusado de duplo homicídio. Salema trabalha na Diretoria Geral de Segurança Institucional do Tribunal de Justiça. O órgão é responsável pela segurança dos juízes. O Tribunal tem dez dias para apresentar tudo relacionado à segurança de Patrícia desde 2002.

Para justificar a investigação, a ministra Eliana Calmon alega que a negligência do Tribunal de Justiça com a segurança de Patrícia Acioli pode representar, na verdade, tentativa de estimular a magistrada a deixar a 4ª Vara Criminal de São Gonçalo, onde condenou mais de 60 PMs envolvidos em homicídios.

Em 2008, a juíza pediu providência sobre sua segurança. Um ano depois, o então presidente Luiz Zveiter e a juíza auxiliar Sandra Rocha entenderam que não havia necessidade de escolta. Em 2010, Patrícia enviou informações ao TJ de que ex-PMs do 7º BPM (São Gonçalo) e do 12º BPM (Niterói) tramavam sua morte. Mas Zveiter, com base em investigações do TJ, descartou novas medidas de segurança. Em 2007, o presidente Murta Ribeiro retirou a escolta de Patrícia. ( Fonte : Dia -31)







COMEMORAÇÃO DO PT PELA ABSOLVIÇÃO DE JAQUELINE RORIZ.

A foto abaixo , extraída da capa do Jornal O Globo de hoje ( 31/8) é o retrato fiel da alegria do líder do PT , Cãndido Vaccarezza , pela absolvição de Jaqueline Roriz. Se ela não perdeu o Mandato de Deputada ,depois de tantas denúncias , deve ao PT e aos demais aliados do Governo como PMDB , PP , PDT e PR que votaram contra a sua cassação.

É evidente que o perdão dado à deputada é um trunfo para que os deputados da base aliada que estão sendo investigados não sejam punidos. É o toma-lá- dá- cá . Nenhum esforço por parte do Governo ocorreu. E também é de se entender. No momento em que vários ministros estão envolvidos com superfaturamentos , corrupção e outras lambanças , não é hora de se punir a Jaqueline que fez pouco quando comparado ao que verdadeiros delinquentes fizeram à frente de Ministérios.

Depois de se aliar à Sarney , Antõnio Carlos Magalhães e Collor , o PT e o PMDB não nos devem mais nada em termos de DECEPÇÃO E SAFADEZA.

Descaso com Saúde só pode ser para justificar terceirizações e a volta do Imposto do Cheque.



Pelo menos 36 exames de cateterismo foram desmarcados desde o dia 7 de julho no Hospital Federal de Bonsucesso (HFB), colocando em risco a vida de pacientes que dependem do procedimento para diagnóstico e tratamento de doenças no coração. O motivo, mais uma vez, é a falta de aparelhos.

Equipe médica já pediu duas vezes a compra do equipamento necessário, mas não foi atendida

Documento de 26 de agosto revela que o único angiógrafo (usado para fazer o cateterismo) da unidade é antigo e frequentemente apresenta defeitos. Apesar de a compra de um novo equipamento ter sido solicitada, nada foi feito.

O cateterismo é fundamental para evitar morte súbita — principal risco para pacientes que sofrem de doenças coronarianas —, pois ajuda a diagnosticar o grau da doença. O procedimento também é usado como tratamento — desobstruindo veias, por exemplo.

O angiógrafo, usado no cateterismo, é importante para identificar acidentes vasculares cerebrais (AVCs) e localizar aneurimas (vasos rompidos). O aparelho também é usado para diagnosticar problemas circulatórios. Esse é mais um capítulo da crise de falta de medicamentos e insumos que se arrasta desde junho no hospital . Ontem, a Defensoria Pública da União recebeu justificativas da direção do HFB sobre os problemas e começou a analisar os documentos. ( Fonte - O Dia- 31)

Estudantes protestam pela Educação .

O Comitê de Política Monetária (Copom) do Banco Central define hoje a taxa Selic, sob pressões para reduzir os juros básicos da economia. Hoje, mais uma manifestação em frente ao BC pede a redução da taxa. Desta vez, o movimento foi organizado por estudantes, que, antes de seguirem em passeata até a Esplanada dos Ministérios para pedir mais recursos para a educação, fizeram uma parada em frente à autarquia, que define o futuro da taxa, atualmente em 12,50% ao ano.
Depois da lavagem simbólica da rampa de entrada do BC com auxílio de um caminhão-pipa, os estudantes seguem em passeata. Além da redução da Selic, eles querem que sejam destinados recursos para a educação que correspondam a 10% do Produto Interno Bruto (PIB), soma de todos os bens e serviços produzidos no país, e que 50% do Fundo Social do Pré-Sal também sejam direcionados ao setor.
Ontem (30), a Central Única dos Trabalhadores (CUT) e a Força Sindical também promoveram manifestação para pedir a redução da taxa de juros em frente à sede do BC em São Paulo e em Brasília. O ato reuniu 50 pessoas em São Paulo, segundo a Polícia Militar, e 30 em Brasília.

Estudantes e sindicalistas não são os únicos a esperar por redução de juros. Nesta semana, o ministro da Fazenda, Guido Mantega, anunciou o aumento da economia para pagar juros da dívida pública, o superávit primário, e disse que a medida contribui para que haja redução dos juros básicos. JB,31




 



PARA O GOVERNO , NÂO IMPORTA A QUALIDADE. A REGRA DELES É ECONOMIZAR.

Exames em hospitais federais do Rio podem ser terceirizados


 O Ministério da Saúde quer terceirizar os exames laboratoriais nos hospitais federais do Rio. Chefe do Departamento de Gestão Hospitalar do Ministério, João Marcelo Ramalho discutiu a ideia com responsáveis pelos laboratórios dos hospitais da rede: Ipanema, Lagoa, Bonsucesso, Andaraí, Cardoso Fontes e Servidores.

De acordo com Ramalho, a terceirização reduziria custos, já que o volume do serviço permitiria a obtenção de melhores preços no mercado. “Acreditamos que podemos diminuir o valor total em torno de 40%”, afirma.

Exames da rede estadual já são feitos em laboratórios privados. Antes da Mudança, o Estado, segundo a Secretaria de Saúde, gastava R$ 135 milhões em 1,2 milhão de procedimentos. Hoje, a quantidade de exames chega a 9 milhões e o custo é de R$ 45 milhões.

Funcionários do laboratório do Hospital de Ipanema farão, hoje, um ato contra o projeto de terceirização. Alegam que a transferência do serviço poderá gerar uma diminuição na qualidade dos exames hoje feitos nas unidades.



Assessoria de Cabral ganhou sem licitação.

Empresa que participou das duas campanhas vitoriosa do governador Sérgio Cabral Filho (PMDB) no Rio, a FSB Comunicação e Planejamento Estratégicos recebeu R$ 17,6 milhões entre 2007 e 2010 como subcontratada das agências de publicidade contratadas pelo governo do Rio. Os repasses foram feitos sem licitação, informa reportagem de Italo 
O valor representou 69,3% do total repassado às dez empresas de assessoria de imprensa subcontratadas para atender o governador e as 23 secretarias estaduais. O governo do Estado e a FSB negaram vínculo entre a concentração de gastos e a atuação na campanha.

A amizade de Cabral com empresários levantou suspeitas recentemente, após um acidente de helicóptero revelar a relação estreita do governador com o dono da construtora Delta, Fernando Cavendish.

Reportagem da Folha de 23 de junho mostrou que dos 18 contratos firmados entre o governo do Estado do Rio de Janeiro e a empreiteira Delta em 2010, 13 foram feitos em caráter emergencial.

Os contratos foram firmados entre setembro e outubro, no valor total de R$ 133,7 milhões. A Secretaria de Estado de Obras informou que a emergência diz respeito às chuvas que atingiram o Estado em abril. ( Folha-SP)





ESSE CABRAL NÃO TOMA JEITO ..;

O governador Sérgio Cabral publicou, no Diário oficial de 26 de agosto , a prorrogação do estado de calamidade pública nos municípios afetados pelas chuvas de janeiro. No pé do decreto , um detalhe curioso : a medida é retroativa a 13 de julho. Um cricri de plantão foivasculhar o DO de 13 de julho e achou vários contratos para empresas continuarem obras emergenciais.

Entre elas , a já famosa DELTA ENGENHARIA , com um contrato de R$ 37 milhões.

Diz a Lei das Licitações que obras emergenciais têm que ser concluídas em seis meses. Do contrário , não são emergenciais e precisam ser devidamente licitadas.

Há empresas que trabalhavam em obras emergenciais na região e não foram chamadas para a cotação de preços, como também manda a lei. Como essas empresas já estão com equipamento e homens trabalahndo no local , o custo cai...( Fonte : Extra , 31)

terça-feira, 30 de agosto de 2011

BOMBEIROS FAZEM PROTESTO APÓS TRÊS MESES DE INVASÃO DE QG.


 Os bombeiros voltaram às ruas nesta terça-feira depois da desmobilização do movimento reivindicatório da categoria com a prisão de 439 militares, em junho. Cerca de 800 mil bombeiros se reuniram em frente à Alerj no início danoite e parte deles passou a noite acampada nas escadarias.
As reivindicações são as mesmas, já que não foram atendidas nem negociadas. Os bombeiros pedem piso salarial de R$ 2 mil líquidos, fim das gratificações e auxílio transporte em valor que atenda a real necessidade de deslocamento e para todos os militares.

Os militares de folga e os que deixaram o serviço após as 17 horas participaram do movimento. "Não houve qualquer prejuízo à escala de serviço", ressaltou uma liderança do grupo. ( Fonte : Dia)


A RAPOSA TOMANDO CONTA DO GALINHEIRO.



Essa COPA DO MUNDO vai enriquecer muita gente !

Obras do Mineirão favorecem sócio de chefe de órgão fiscalizador dos projetos das arenas do Mundial.

Quatro dos mais caros projetos de estádios para a Copa-2014 pagaram mais de R$ 17 milhões à empresa de arquitetura do ex-sócio de Carlos de La Corte, consultor do COL (Comitê Organizador Local) e responsável pela fiscalização dos projetos das arenas do Mundial. De acordo com a reportagem da Uol , a Statia conseguiu, sem licitação, fechar contrato com as arenas de Belo Horizonte, Cuiabá, Manaus e Natal. Danilo Carvalho, dono do escritório, era sócio de Carlos de La Corte até 2009.


Foi o próprio fiscal do COL que sugeriu a contratação da empresa para as sede, segundo um dos participantes da negociação. Isso ocorreu quando ele já fazia parte do Comitê.

"Procuramos a empresa de Carlos de La Corte e tivemos a sugestão do nome do Danilo, que é parceiro dele. O Carlos sugeriu dois ou três nomes. Como eu já estava em São Paulo e as outras empresas eram de fora do Brasil, foi mais fácil o contato. É aquela história de unir o útil ao agradável", declarou o ex-secretário da Copa-2014 no Rio Grande do Norte, Fernando Fernandes.

HISTÓRICO

A Stadia foi montada cerca de um mês depois de a Fifa anunciar as 12 sedes da Copa-2014. E, com 53 dias de existência, já conseguiu seu primeiro contrato, sem licitação, para projetar a arena de Manaus. Em Natal, também sem passar por licitação, a Stadia recebeu ao menos R$ 2,3 milhões pelo projeto da Arena das Dunas.

Em Cuiabá, o governo contratou, sem licitação, a empresa GCP, por R$ 14,2 milhões --parte do dinheiro foi repassado à Stadia. O escritório é do arquiteto Sérgio Coelho. De novo, há relação com o fiscal do COL: Coelho e De La Corte trabalharam juntos no fim da década de 1990. Em Belo Horizonte, a Stadia ajudou a empresa EBP a fazer a parte de arquitetura esportiva no modelo da PPP (Parceria Público-Privada) para reformar o Mineirão.
 






PT INSISTE EM VOLTAR COM A MALDITA CPMF.



Aliados não descartam novo imposto para financiar saúde


Em almoço com a ministra de Relações Institucionais, Ideli Salvatti, líderes de partidos aliados discutiram proposta para aumentar o repasse de recursos para a área da saúde. Uma das propostas é aumentar o valor e o repasse de impostos já existentes, como o DPVAT (seguro obrigatório pago pelos carros). Outra ideia é a taxação de jogos como bingo e o aumento de repasse dos recursos oriundos da exploração do pré-sal (os royalties do petróleo) para a Saúde.

Os líderes não descartam, no entanto, a criação de um novo imposto, a CSS (Contribuição Social para a Saúde). Esse imposto é semelhante à extinta Contribuição Provisória sobre Movimentação Financeira (CPMF). "Precisamos de uma fonte extra. Eu não diria que a CSS está fora da mesa", admitiu o líder do governo na Câmara, deputado Cândido Vaccarezza (PT-SP). "Eu, como deputado e não como líder, defendo a CSS. Precisamos parar de demonizar", completou o líder.

O aumento de recursos para a Saúde está previsto na regulamentação da Emenda 29, que define gastos da União, dos Estados e municípios para a Saúde. A votação da proposta está prevista para o dia 28 de setembro. "Até esse dia, acho bom o governo ter uma proposta e construir uma alternativa", observou Vaccarezza. A ideia é reunir os governadores de Estado para discutir alternativas de financiamento da Saúde.

DESOBEDIÊNCIA CIVIL E CIDADANIA .



A desobediência civil é um dos mais eficazes instrumentos de defesa da cidadania. Em face do tirano ou de atos tirânicos, a resposta da sociedade civil deve ser a desobediência coletiva.Gandhi deu um grande exemplo de exercício da desobediência civil. A Índia, fraca e indefesa, pela desobediência civil dobrou o orgulho do Império britânico. Depois, nos Estados Unidos, Luther King, com os instrumentos da desobediência civil, enfrentou o racismo odioso e derrubou as leis de segregação racial.

A desobediência civil é sempre apropriada quando a luta individual é impotente para vencer a injustiça e o arbítrio. Cabe, não só quando se defendem princípios como os que alimentaram a ação de Gandhi e de Luther King. Ali, onde se despreze a cidadania, onde se violem os direitos humanos, onde o Estado se pretenda onipotente, ali tem pertinência a desobediência civil.

A desobediência civil exige organização. Diante de um determinado caso concreto de abuso, será preciso que entidades civis e líderes sociais conclamem o povo para coletivamente desobedecer.Para que esta reflexão não fique pairando no ar, vamos exemplificar com a hipótese de multas de trânsito lavradas atabalhoadamente, fato que ocorre de Norte a Sul do país. O cidadão é notificado de que avançou um sinal, ou estacionou em local proibido, ou cometeu outra transgressão, após ter transcorrido um mês do fato supostamente ilegal.Como pode alguém se lembrar de fatos dessa natureza, já passado tão longo tempo?

As pessoas lutam pela vida, enfrentam filas, sofrem danos nos seus veículos por omissão dos poderes públicos (buracos nas ruas e estradas). As pessoas não têm como única preocupação na vida as relações com departamentos de Trânsito.E que dizer dos motoristas profissionais, trabalhadores que prestam um serviço público da maior relevância, ganhando o pão com o suor do rosto, diante desse quadro? São os maiores prejudicados, surrupiados na sua modesta renda por força de sucessivas multas que não podem ser verificadas. A notificação deveria ser feita 24 ou 48 horas após a transgressão.

Só assim seria possível ao cidadão constatar se realmente cometeu a infração, ou se a multa foi abusiva. Muitos dos controles são hoje eletrônicos. E quem garante que os controles eletrônicos são perfeitos? As multas, como têm sido sobejamente aplicadas, ferem o “direito de defesa” e agridem o “princípio do contraditório”, fundamentos do regime constitucional. Traem a lisura, a confiança e a honestidade que devem vigorar nas relações do poder público com o cidadão. Configuram uma situação que justifica e aconselha a desobediência civil.

João Baptista Herkenhoff, magistrado e professor da Faculdade Estácio de Sá de Vila Velha (ES), é autor de 'Dilemas de um juiz – A aventura obrigatória' (GZ Editora, 2009) e 'Filosofia do direito' (GZ Editora, 2010) e membro da Academia Espírito-Santense de Letras e da União Brasileira de Escritores. ( JB)





segunda-feira, 29 de agosto de 2011

A ESTUPIDEZ DO GOVERNADOR DO CEARÁ ULTRAPASSOU TODOS OS LIMITES !



Professor deve trabalhar por amor, não por dinheiro, diz Cid . Governador do Ceará critica professores da rede estadual, em greve há 24 dias, e diz que quem quer dinheiro deve procurar outra atividade

O governador do Ceará, Cid Gomes (PSB), mandou um recado nesta segunda-feira (29) para os professores da rede estadual de ensino em greve há 24 dias - eles querem aumento de salário. Para ele, quem desenvolve atividade pública deve colocar o amor pelo que faz na frente do retorno financeiro. “Quem entra em atividade pública deve entrar por amor, não por dinheiro”, disse o governador.

A afirmação já havia sido atribuída a Cid Gomes por professores que participaram de uma negociação pelo fim da greve. Há uma semana o governador teria dito. “Quem quer dar aula faz isso por gosto, e não pelo salário. Se quer ganhar melhor, pede demissão e vai para o ensino privado".

“ Quem está atrás de riqueza, de dinheiro, deve procurar outro setor e não a vida pública"A imprensa pediu um “tira-teima” e Cid disse praticamente a mesma coisa, mas de uma forma mais branda.

“Isso é uma opinião minha que governador, prefeito, presidente, deputado, senador, vereador, médico, professor e policial devem entrar, ter como motivação para entrar na vida pública, amor e espírito público”, declarou. "Quem está atrás de riqueza, de dinheiro, deve procurar outro setor e não a vida pública”, completou.

O Sindicato dos Professores do Ceará (Apeoc) diz que o governo do Ceará não cumpre a Lei Federal do Piso e o plano de cargos e carreiras dos professores. A categoria quer a aplicação do piso para os profissionais de nível médio, graduados e pós-graduados.
 
É por isso que a EDUCAÇÃO nesse País está da forma que vemos . A ignorância , a estupidez e o despreparo do Governador em pauta não são exclusividades dele. Podem crer que a maioria das autoridades brasileiras pensa como esse leviano. A diferença é  que ele perdeu o escrúpulo , tomou coragem e vomitou a asneira. Como desenvolver esse País com essa gente no comando ?

MAIS DINHEIRO PÚBLICO JOGADO DO LIXO PELA TERCEIRIZAÇÃO NO RIO .

Bueiro explode e assusta pedestres no centro do Rio


Mais um bueiro explodiu no Rio nesta segunda-feira (29) assustando os pedestres e motoristas que passavam pela esquina da Avenida Almirante Barroso com 13 de Maio, no centro do Rio.

Segundo o Corpo de Bombeiros, o bueiro começou a soltar fumaça por volta das 18h20. Ninguém ficou ferido. Inicialmente, os bombeiros acionaram a Light. A assessoria da concessionária informou que técnicos da empresa foram ao local, mas que o bueiro não pertence a companhia. A CEG também enviou uma equipe ao centro para averiguar possíveis danos à rede de gás e informou que não tem relação com a caixa subterrânea.

Ocorreram pelo menos dez explosões de bueiros no Rio de Janeiro nos últimos dois meses. Em julho o Ministério Público do Rio firmou com a Light e a CEG, separadamente, um Termo de Ajustamento de Conduta que prevê multa de R$ 100 mil por explosão de bueiro que cause morte, lesão corporal (leve, grave ou gravíssima) ou dano ao patrimônio público ou privado.

POIS É... A Prefeitura contratou uma empresa só para vistoriar esses bueiros . Como dissemos , foi desperdício de dinheiro público , porque a obrigação de vistoriar esses bueiros é da CEG , da Light que são as concessionárias que exploram os serviços em troca de uma boa prestação à população.

DIZEM QUE É MELHOR OUVIR ISSO QUE SER SURDO !



Condutor do bonde de Santa Teresa teria ignorado ordem de ir para a oficina, diz Governo !


O secretário de Transportes do Rio de Janeiro, Júlio Lopes, convocou, na tarde desta segunda-feira, uma coletiva de imprensa para explicar o acidente com um bonde em Santa Teresa. No incidente, cinco pessoas morreram.

De acordo com Júlio Lopes, o condutor Nelson Corrêa deveria estar levando o bonde para a manutenção no momento do acidente. Dois dias antes da tragédia, o mesmo bonde já tinha passado por uma manutenção. A razão pela qual Nelson não foi para a oficina ainda é desconhecida.

CABRAL acaba de exonerar o seu subsecretário de Governo que atropelou , segundo informações, embreagado e matou. Por que não exonera o Secretário de Transportes ? É hora de faxina ! Colocar a culpa no defunto é fácil . Ele já não pode se defender...Isso é , no mínimo, COVARDIA !

A imagem abaixo mostra que um arame ocupa o lugar que deveria ser de um parafuso. Quem fiscaliza isso ?
Segundo membros da Associação de Moradores , há anos o Governo do Estado está avisado e até intimado pelo Ministério Público para fazer a conservação . Respeitem o condutor falecido e a sua família.

O Sr Júlio Lopes disse , ao meio dia , que o desastre do Bondinho de Santa Tereza foi uma FATALIDADE. Outro absurdo ! Quem viu o estado em que se encontrava o bonde sabe que foi descaso das autoridades. Será que a morte de dois jovens do parque de diversões também foi fatalidade ? Será que a queda e morte do turista francês , na Lapa , também foi fatalidade? Será que o atropelamento de 5 pessoas pelo Subsecretário de Governo foi fatalidade ? Nada disso.... Não debochem de nós !!!

 

COMPRAS ESTRANHAS.

Carrinho de Compras: STF gasta R$ 38 mil na compra de dois fornos de cozinha
O  destaque do carrinho da semana fica com a compra de dois fornos “inteligentes” realizada pelo Supremo Tribunal Federal (STF). O preço unitário de R$ 19 mil se deve pela especificação do produto: “forno combinado a gás para cocção por meio de ar quente, vapor ou ar quente e vapor simultaneamente, capaz de realizar a maior parte dos métodos de cocção empregues nas cozinhas industriais e dotado de sistema inteligente de reconhecimento e controle dos alimentos em cocção”. Para facilitar o entendimento, cocção significa cozimento. A empresa responsável pela entrega e instalação dos fornos é a Polux Comercial Ltda, que receberá R$ 38 mil.


Outras compras curiosas do Judiciário aconteceram no Superior Tribunal de Justiça (STJ) e no Tribunal de Justiça do Distrito Federal e Territórios (TJDFT). Curiosas, mas com finalidades bem distintas. As rodas, frisos e acabamentos dos veículos da frota do STJ poderão “brilhar” após o recebimento dos 500 litros de limpa alumínio concentrado. Como cada litro deve ser diluído em 20 litros de água, ou seja, o tribunal terá 10 mil litros do produto à disposição. Para o controle de qualidade do concentrado, a secretaria do STJ solicitou à empresa Pontual Distribuidora de Produtos de Limpeza que entregue amostra de 1 litro do produto com a respectiva especificação, além da identificação do registro no Ministério da Saúde.

No TJDFT a aquisição foi de materiais para copa e cozinha. Diferentemente do STF, não foram comprados fornos, mas sim diversos utensílios que são colocados dentro deles, e outros que auxiliam o cozimento, ou cocção, de alimentos, além de diversos instrumentos de uso gastronômico. A lista não é pequena, e custará R$ 21,5 mil.

- 60 conjuntos de base da faca e copo para liquidificadores;

- 15 espátulas para bolo;

- 40 formas de alumínio retangulares para bolo;

- 19 jarras para água/suco em cristal liso transparente; 

- 35 panelas com tampa para uso doméstico;

- 25 panelas de pressão de 6 litros;

- 03 panelas de pressão com 5 sistemas;

- 25 pedras para amolar facas;

- 60 porta sachets em porcelana;

- 70 potes retangulares de plástico;

- 20 pratos de vidro;

- 03 recipientes térmicos para água ou suco;

- 10 registros para botijão de gás, com mangueira; e

- 300 taças em vidro, tipo cristal, para água.

O Comando da Brigada de Infantaria Paraquedista também saiu às compras nesta semana. Empenhou R$ 5,3 mil para a aquisição de uma máquina com capacidade de fabricar até 80 kg de gelo por dia. A empresa favorecida é a LL & BL Comercial Ltda.

Outro Comando, da 1ª Brigada de Artilharia Antiaérea, adquiriu 1.750 kg de húmus de minhoca, produto que ficou famoso em 1996, quando o STJ comprou 47 toneladas para cobrir os jardins e gramados plantados após o término das obras da atual sede. Em 2009, o STF também adquiriu húmus, mas entre as três compras, foi a “mais leve”, com apenas uma tonelada.

No Legislativo o destaque ficou com a Câmara dos Deputados. Duas notas de empenho são voltadas para prestação de serviços de limpeza de imóveis funcionais, com os gastos totalizando R$ 6,5 mil. Também comprou, a pedidos da Assessoria Internacional e do Cerimonial da Casa, 150 medalhas institucionais destinadas para serem entregues em eventos protocolares. Cada uma custará R$ 52,00.
Fonte : Contas Abertas.

NOTA ZERO PARA A POLÍTICA DE SAÚDE DA PREFEITURA DO RIO !

Dois hospitais da rede municipal , Souza Aguiar e Salgado Filho , estão sem tomógrafos. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde ( SMS) , após efetuar 27 tomografias , sábado, nos pacientes do acidente com o bondinho de Santa Tereza , o aparelho do Hospital Souza Aguiar apresentou problemas. O conserto foi solicitado , mas não há previsão para funcionamento. ATÉ LÁ , A POPULAÇÃO QUE SE DANE ! QUE CUIDE PARA NÃO ADOECER NEM SOFRER ACIDENTE , NÃO É LÓGICO ?...

Já o tomógrafo do Hospital Salgado Filho está parado há cerca de 10 dias. Segundo a SMS , ainda não há previsão de quando será concluído o conserto do aparelho. Os pacientes não estavam fazendo tomografia lá. Eram encaminhados para o Lourenço Jorge , que não tinha neurocirurgião. Então , eles tinham que voltar para o souza Aguiar. ISSO É UMA VERGONHA !

Onde está o Ministério Público ? Até quando a Sociedade vai acompanhar os gastos abusivos com propaganda de auto promoção na TV , sem que o básico na Saúde seja implementado ? Quantas mortes ainda irão ocorrer ? Será que alguém ainda defende essa Política de saúde do Prefeito do RIO ?

ALÉM DISSO , A ENFERMARIA 999 DO HOSPITAL LOURENÇO JORGE CONTINUA EM FUNCIONAMENTO . No último sábado , os corredores da " grande emergência " ainda acolhiam pacientes até mesmo em macas improvisadas no chão. No último dia 18 , o aposentado de 81 anos Alcebíades dos Santos morreu ,depois de ficar 15 dias em uma maca no corredor e outros 11 em um leito improvisado ainda dentro da emergência. E SE FOSSE NOSSO PAI OU NOSSO AVÔ ?... (EXTRA)

GOVERNO DO RIO SUSPENDEU PAGAMENTO DE MANUTENÇÃO DOS BONDES !

Nove dias antes do acidente com o bonde que matou cinco pessoas e deixou 57 feridos em Santa Teresa, o governo do Rio suspendeu os pagamentos à empresa responsável pela manutenção dos veículos.

A suspensão do pagamento ocorreu após questionamento do TCE (Tribunal de Contas do Estado) ao contrato, segundo termo aditivo publicado no dia 18 no "Diário Oficial" do Estado. O aditivo também prorroga de 12 de agosto para 8 de fevereiro o prazo para modernização de 14 bondes.

A Secretaria de Transportes não se pronunciou sobre as razões para o questionamento do TCE. O governador Sérgio Cabral (PMDB) determinou que o transporte por bondes no bairro fique interrompido e que a secretaria conduza um plano de modernização.

Sobre as causas do acidente de ontem, o governo afirmou que as "questões técnicas envolvidas" devem ser respondidas pela Secretaria de Transportes, e que aguarda resultado da perícia para tomar providências.

O coordenador da Comissão de Análise e Prevenção de Acidentes do Crea-RJ , Luís Antônio Cosenza, afirmou hoje que uma falha no sistema dos freios pode ter causado o acidente.

A avaliação contradiz a informação da Secretaria de Estado de Transportes, de que a perícia feita indicava que o sistema de frenagem estava funcionando. Cosenza disse, no entanto, que é preciso uma análise mais detalhada para saber as causas exatas do acidente.

Apesar disso, o coordenador do Crea-RJ disse que a possibilidade de problema nos freios é indicada pela falta de marcas nos trilhos que indiquem que o freio tivesse funcionado. Cosenza acrescentou que a superlotação, outra hipótese para a causa do acidente, pode ter contribuído.

TRAGÉDIA ANUNCIADA

Moradores de Santa Teresa dizem que o acidente foi uma tragédia anunciada. "Os bondes antigos estão em estado precário de conservação e os VLT têm problemas para fazer as curvas do bairro. O que aconteceu é uma tragédia anunciada, não nos surpreende", disse o advogado Abaeté Mesquita, 32, diretor da Amast (Associação de Moradores e Amigos de Santa Teresa).

Atualmente, cinco bondes fazem a rota da estação da Carioca, no centro do Rio, até os largos de Santa Teresa, também região central. São dois bondes antigos e três do tipo VLT (Veículo Leve sobre Trilho).

O veículo que se acidentou era dos antigos e, segundo os Bombeiros, já havia sofrido um problema ontem mesmo: pela manhã, chocou-se contra um ônibus, mas sem deixar feridos.

TEMOS QUE TER CUIDADO COM O PREFEITO DO RIO !


               Amanhã, terça-feira, às 14:00 h, grande mobilização dos servidores na Câmara Municipal para tentar reverter a questão. Segue matéria do O DIA de hoje.


Informe do Dia: Esforço de Eduardo Paes .


POR FERNANDO MOLICA


Rio - Eduardo Paes decidiu pressionar os vereadores para que seja votado o projeto relacionado à capitalização do Funprevi. Teme que o prolongamento do impasse acabe prejudicando sua campanha à reeleição, em 2012.

Associações de servidores e a oposição são contra a proposta, alegam que ela não resolve os problemas do fundo de previdência municipal.


Nos últimos dias, o presidente da Câmara, Jorge Felippe (PMDB), procurou vereadores integrantes de comissões que examinam o projeto e pediu que eles aprovem a proposta de Paes.
 
Os servidores e seus familiares não podem se esquecer , em 2012 ,dessa atitude do Prefeito do Rio ! Eleição é isso ; é a o oportunidade que o POVO tem para dizer NÃO ÀS POLÍTICAS contrárias aos interesses coletivos.
 
Devemos ficar atentos ao prefeito e aos vereadores que votarem com ele !

domingo, 28 de agosto de 2011

TAQUARA PEDE SOCORRO E O PREFEITO DO RIO IGNORA !

Depois da porta arrombada , querem colocar a tranca. É sempre assim ! Ocorreu o acidente do Bonde de Santa Tereza , uma tragédia anunciada , mas que as autoridades não cuidaram de evitar. O Parque Infantil que não foi vistoriado levou à morte dois jovens. Não houve fiscalização sobre suas atividades , apesar de o mesmo parque já possuir um  histórico fúnebre. Muitos são os exemplos de descaso que provocam sinistros ceifando vidas. E , depois , com a cara mais lavada do Mundo , eles aparecem para dar desculpas.

Há  meses , moradores da Taquara , mais precisamente , da Rua Farmacêutico Silva Araújo , transversal à Avenida Nelson Cardoso , a partir do número 97 ( CEP 22730-090) estão reclamando , junto à Rioáguas , a respeito do desmoronamento de encosta de rio e de uma ponte. A Prefeitura parece estar esperando acontecer o pior para entrar em ação . Será que querem usar recursos emergenciais e , com isso , dispensar licitações.? O Povo de lá está desesperado. Clama por SOCORRO DAS AUTORIDADES. Ninguém ouve as súplicas , apesar de os moradores já denunciarem em Rádio e TV.Até parlamentares já foram procurados. Ou seja , a população está fazendo a sua parte. Falta a Prefeitura agir. 

O Rio Tindiba que corta a referida rua afundou e a Defesa Civil interditou a ponte em abril de 2010.(auto de interdição número 9937 / 10 ) . Até agora  , a Prefeitura não deu as caras para resolver nada. Aguarda mortes no local (deve ser...). Algumas casas ruiram e a tendência é desmoronarem também.

A Fundação Instituto das Águas do Município do Rio - Rio-Águas - informou que o Rio Tindiba está contemplado no lote 1B das obras do Programa de Recuperação Ambiental da Bacia de Jacarepaguá. A primeira fase das obras , em execução desde fevereiro , consiste na canalização de 14 rios da Região. O lote 1B está em processo de contratação. Enquanto contratam , as vidas desaparecem. O que é isso?...

Ocorre que a Rioáguas prometeu resolver o problema há meses e não cumpriu. Além disso está a cerca de 1 km do local realizando algumas intervenções.. Por que não resolver essa questão para prevenir ? Estão avisados : se ocorrer o desastre que estamos prevendo , não terão desculpas. Quem viver , verá !






DEPUTADOS QUE NÃO DEFENDEM A EDUCAÇÃO E ODEIAM O MAGISTÉRIO!

CONTRA OS 26% DO MAGISTERIO


REPASSANDO E APOIANDO....

A GREVE DA REDE ESTADUAL CONTOU COM O APOIO DA POPULAÇÃO. FOI VERGONHOSO ACOMPANHAR A VOTAÇÃO NA ALERJ E VER A POSTURA .

DAQUELES QUE FORAM ELEITOS PELA POPULAÇÃO PARA REPRESENTAR-NOS . E DEFENDER A CLASSE TRABALHADORA !!!!!!

MULTIPLIQUE ESSA INFORMAÇÃO. VAMOS MOSTRAR À POPULAÇÃO .QUE ALERJ ESTÁ NO BOLSO DO CABRAL !!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Assunto: Enc: VOTARAM CONTRA OS 26% DO MAGISTERIO

VAMOS COLOCAR O NOME DESSES DEPUTADOS EM CADA SALA DE AULA, EM CADA CIDADE DESSSE ESTADO! REPRODUZÍ-LO EM CADA CADERNO DE NOSSOS ALUNOS... PENDURAR SEUS NOMES EM MUITOS POSTES....ELES VERÃO O PODER DAQUELES QUE ESTÃO DIARIAMENTE COM OS FILHOS DA CLASSE TRABALHADORA.

COMPANHEIR@S A GREVE ACABOU MAS A LUTA CONTINUA. NESSA SEGUNDA COMEÇA NOVA ETAPA, VAMOS DENUNCIAR AQUELES QUE VIRARAM AS COSTAS PARA A EDUCAÇAÕ PÚBLICA DESSE ESTADO.

CAMPANHA: POSTE PARA QUEM NÃO VOTOU NOS 26%, PARA ESSES NÃO HAVERÁ NOVA ELEIÇÃO!

VOTARAM CONTRA OS 26% DE AUMENTO

Classe Docente vamos divulgar!!!

Pessoal, com esse movimento de greve, conseguimos chamar a atenção da sociedade.

Valorizar o professor é antes de mais nada, valorizar a sociedade e diminuir a violência!

Peço, por gentileza, que TORNEM pública a lista de TODOS os nobres deputados que votaram contra os 26% de aumento prometido pelo Governador Sérgio Cabral.

Votaram “NÃO” os Senhores Deputados:

Alessandro Calazans,

Alexandre Correa,

André Ceciliano,

André Correa,

André Lazoroni,

Andréia Busatto,

Átila Nunes,

Bebeto,

Bernardo Rossi,

Chiquinho da Mangueira,

Coronel Jairo,

Dionísio Lins,

Domingos Brazão,

Edson Albertassi,

Fabio Silva,

Geraldo Moreira,

Graça Matos,

Graça Pereira,

Gustavo Tutuca,

Iranildo Campos,

Janio dos Santos Mendes,

João Peixoto,

Luiz Martins,

Marcus Vinicius,

Myriam Rios,

Paulo Melo,

Rafael do Gordo,

Rafael Picciani,

Ricardo Abrão,

Roberto Henriques,

Rosângela Gomes,

Samuel Malafaia,

Waguinho e

Xandrinho.

Votaram 52 Deputados: 34 “NÃO” e 18 “SIM”. Abstenção: 0.

NÃO ESQUEÇAMOS DOS AUSENTES, QUE TB TERÃO QUE SE EXPLICAR...

Cidinha Campos

Dica

Edino Fonseca

Enfermeira Rejane

Flavio Bolsonaro (se ausentou no início da votação e depois retornou)

Geraldo Moreira

Gerson Bergher

Gilberto Palmares

marcelo Simão

Marcos Abrãao

Nilton salomão

Pedro Augusto

Roberto Dinamite

Rogério Cabral

Thiago Panplona

Wagner Montes

SERIA "OMISSÃO VIL E DOLOSA" DO GOVERNADOR DO RIO ?

Associação de Santa Teresa divulga nota oficial


Depois do acidente na tarde de sábado com um bondinho em Santa Teresa, no Centro do Rio - que deixou cinco mortos e 53 feridos -, a associação de moradores do bairro divulgou nota oficial lamentando o ocorrido.

No comunicado, Associação de Moradores e Amigos de Santa Teresa (Amast) também chamou de "omissão vil e dolosa" a atitude do governador Sérgio Cabral e do secretário de Transportes, Julio Lopes.

De acordo com a nota, o acidente seria uma "tragédia anunciada", consequência da não conservação dos bondes antigos. A associação lembra ainda que o Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura (Crea) já havia feito recomendações em relação ao funcionamento dos bondes. Um relatório produzido pelo Conselho, destacou a Amast, "recomendou que os bondes modificados não fossem colocados em circulação devido à falha grave na localização do sistema de freios".




                                                          COMUNICADO

A Diretoria da AMAST lamenta profundamente o acidente ocorrido na tarde de hoje e se solidariza com a família das vítimas fatais e dos feridos. Nós, moradores de Santa Teresa, estamos profundamente abalados com a notícia e com a perda irreparável do motorneiro Nelson.

Nesse momento de dor e indignação, temos a dizer à imprensa, à sociedade civil e aos poderes constituídos que não aceitamos, em hipótese alguma, a classificação desse acidente como fatalidade. Trata-se de uma tragédia anunciada; mais uma, como foram a morte da Profa. Andréa de Jesus e, recentemente, do turista Francês Charles Damien.

Qualquer que seja o motivo apontado pela perícia, é certo que o Estado do Rio de Janeiro, na pessoa de seu Governador Sérgio Cabral e, principalmente, na pessoa do Secretário de Transportes Júlio Lopes, omite-se de forma vil e dolosa há anos, tratando o sistema de bondes de Santa Teresa com descaso.

Mais do que o abandono de um bem tombado, que, quando convém, tem a imagem utilizada para ilustrar interesses politiqueiros de divulgação da cidade, estamos diante de uma situação criminosa, na medida em que pessoas morrem ou sofrem lesões corporais de natureza grave, que certamente poderiam ser evitadas se o Governador e o Secretário cumprissem a decisão judicial que, há mais de 2 (dois) anos ordenou a recuperação integral do sistema de bondes, com a devolução dos 14 bondes tradicionais em perfeitas condições de operação.

A superlotação, alegada pelo Secretário à imprensa, é fruto do número reduzido de bondes em operação. A verba que deveria ter sido utilizada para restabelecer a operação dos 14 bondes foi aplicada indevidamente em uma tentativa fracassada de modernização dos bondes, verdadeira aventura tecnológica que resultou em pseudo-VLT’s com aparência de bondes, os quais seguem apresentando problemas de freio, poluição sonora e instabilidade nas curvas. Em paralelo, os poucos bondes tradicionais que não sofreram desmantelamento, foram relegados ao abandono, à falta de manutenção preventiva e seguiram operando em condições totalmente precárias.

Estes fatos foram exaustivamente denunciados pela AMAST às autoridades competentes em âmbito administrativo e judicial, porém nada de concreto foi feito para reverter a situação.

O CREA, em relatório da CAPA (Comissão de Prevenção de Acidentes) divulgado publicamente, recomendou que os bondes modificados não fossem colocados em circulação devido à falha grave na localização do sistema de freios. A recomendação foi solenemente ignorada pelo Governo do Estado (Sérgio Cabral), Secretaria de Transportes (Júlio Lopes) e Central Logística (empresa que administra o sistema de bondes).

O Ministério Público Estadual, apesar de ter movido Ação Civil Pública na qual obteve liminar, sentença e decisão em recurso favoráveis à restauração completa do sistema de bondes, jamais fez qualquer pedido à justiça de execução provisória das referidas decisões.

O Tribunal de Contas do Estado julgou ilegal o contrato da T’TRANS com a Central Logística (empresa estadual que administra o sistema de bondes de Santa Teresa), o que, em tese, acarretaria a necessidade de punir os responsáveis pela negociata e reparação dos prejuízos causados ao erário, mas até o momento não se teve notícia de qualquer punição e muito menos de restituição da verba pública ilegalmente empregada.

A Comissão de Transportes da Câmara Municipal, após intensos trabalhos, propôs uma série de medidas e recomendações, além de apontar fatos merecedores de atenção e providências, relacionados à ordenação do trânsito em Santa Teresa. Contudo, a Prefeitura do Rio de Janeiro (Eduardo Paes), a CET Rio e a Secretaria Municipal de Transportes não moveram uma palha para alterar a triste e perigosa realidade em que nós, moradores de Santa Teresa, vivemos diariamente.

Pelas razões acima, e por todos os outros motivos que até as pedras centenárias das ladeiras de Santa Teresa conhecem, reputamos como principais culpados as autoridades aqui mencionadas, com especial destaque para:

1 - O Governador Sérgio Cabral, que com sua habitual desfaçatez, suscitou à época do acidente que vitimou a Profa. Andréa de Jesus Rezende, uma possível municipalização dos bondes, com o único propósito de desviar o foco da imprensa quanto à raiz do problema, haja vista que nenhuma palavra voltou a ser dita sobre o assunto nos últimos 2 (dois) anos.

2 - O Secretário Júlio Lopes, pela malversação da verba pública que deveria ter sido aplicada na recuperação dos 14 bondinhos tradicionais, e que foi aplicada na aventura tecnológica fracassada empreendida pela empresa T’TRANS, que resultou na criação de aberrações com aparência de bonde porém repletas de problemas de projeto que até hoje não foram superados;

3 - O Ministério Público do Estado do Rio de Janeiro, pela omissão em requerer à justiça a execução provisória das decisões que ordenaram a recuperação integral do sistema de bondes de Santa Teresa, mesmo após o esgotamento dos principais recursos em que o Estado saiu-se perdedor;

É difícil acreditar que os verdadeiros responsáveis pelas mortes, ferimentos, famílias e sonhos destruídos algum dia serão culpados, mas é esse o nosso desejo e nossa luta, pois temos a convicção de que somente a punição exemplar seria eficaz no sentido de reverter a situação crítica que tem sido imposta ao nosso bairro, ao nosso sistema de transporte e às nossas vidas.

Por fim, convocamos os moradores de Santa Teresa e a população do Rio de Janeiro para se juntarem a nós nessa luta hercúlea e contínua que constitui uma missão histórica da AMAST. Pedimos que continuem acompanhando e participem dos atos públicos e manifestações, virtuais e presenciais, programados pela associação, com destaque para o dia do aniversário do bonde, 01/09, cuja comemoração já seria substituída por protesto em forma de luto, agora com mais razão de ser em função desse lamentável acontecimento.

A Diretoria

COM A PALAVRA O GOVERNADOR E O PREFEITO DO RIO...

Peritos examinam na manhã deste domingo (28) o que sobrou do bonde após acidente que deixou cinco mortos e mais de 50 feridos em Santa Teresa, no Centro do Rio 
Equipes do Instituto de Criminalística Carlos Éboli (ICCE) iniciaram por volta das 6h deste domingo (28) a perícia do bonde que descarrilou e tombou, deixando cinco mortos e mais de 50 feridos em Santa Teresa, no Centro do Rio. Enquanto os peritos trabalham, um trecho da Rua Joaquim Murtinho, onde ocorreu o acidente, ficará interditado. Guardas municipais estão no local para orientar os motoristas, já que o tráfego de veículos é feito em apenas uma pista.

Um pano preto foi colocado por moradores no alto do muro em frente ao local do acidente com o bonde de Santa Teresa para marcar o luto pela morte de cinco pessoas.
Após o acidente com o bonde de Santa Teresa, 54 feridos seguem em hospitais municipais do Rio. Além disso, outros três feridos foram levados do local do acidente diretamente para outras unidades: UPA da Tijuca e Hospital Geral do Andaraí. As informações são da Secretaria municipal de Saúde. A perícia foi iniciada por volta das 6h deste domingo

De acordo com a Secretaria, dos 54 feridos levados ao Souza Aguiar, 42 permanecem no hospital e 12 foram transferidos para outras unidades: 6 para o Hospital Geral do Andaraí; 5 para o Hospital Municipal Miguel Couto, na Gávea; e 1 para o Hospital Municipal Salgado Filho, no Méier.

Ainda segundo a Secretaria, as informações preliminares dão conta de que entre os 54 feridos estão 32 mulheres, 19 homens e três crianças, sendo 2 meninas e 1 menino. Inicialmente, a Secretaria informou ainda que do total de internados, 5 são turistas estrangeiros, sendo 3 franceses, 1 português e 1 inglês.

No início da noite de sábado (27), bombeiros haviam informado que no total 53 pessoas ficaram feridas no acidente com o bonde em Santa Teresa, quando o bonde descarrilou e tombou.

De acordo com o Corpo de Bombeiros, 26 feridos foram levados para hospitais por um ônibus da Polícia Militar. Outras 28 pessoas foram socorridas pelo Corpo de Bombeiros. Uma delas o maquinista, que morreu no Hospital Souza Aguiar, no Centro. As vítimas também foram levadas para os hospitais do Andaraí, na Zona Norte, e Miguel Couto, na Zona Sul. Dez pessoas estão em estado grave, segundo os bombeiros.

De acordo com o coronel Sérgio Simões, comandante do Corpo de Bombeiros, o maquinista da composição chegou a ser levado para o Hospital Souza Aguiar, mas não resistiu e morreu. Outras quatro vítimas morreram no local.

O secretário de Transportes Júlio Lopes afirmou que será apurada uma informação de superlotação no bonde: “Nós temos uma informação preliminar de que o bonde estava muito cheio, e isso precisa ser melhor apurado. Essa é uma preocupação que nós temos há muito tempo, nós viemos aqui falando do uso indevido do equipamento, e que o equipamento tem uma lotação a ser observada. Mas isso será melhor apurado, nós só vamos dar informações depois de melhor apurado, de termos todos esses aspectos elucidados.”

Júlio Lopes afirmou também que este bonde não teria sido submetido a reformas, segundo informações que ele teria apurado na garagem. "Faremos apuração do que aconteceu com toda transparência, inclusive com auxílio do Crea (Conselho Regional de Engenharia e Arquitetura), para apurar todas as responsabilidades técnicas do que ocorreu. Foi uma fatalidade, uma tragédia. Nós já vínhamos preocupados com o funcionamento dos bondes há muito tempo, precisamos reordenar o uso do sistema, já que há muito problema nesse sentido”. Ele afirmou que o transporte com bondes está suspenso em Santa Teresa.

"Vi muita gente machucada grave. Foi muito chocante, foi uma cena terrível. No início não sabia nem o que fazer. Fiquei atordoado e perguntei ao PM o que podia fazer para ajudar. E aos poucos fomos tirando as pessoas menos graves de dentro do bonde”, relatou Rinaldo José Ferreira, morador de Belford Roxo, que estava a trabalho em Santa Teresa quando viu o acidente com o bonde.

Rinaldo contou que o bonde estava cheio quando passou por ele na rua, que estava na curva anterior à que o carro se acidentou. "Vi muita gente machucada, muito sangue", disse ele, que acredita ter resgatado sete pessoas das ferragens, entre elas uma criança de 7 anos e um idoso.

Já o maquinista Gilmar Silvério contou que pilotava o bonde antes de entregá-lo ao maquinista que morreu no acidente. Ele relatou que enquanto pilotava o carro, houve uma colisão com um ônibus numa curva, mas que nada teria sido avariado. "Já vi muitos acidentes, mas nada igual a esse. Estou sofrendo muito porque o Nelson era meu amigo de coração. Para mim, um acidente assim é novidade. Não pode ter sido falha de freio, foi uma fatalidade. Ele não andava em velocidade alta, ele era muito lento. Se fosse comigo, nem digo nada, porque eu ando em velocidade, mas com ele, não.”

Testemunhas do acidente contaram que o bonde descarrilou dos trilhos, bateu em um poste e tombou. Antes disso, segundo as testemunhas, o bonde teria perdido o freio.

No fim de junho, um turista francês morreu, após despencar de um bonde que passava sobre os arcos da Lapa, na região Central do Rio. De acordo com o comandante, o jovem francês teria se desequibilibrado ao tentar tirar uma foto. A grade de segurança dos arcos não resistiu ao peso do turista e ele caiu de uma altura de 15 metros, morrendo na hora.

Em 2009, a professora Andreia de Jesus Resende, de 29 anos, foi atropelada após um acidente com um bonde que perdeu o freio numa ladeira de Santa Teresa. No acidente, o bonde foi atingido por um táxi e perdeu o freio. Ao deixar o bonde em pânico, a professora foi atropelada por um ônibus. ( Fonte Globo).




sábado, 27 de agosto de 2011

PREFEITO DEVE MUTO À POPULAÇÂO DO RIO.

O coordenador do Corpo de Bombeiros, major Ricardo Gomes, afirmou que há cinco mortos no acidente com um bonde em Santa Teresa, no Centro do Rio, na tarde deste sábado (27). Segundo ele, que coordena o trabalho de socorro às vítimas, há cerca de 30 feridos.

O bonde tombou na Rua Joaquim Murtinho e ficou completamente destruído. Não há informações sobre a gravidade dos feridos, que foram encaminhados para hospitais da região. Agentes dos bombeiros, da Defesa Civil e policiais militares estão no local.

No fim de junho, um turista francês morreu, após despencar de um bonde que passava sobre os arcos da Lapa, na região Central do Rio. De acordo com o comandante, o jovem francês teria se desequibilibrado ao tentar tirar uma foto.

A  grade de segurança dos arcos não resistiu ao peso do turista e ele caiu de uma altura de 15 metros, morrendo na hora.

Em 2009, a professora Andreia de Jesus Resende, de 29 anos, foi atropelada após um acidente com um bonde que perdeu o freio numa ladeira de Santa Teresa. No acidente, o bonde foi atingido por um táxi e perdeu o freio. Ao deixar o bonde em pânico, a professora foi atropelada por um ônibus.



MAIS UMA IMPRUDÊNCIA DA PREFEITURA DO RIO !

Um acidente com um bonde em Santa Teresa, no Centro do Rio, deixou vários feridos, na tarde deste sábado (27). De acordo com as primeiras informações dos bombeiros, o bonde teria tombado, na Rua Joaquim Murtinho. Não há informações sobre a gravidade dos feridos.

Três carros do quartel dos bombeiros de Santa Teresa foram até o local fazer o socorro das vítimas. Outros quartéis também foram chamados, de acordo com agentes dos bombeiros.

E a nossa Prefeitura , Ó...



OLHA O RESULTADO DA TERCEIRIZAÇÃO IRRESPONSÁVEL DOS SERVIÇOS ESSENCIAIS PELOS GOVERNOS !

Um dos focos da corrupção detectada na Companhia Nacional de Abastecimento ( Conab) , a terceirização do serviço jurídico da empresa atinge 90% das cerca de dez mil ações do órgão que tramitam na Justiça. O passivo judicial envolve R$ 1,7 bilhão. Recém-empossado no cargo de procurador-geral da Conab , Rui Magalhães Piscitelli ficou estarrecido com o quadro que encontrou na instituição. A contratação de escritórios particulares para cuidar dos interesses da Conab é apontado por ele como o principal problema a ser resolvido.

Em todo o País , a Conab contratou 12 escritórios de advocacia. O procurador disse que identificou indícios de irregularidades , como falhas banais nos processos  , e notificou órgãos como a Controladoria Geral da União ( CGU ) e o tribunal de Contas da União ( TCU ) para que façam a investigação.

" Essa excessiva terceirização é motivo de minha indignação , meu desalento. Um órgão desestruturado nesse nível , nunca vi. É triste. Quando você consegue despachar um processo , aparecem outros nove , dez contra a empresa. Dá um desespero... Mas sou um entusiasta". , afirmou Piscitelli.

É por essa razão, entre outras , que condenamos as decisões do Governador Cabral e do Prefeito Eduardo Paes em terceirizar muitos serviços públicos , em lugar de prestigiar os quadros de servidores . Na Educação e na Saúde , os prejuízos com as terceirizações são enormes. Entregar tais serviços às OSs é desestruturar a máquina administrativa , é transferir responsabilidades , é fomentar a corrupção.

DESCASO DA POLÍTICA DE SAÚDE DA PREFEITURA DO RIO ACABA EM MORTE !



Após três dias numa maca na enfermaria 999 , o corredor do Lourenço Jorge , vítima de derrame morre.

Vítima de um derrame hemorrágico , Antônio Carlos de Mello Torres , de 58 anos , permaneceu três dias numa maca em um corredor do Hospital Lourenço Jorge. Outros quatro , num leito da emergência , até ser transferido para a Unidade Intermediária ( UI) , onde , durante dois dias, pôde receber tratamento adequado.

A solução , porém , chegou tarde: Antônio Carlos é uma das vítimas fatais das internações improvisadas na  enfermaria 999 - como são chamados oficialmente os corredores do hospital da Barra da Tijuca.

Apenas ontem , 31 pessoas estavam internadas em corredores da emergência de Clínica Médica , algumas em macas no chão. Nas salas com leitos regulares , havia 24 doentes. A taxa de ocupação do setor - como mostram documentos obtidos pelo EXTRA - era de 211 %. Quem espera por uma cirurgia ortopédica também está em situação parecida.Ontem , a quantidade de pacientes no setor superava em 64% a capacidade de atendimento. Eram 11 pacientes na enfermaria 999.

Cada doente demanda , em média , dez ordens médicas. Com a superlotação e a quantidade pequena de profissionais , se torna impossível cumprir as prescrições. Há paciente que fica sem atendimento .

Aproximadamente 71% dos pacientes de Clínica Médica na enfermaria 999 são idosos. Deus me livre imaginar que o descaso com os idosos seja de propósito, isto é, uma higienização etária !

COMO VOCÊ VÊ TUDO ISSO ? SE SEUS PAIS OU AVÓS ESTIVESSEM NESSA SITUAÇÃO , VOCÊ APROVARIA A POLÍTICA DE SAÚDE DO PREFEITO DO RIO ? PENSE NISSO !

                               IMPROVISO VIRA OFICIAL

Documento oficial do Hospital Lourenço Jorge , o Censo Diário por Clínica é um mapa de ocupação dos setores da unidade. A listagem abaixo traz informações sobre a emergência da Clínica Médica e mostra que há mais pessoas internadas na enfermaria 999 , os corredores em que ficam os leitos improvisados , do que nas salas do setor. São 31 pacientes na enfermaria 999 e 24 nas que funcionam de forma regular,onde existem dois leitos vagos , segundo o documento. O Censo Diário de ontem informa um total de 57 internados , uma lotação 211% acima da capacidade do setor. ( Fonte- Extra- 27.8.2011)

sexta-feira, 26 de agosto de 2011

MAIS UM ESCÂNDALO À VISTA NO GOVERNO DE DONA DILMA !



Ministra Ideli Salvatti é acusada de favorecer ONG de seu braço direito


Quando senadora, Ideli aprovou duas emendas no valor de R$ 100 mil cada em favor da Cesap, em 2007 e 2008; segundo ela, assessor está afastado da ONG desde 2004

Após atingir em cheio cinco ministérios e vários órgãos federais, a faxina da presidente Dilma Rousseff e pode chegar à área de serviço do Palácio do Planalto. Desta vez, o alvo é a ministra de Relações Institucionais, Ideli Salvatti, acusada de destinar emendas e usar sua influência em favor da ONG Centro de Elaborações, Assessoria e Desenvolvimento de Projetos (Cesap), criada por Claudionor de Macedo, seu braço direito desde 2004.

Miinistra Ideli Salvatti afirma que o funcionário está afastado desde 2004 . Espécie de faz tudo a serviço de Ideli, Macedo já foi motorista, segurança e assessor parlamentar, até se tornar coordenador de campanha da então senadora ao governo de Santa Catarina em 2010. Denúncia levada ao Congresso pelos deputados Fernando Francischini (PSDB-PR) e Duarte Nogueira (PSDB-SP), revela que a ministra, quando senadora, aprovou duas emendas em favor da Cesap, no valor de R$ 100 mil cada, nos anos de 2007 e 2008. A entidade recebeu mais R$ 377,7 mil de outros convênios com órgãos federais.

Por meio de nota divulgada por sua assessoria, Ideli admitiu ter aprovado as emendas para a Cesap, mas ressalvou que Macedo está afastado da direção da entidade desde que se tornou seu assessor, em 2004, quando passou à condição de sócio colaborador. Explicou que, com os recursos das duas emendas foram criados 12 grupos voltados para ajudar mulheres chefes de família na geração de renda. O trabalho, segundo a ministra, "beneficiou indiretamente centenas de famílias das cidades de Itajaí, Tijucas e Palhoça".

Não é o que diz um dos autores do requerimento, o deputado Francischini, um experiente delegado federal. Segundo sua apuração, o endereço da ONG registrado nas emendas (Rua Maria da Conceição, 537, Bairro Ingleses, Florianópolis) é uma residência com placa de "aluga-se". Claudionor, que é irmão da atual secretária nacional da Juventude, ligada ministro Gilberto Carvalho, chefe da Secretaria Geral da Presidência, seria um ativo operador da ONG até hoje, mesmo tendo se afastado formalmente da direção. Ele nega.

Francischini e Nogueira pediram à Comissão de Fiscalização Financeira e Controle da Câmara que convoque a ministra para dar explicações. Como parte dos recursos foram pagos à ONG este ano, com Ideli já no governo, eles acreditam que fica caracterizada improbidade administrativa. "Ao direcionar recursos públicos para entidade de que fazia parte funcionário do seu gabinete, a ministra parece não ter atuado em conformidade com os princípios constitucionais da impessoalidade e moralidade", anotaram no requerimento.

Levantamento no Sistema Integrado de Informações Financeiras (Siafi) mostra que o Cesap recebeu em sua conta do Banco do Brasil, em 2008, 2009 e 2010, depósitos nos valores de R$ 100 mil, R$ 99.350 e R$ 48.975,80. Só os dois primeiros são originários de emendas de Ideli. O Portal da Transparência do governo federal registra também convênios da ONG com a Secretaria de Políticas para Mulheres (números 751744 e 637553) e com o Ministério do Desenvolvimento Agrário (número 700951), no valor de R$ 337,7 mil.

A nova denúncia pode complicar ainda mais a crise no governo e sua sustentação política no Congresso. Até agora, já foram atingidos em cheio por denúncias os Ministérios dos Transportes, Agricultura, Cidades e Turismo, além de vários órgãos federais estratégicos, como o Departamento Nacional de Transportes (Dnit) e a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab). O vendaval de limpeza começou em junho com o afastamento do ministro Antônio Palocci (Casa Civil), em meio a denúncias de enriquecimento ilícito. ( Fonte : Estadão)



BANCOS LEVAM R$ 3,5 MILHÕES POR DIA COM CHEQUE ESPECIAL.

Os bancos no Brasil ganham R$ 3,5 milhões por dia concedendo cheque especial a clientes, segundo dados fornecidos pelo Banco Central e compilados pelo Radar Econômico e pela jornalista Yolanda Fordelone, do blog “No Azul”.

Esse valor corresponde aos juros a que as instituições financeiras cobram dos clientes a dia dia. Não desconta o que o banco perde, por exemplo, com inadimplência ou o que precisa deixar depositado compulsoriamente no BC.

As instituições financeiras cobraram, em média, uma taxa de 188% ao ano por esse tipo de empréstimos, segundo o BC, um percentual que não era visto desde 1999. Por dia, isso dá 0,29%, considerando juros compostos. Os bancos concedem diariamente R$ 1,179 bilhão em empréstimos de cheque especial.

Os juros do cheque especial continuam sendo os mais altos e tornam a modalidade de crédito a mais cara entre as disponíveis no mercado. A taxa para esse tipo de empréstimo atingiu 188% ao ano, segundo divulgou nesta quarta o Banco Central (BC), a maior taxa dos últimos 12 anos. Em abril de 1999, a taxa de juros do cheque especial era de 193,6% ao ano.

A taxa de juros do crédito pessoal caiu pelo 3º mês seguido, atingindo 48,7% ao ano. Os juros para a aquisição de veículos também caíram, chegando ao patamar de 29,5% ao ano em julho. A inadimplência total - levando em consideração as contas de famílias e empresas com atraso superior a 90 dias - teve leve alta entre junho e julho deste ano, passando de 5,1% para 5,2%. O aumento se deve ao aumento da porcentagem de empresas inadimplentes, que passaram de 6,4% para 6,6% de junho para julho. O número de famílias em débito ficou estável pelo terceiro mês seguido, em 3,8%.

O volume de crédito oferecido pelos bancos somou R$ 1,85 trilhão em julho, uma alta de 1,1% em relação a junho. O montante equivale a 47,3% do Produto Interno Bruto (PIB) brasileiro - a soma de todas as riquezas produzidas no País. Nos últimos 12 meses, houve um aumento de 19,8% na oferta de crédito. O montante é menor que o registrado nos 12 meses anteriores a junho, que foi de 20%, mas ainda segue fora do padrão considerado "desejável" pelo presidente do BC, Alexandre Tombini. Para o titular da autoridade monetária, o adequado seria uma expansão entre 10% e 15% do volume de crédito num ano.

PROTESTO CONTRA BELO MONTE NA EMBAIXADA DO BRASIL NOS EUA.

Dezenas de pessoas protestaram em frente à embaixada do Brasil em Washington para pedir que seja suspensa a construção da hidrelétrica de Belo Monte, o que, segundo os manifestantes, marcaria "o fim da Amazônia como conhecemos".

"A Amazônia tem que ser protegida pelo bem-estar dos indígenas, dos brasileiros e, em última instância, de todo o mundo", disse Andrew Miller, da Amazon Watch, organização não governamental que coordenou o protesto.

Os manifestantes exibiam cartazes com as cores da bandeira brasileira e com os dizeres "Respeitem os direitos dos indígenas. Detenham Belo Monte".

Enquanto bradavam palavras de ordem como "parem com a violência", os manifestantes exibiam fotos da missionária americana Dorothy Stang, defensora dos direitos dos habitantes da Amazônia, assassinada em fevereiro de 2005.

"Este é o começo do fim da Amazônia como conhecemos", afirmou Cristina Mittermeier, fotógrafa ambientalista que trabalhou por duas décadas com etnias indígenas que serão afetadas por Belo Monte, que provocará o deslocamento de 16.000 indígenas no estado amazônico do Pará.

A Amazon Watch tinha previsto realizar nesta segunda-feira protestos nas cidades americanas de Los Angeles, Nova York, San Francisco e Miami, depois que no fim de semana foram registrados protestos contra Belo Monte em umas 15 cidades brasileiras.

Os manifestantes entregaram uma carta com críticas a representantes da embaixada do Brasil na capital americana.

A ONG tem prevista uma manifestação durante a Assembleia Geral da ONU, que será celebrada em setembro em Nova York, na qual deverá estar presente a presidente Dilma Rousseff.

O governo do Brasil "tem sido líder" na defesa da Amazônia, mas com a gigantesca hidroelétrica que inundará 516 km2 em duas represas no rio Xingu, "põe-se em risco muitos avanços", afirmou Miller.

ALUNOS PROTESTAM PELO PASSE LIVRE NA REGIÃO CENTRAL DO RIO.

Polícia usa spray de pimenta e granada de fumaça para dispersar cerca de 300 estudantes em manifestação próximo à prefeitura

Estudantes fizeram na tarde desta quinta-feira uma manifestação pelo passe livre nos ônibus em frente à Prefeitura do Rio, na Cidade Nova, no Centro. Cerca de 300 alunos, do ensino Médio e Superior público e privado, se concentraram na Praça da Bandeira e interditaram o trânsito por quase 40 minutos, seguindo pelo viaduto dos Fuzileiros até chegar à Avenida Presidente Vargas, no Centro, quando foram contidos por policiais do Batalhão de Choque.
Os agentes utilizaram spray de pimenta e uma granada fumígena (que só sai fumaça) para dispersar os manifestantes que invadiram as pistas. Em nota, a assessoria de imprensa da Polícia Militar informou que as armas não letais foram usadas para garantir o tráfego no local, já que os estudantes insistiam em bloquear o trânsito.

Entre as queixas dos alunos está o novo sistema ‘Conexão educação’, cartão utilizado pelos secundaristas de todo o estado para pagar passagem e controlar frequência. Para eles, o sistema só trouxe prejuízos, já que houve a diminuição das passagens. “Tínhamos 160 passagens no ano passado e a partir desse ano, a quantidade foi reduzida para 60”, explica uma aluna.

Universitários também estiveram presentes no protesto para reivindicar o programa de meia passagem, que só é concedido atualmente à cotistas e bolsistas do ProUni. O benefício entrou em vigor há dois meses e ainda está em fase de cadastramento.

ESSA É A POLÍTICA EDUCACIONAL DO GOVERNO FEDERAL ? E ELES ESTÃO AÍ HÁ * ANOS...



Greve no Pedro II: pais denunciam sucateamento e criticam governo federal


"Matricular nossos filhos neste colégio não pode virar uma doce ilusão de ter acesso ao ensino gratuito de boa qualidade", diz mãe de aluno

Pombos no refeitório, falta de professores e ausência de rampas para deficientes físicos em algumas unidades do Colégio Pedro II. Estas são algumas das queixas de pais de alunos que apoiam a greve iniciada no último dia 15, nas escolas da rede federal de ensino. Para os pais que apoiam a iniciativa de mais de 1.500 professores e servidores grevistas, há uma tentativa de resgatar o que, segundo eles, "O Pedro II foi no passado" e frear o "sucateamento imposto pelo governo federal" decorrente de sucessivos cortes. O último foi de R$ 3 bilhões na verba destinada à educação.

"O sonho de estudar numa unidade do Colégio Pedro II não pode virar uma doce ilusão. Tem faltado muitos professores e não há inspetores. Quando os alunos ficam com tempo livre porque não tem professores para todas as matérias, é comum ficarem à toa pelo pátio. Além disso, de que adianta ter laboratórios para os estudantes se não há funcionários para mantê-los funcionando?", questiona a arquivologista Luciana Zanetti, mãe de um estudante da unidade de São Cristóvão (Zona Norte). "A greve foi o último recurso que restou aos professores e demonstra que há preocupação deles pela qualidade do ensino dos nossos filhos. Ter professor nas salas é o mínimo que deve ser oferecido", cobra.

Mães apoiam causas dos professores e veem na greve pedido de socorro derradeiro da educação de qualidade.

SUBSECRETÁRO DO GOVERNO DO ESTADO DO RIO DIRIGE BÊBADO E ATROPELA A LEI SECA ?

 Cinco pessoas foram atropeladas pelo subsecretário de Estado de Governo da Região Metropolitana, Alexandre Felipe Mendes, no fim da noite desta quinta-feira, no Engenho do Mato, na Região Oceânica de Niterói.  O Governo do Estado divulgou uma nota em que lamenta o fato e afirma que o acusado atropelou apenas uma pessoa.

De acordo com testemunhas que não quiseram se identificar, por volta das 23h30, o subsecretário teria saído de uma festa na casa de Marco Botelho, presidente da Fundação Instituto de Pesca do Rio de Janeiro (Fiperj), visivelmente alcoolizado. Alexandre Felipe integrou a Operação Lei Seca até fevereiro deste ano.

Ainda segundo testemunhas, Alexandre Felipe, que guiava um Mitsubishi Pajero de cor preta, atropelou uma mãe com os dois filhos e fugiu sem prestar socorro. Em seguida, depois de 300 metros, ele atingiu mais duas pessoas, na Rua São Sebastião, e depois bateu num poste. O governo disse em nota que "cabe ao subsecretário responder como todo cidadão comum". O governo disse ainda que lamenta profundamente o ocorrido.

Um homem identificado apenas como Rodrigo, que seria funcionário de uma secretaria regional de Niterói, teria saído da festa, em um Honda Civic, pegado o Mitsubish do subsecretário e saído. Alexandre Felipe, por sua vez, deixou o local no Honda Civic. Rodrigo ainda teria tentado coagir bombeiros e policais militares a não divulgar o caso. A ocorrência foi registrada na 81ª DP (Itaipu).

O caso é grave , pois o autor dos atropelamentos comandava as operações da LEI SECA . Que péssimo exemplo !  Como cobrar da população posturas que as autoridades não têm ? Será que o Governador vai , agora , criar um Código de Ética para seus assessores que abusam da ingestão de bebidas alcoólicas e , depois , ferindo a Lei seca , vão dirtigr automóvel , pondo em risco as vidas dos outros ? COM A PALAVRA O SENHOR GOVERNADOR ...

DESCASO DA PREFEITURA DO RIO COM A SAÚDE LEVA JOVEM DE 16 ANOS A TER QUE AMPUTAR OS DOIS PÉS !

Enfermaria 999 é o apelido de um dos corredores do Hospital Municipal Lourenço Jorge , pois nele , vários pacientes esperam , por longas horas , para serem atendidos . Foi o que ocorreu com o jovem Marcondes Bezerra de Souza , de 16 anos , que deu entrada na unidade , ontem , com meningite meningocócica , passou 17 horas no local improvisado até ser transferido para a UTI e , só então , foi medicado.O tempo foi determinante para a evolução da doença. Que absurdo !

Marcondes ficou com metade do corpo paralisada e terá que amputar o pé esquerdo e parte do direito. Ele ficou das 5h às 10 h sem diagnóstico. Depois, permaneceu até as 22 h aguardando exames. Só aí , foi para a UTI e começou a ser medicado , contou uma médica da unidade que prefere não ser identificada .ESSA É A REALIDADE DE NOSSOS HOSPITAIS PÚBLICOS.E O PREFEITO NEGA !

A falha colocou em risco não apenas a vida do menino , mas a de dezenas de outras pessoas que também estavam na enfermaria 999 , aguardando vagas em leitos regulares. A bactéria que causa a doença é altamente transmissível. " A meningite meningocócica é uma emergência infecciosa. Quanto mais demora no tratamento , maior a chance de complicações graves. De cada cem doentes , 20 evoluem para a morte", disse o infectologista  da UFRJ Edmilson Migowski.

No caso de Marcondes , a meningite evoluiu para a meningococemia ( quando o microorganismo entra na corrente sanguínea e se espalha pelo corpo). O menino passou 10 dias em coma induzido. Além disso , o Hospital apresenta várias irregularidades como : pacientes pelos corredores , macas pelo chão, superlotação nos quartos, falta de vagas e de profissionais de saúde ( faltam 6 clínicos e 6 pediatras para os plantões). A taxa de óbitos é altíssima no Lourenço Jorge. UM EXEMPLO DA FALTA DE GOVERNO !

Enquanto isso, nas propagandas televisivas , a Prefeitura divulga as Clínicas da Família e o Bilhete Único como soluções sociais para a Cidade. ISSO É UMA VERGONHA ! A pergunta que cabe a todos : como você reagiria a isso se fosse pai ou mãe de um jovem de 16 anos de idade como Marcondes ? Coloque-se no lugar da mãe e você não aprovará a política de Saúde pública do atual PREFEITO . Não é ???

quinta-feira, 25 de agosto de 2011

98 anos de idade : ainda trabalhando e apanhando do GM !

SERÁ QUE A SOCIEDADE NÃO TEM QUE SE ENVERGONHAR PELO FATO DF UM HOMEM DE 98 ANOS DE IDADE TER QUE TRABALHAR  E , AINDA ,  APANHAR DA GUARDA MUNICIPAL ? ONDE ERRAMOS , NÓS, SOCIEDADE , NO QUE TANGE À PROTEÇÃO AOS IDOSOS ? POR QUE ESSA PESSOA NÃO ESTÁ PROTEGIDA PELO INSS ?

Tumulto no Largo da Carioca deixa duas pessoas feridas


Uma operação para retirada de vendedores ambulantes no Largo da Carioca, no Centro da cidade, terminou em confusão e deixou duas pessoas feridas na manhã desta quinta-feira. De acordo com testemunhas, guardas municipais teriam agido com truculência durante a ação, usando um disparo de arma não letal para imobilizar um idoso de 98 anos de uma banca de biscoitos.

Edgar de Almeida, conhecido como Bob Laster, de 98 anos, aponta para local onde foi agredido por guardas municipais .

A outra pessoa que se feriu foi identificada pelo RJTV, da TV Globo, como Josimar Paraíso de Jesus, um funcionário de uma empresa de turismo, passava pelo local quando viu a confusão e tentou ajudar Edgar de Almeida, que era agredido. O idoso foi levado para o Hospital Municipal Souza Aguiar, no Centro, com ferimentos na cabeça e na perna.

De acordo com a GM, Edgar tentou agredir os agentes por três vezes usando uma tesoura. Após isto, fez-se necessária a utilização da arma não letal para controlar o camelô. Cerca de 50 pessoas que passavam pelo local ficaram indignadas e passaram a interceder em favor do vendedor. Ainda segundo a GM, não houve espancamento.O comando da GM afirmou que caso o excesso na ação dos guardas seja comprovado, eles serão punidos.



A " FAXINA IMPOSSÍVEL" DE DONA DILMA !

Quem está com as mãos sujas , não pode lavar ninguém ; quem emerge de um poço de esgoto , não pode exalar odor agradável ; quem é cego , não está em condição de retirar o cisco do olho do seu irmão . Como se esperar que um predador faminto poupe uma presa que se lhe apresente ? Ingênuos os que imaginaram que Dona Dilma fosse capaz de frear a fome e a sede de CORRUPÇÃO incrustrada no Poder Executivo Brasileiro e inflacionada pelo Governo LULA ( nos níveis federal , estadual e municipal).

Dona Dilma brotou em solo putrefado e contaminado pelos germes representantes do PT , do PMDB , do PP , do PR , do PRB e do PDT-pós Brizola. E , por via de consequência , ela não desfruta de autoridade política , ainda que verdadeiramente desejasse , para extirpar os tumores que geram metástases agressivamente invasoras do tecido político-social nacional.

Lula não criou a corrupção no País , mas , nos seus oito anos de governo , alimentou , estimulou, foi complacente e até conivente de tal forma que nenhuma Dilma , sem uma forte e pugnante participação da Sociedade , será capaz de reduzir essa ação geradora de pobreza , de injustiça social , de degradação ética e de perversão moral da cidadania.

Dona Dilma foi criada por Lula . O PT e o PMDB a adotaram. Falta-lhe , então , independência para combater esse MAL. Os vícios do loteamento de cargos nas estatais e oriundos da amaldiçoada
prática do toma-lá-dá-cá entre os Poderes Executivo e Legislativo inibem qualquer ação saneadora que se queira implementar no momento. Há como uma "Máfia no Poder" instituida a partir de 2003.

Os parlamentares fisiológicos da chamada " Base do Governo" mudam de cor como camaleões por conta do " mimetismo político ". Do Poder se locupletam descarada e ousadamente . Eles se perpetuam no Poder explorando os bolsões de miséria , onde captam votos e ,depois, abandonam os mesmos . As Centrais Sindicais , a UNE e parte da Imprensa foram cooptadas por Lula e se encontram "sob domínio". Lula esmagou a Oposição com suas práticas lesivas ao Estado Democrático. Mentiu e continua...

Dona Dilma é impotente para realizar a faxina . E também não nos interessa uma faxina sem punição aos infratores . Os corruptos têm que responder por seus atos. Não basta o seu afastamento dos cargos onde cometeram delitos. A Impunidade nos irrita e nos incomoda. Não adianta trocar de ministros ; é como trocar seis por meia dúzia . Mudam-se os ratos , mas o queijo permanece sob seu controle. Só haverá "FAXINA POLÍTICA" se a população for para as ruas e para as redes sociais fazer pressão.