sábado, 31 de março de 2012

Rio de Janeiro , a cidade partida !


Visitas aos shoppings para comprar um perfume , uma saia , ou simplesmente nada ; ou para passear , tomar um sorvete , ver as modas e imaginar que está vivendo em um paraíso , onde a únida razão de viver é ter , não importa que seja sem sentido social. Lançar mão do dinheiro virtual , através do seu cartão de crédito , imaginariamente um símbolo de poder econômico e de ascenção social , é outro expediente comum para adquirir , compulsivamente , eletrodomésticos , roupas , carros novos e até alguns supérfluos.As prestações serão longas e podem comprometer o orçamento  , mas não importa: eu posso , eu tenho.

Esse é o comportamento típico de um significativo grupo de pessoas que , ademais , dispõem de planos de saúde , não precisando enfrentar as mazelas da rede pública , têm seus filhos nas escolas particulares , e saem dos supermercados , semanalmente , com o carrinho cheio de compras. Aos sábados , os maridos jogam , pela manhã , sua pelada com amigos e, depois , vão para os bares discutir futebol e contar as " mentiras da semana " ou " vantagens" . Ao tempo em que , as madames estão no salão de cabelereiro a " fofocar" as novidades e a comentar os capítulos da novela preferida ocorridos na semana. E a " banda segue" ! E a vida segue !

O domingo passa com churrasco de picanha e linguiça , cerveja , futebol na TV , " Faustão" e se encerra com o " Fantástico Show da Vida". A segunda-feira chega e , ressaqueados , todos voltam ao seu dia-a-dia , indo trabalhar de carro ou de ônibus provido de condicionador de ar.Vida boa , vida simples , mas monótona. Como se sentem " garantidas" ,essa gente  não se preocupa com o que afeta o outro grupo de cidadãos discriminados pelas políticas dos maus governos que nos comandam.

Em outro segmento da população , estão as pessoas que vivem em comunidades onde não se respeita a lei.  Seus domicílios são invadidos por agentes públicos a pretexto de se encontrar criminosos ou materiais de crime ou por traficantes para ameaçar , extorquir e intimidar trabalhadores. Não possuem saneamento básico , coleta de lixo , escolas de qualidade para seus filhos , atendimento de saúde com dignidade , visto que muitas unidades não têm médicos , ambulâncias , leitos , macas , cadeiras de roda , algodão , gase nem esparadrapo. É uma " vida de gado " ! Alguns maus políticos usam esses espaços para , através , de ações assistencialistas amealhar votos.

São essas  que enfrentam ônibus e trens lotados , atrasados e mal conservados ; que não suportam mais os serviços prestados pelo Metrô e pelas Barcas ; que morrem por balas perdidas decorrentes dos confrontos entre policiais e bandidos e entre bandidos de diferentes facções criminosas , que convivem com a presença de caveirões e spray de pimenta e que são impedidas de fazer uma festa de aniversário de seus filhos , já que a repressão , seja do estado , seja dos criminosos ,é violenta.

O Rio de Janeiro é uma cidade partida.As autoridades púiblicas têm que implementar políticas sociais universalizantes para dar dignidade e cidadania aos mais pobres e reduzir essas diferenças socioeconômicas, de modo a fazer justiça. Não adianta investir tanto dinheiro em obras para eventos como a Copa do Mundo e as Olimpíadas , sem cuidar de seus " filhos" , os cidadãos que aqui vivem. Não somos contra esses eventos , mas há que se cuidar das questões humanizantes , sob pena de as tensões sociais se aprofundarem . Aí , não haverá policiamento para dar conta dos caos social . E essa desgraça não está longe de ocorrer , se medidas urgentes não forem tomadas pelos nossos governantes. Quando se confunde PACIFICAÇÃO com OCUPAÇÃO MILITAR , a coisa não está bem encaminhada !

Nós que vivemos no primeiro grupo temos a responsabilidade de " cobrar " dos governantes a atenção ao grupo desassistido, sob pena de sofrermos as consequências maléficas dessa tensão social . Mesmo que sejamos egoístas , e por mais que queiramos ignorar essa realidade , sofremos com os seus desdobramentos , pois as balas perdidas , os confrontos e os assaltos acabam por nos atingir , queiramos ou não. E até por respeito ao próximo essa conduta nos é imposta.  

UPPs na mira do JB.

Pesquisador sobre UPPs: Rio de Janeiro está muito longe de encontrar a paz

O assassinato do líder comunitário Vanderlan Barros, esta semana, na favela da Rocinha (Zona Sul), recém ocupada por forças de segurança, e a invasão de homens armados na reunião de candidatos à presidência da escola de samba Estação Primeira de Mangueira, na "pacificada" comunidade da Zona Norte, reacenderam o debate sobre os avanços da política de segurança pública do atual governo estadual, que vê na ocupação de comunidades cariocas a solução para combater os problemas gerados pelo tráfico de drogas.
 
Diante dos mais recentes problemas envolvendo comunidades "pacificadas", o Jornal do Brasil ouviu pesquisadores que analisaram os rumos da segurança pública no estado. Eles constatam que ainda falta muito para que a população das favelas não esteja mais à mercê de grupos criminosos.
Paz ainda é desafio a ser alcançado em comunidades "pacificadas"
Paz ainda é desafio a ser alcançado em comunidades "pacificadas"

quinta-feira, 29 de março de 2012

Vejam o que publicou o JB sobre as denúncias no Rio ! Não foi a OPOSIÇÃO. Foi jornalismo.

Governo do Rio afasta "pequenas", mas mantém contratos com empresas suspeitas

Para deputados, Cabral só reagiu às denúncias contra Locanty e Toesa graças ao impacto do escândalo.

O governo do estado do Rio de Janeiro decidiu, na semana passada, suspender todos os contratos com as empresas relacionadas ao escândalo das licitações, denunciado em reportagem da "Rede Globo". Na matéria, responsáveis pelas empresas Locanty, Toesa, Bella Vista e Rufolo foram flagrados em vídeo negociando propinas para garantir a vitória nas licitações.
 
O problema é que, apesar de indicar bom senso ao afastar as empresas envolvidas, o governo continua contratando outras gigantes das licitações sob as quais pesam acusações ainda maiores. Entre elas está a Facility, líder de contratações no governo de Sérgio Cabral. Só nos últimos cinco anos, a empresa arrecadou R$ 2 bilhões em licitações, tudo isso com a Justiça em seu encalço.

No ano passado, o Ministério Público do Rio apresentou à Justiça denúncia contra a Facility e seu dono, o empresário Arthur Cezar Soares, por formação de cartel. A empresa é acusada de fazer exatamente o que Locanty, Toesa, Bella Vista e Rufolo faziam quando foram flagradas em vídeo: forjar concorrência entre empresas para vencer contratos.

No caso da Facility, o cartel foi formado no Detran, que deu R$ 701 milhões à empresa entre 2003 e 2009, o que representa 42% de todos os contratos assinados pelo órgão. De acordo com o Ministério Público, a fraude do grupo Facility era grosseira. A falsa concorrência montada no cartel incluía propostas idênticas até na elaboração do projeto, sem qualquer preocupação em esconder a semelhança.
Contratos da Toesa com o governo do estado do Rio foram suspensos
Contratos da Toesa com o governo do estado do Rio foram suspensos
A relação do governo estadual com a Delta Engenharia é ainda mais comprometedora. Entre 2007 e 2010, a empresa soma cerca de R$ 1 bilhão em contratos com o estado. Do total, R$ 58 milhões foram feitos sem licitação. Na Cedae, a Delta ainda conseguiu a renovação de R$ 377 milhões em contratos sem concorrência para fornecer os novos hidrômetros.

Tudo isso impulsionado pela estreita amizade entre o governador Sérgio Cabral e o dono da Delta, Fernando Cavendish. A ligação dos dois, mantida sob debaixo dos panos por algum tempo, ficou explícita graças à queda de um helicóptero na Bahia. Na ocasião, Cabral estava junto de Cavendish para comemorar o aniversário do empreiteiro. O acidente, inclusive, vitimou a namorada do filho do governador, Marco Antônio Cabral.

No âmbito municipal, é difícil não esquecer da Carioca Christiani Nielsen Engenharia. Uma das principais doadoras da campanha eleitoral de Eduardo Paes, em 2008, a empresa recebeu da prefeitura um contrato sem licitação no valor de R$ 16 milhões para a construção de um hospital na Ilha do Governador. Questionada sobre a razão pela qual a licitação foi dispensada, a Secretaria de Obras informou que o hospital é uma obra emergencial para impedir uma epidemia de dengue na região.

Além dos exemplo no Rio de Janeiro, empreiteiras como Odebrecht, Queiroz Galvão, Andrade Gutierrez, Camargo Corrêa e OAS Engenharia são alvo de acusações semelhantes e continuam sendo contratadas por governos de todo o país. Em São Paulo, a Justiça, inclusive, aceitou denúncia de cartel contra essas empresas nas obras do metrô.

Em 2010, a Camargo Corrêa foi o principal foco da Operação Castelo de Areia, da Polícia Federal. O objetivo da ação era apurar denúncias do Ministério Público Federal em São Paulo, que viu indícios de suborno a políticos e associação entre empresas para fraudar licitações. Já a Odebrecht é acusada até de usar trabalho escravo em Campinas.

Deputados minimizam reação do governo

Entre os parlamentares de oposição na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro, predomina a certeza de que o governo do estado só reagiu às denúncias contra Locanty, Toesa, Bella Vista e Rufolo graças ao impacto que a reportagem da "Rede Globo" teve.

"Eu verifico que as empresas flagradas pela TV, com indícios claros de lesão aos cofres públicos, impactou a sociedade. O governo só resolveu dar uma resposta pela repercussão, ao contrário do que ocorreu nos outros casos. Há que se ter fundamento jurídico para romper contratos. Esse tipo de desvio deve ser extirpado da nossa sociedade", avaliou o deputado Luiz Paulo (PSDB). Clarissa Garotinho (PR) partilha da mesma opinião.

"Acho que o governo só resolveu agir por conta da proporção que essa denúncia tomou na sociedade. O problema não é a empresa vencer a licitação e trabalhar, como acontece em diversos casos. O problema é o pagamento de propina e o assalto aos cofres públicos. Por isso, achei muito estranha essa atitude do governo, porque parece uma declaração de que também houve fraudes nas licitações com o estado. Isso deve ser apurado atentamente", disse a deputada.

 
Fifa ameaça tirar Maracanã da Copa das Confederações.
Escolhido para sediar a final da Copa das Confederações de 2013, o Maracanã pode ficar fora da competição por causa do atraso nas obras.

De acordo com os jornais "Folha de S. Paulo" e "Estado de S. Paulo", a Fifa fez a ameaça ao Comitê Organizador Local (COL) da Copa do Mundo de 2014, durante a reunião na última quarta-feira, na Suíça.

Foto: Divulgação
Foto: Divulgação













Além da ameaça, a Fifa criticou fortemente a organização do Brasil e afirmou que os custos para a Copa do Mundo terão que aumentar para garantir o sucesso da competição. A Arena Pernambuco também deve ser cortada da Copa das Confederações. O estádio ainda não estava confirmado como sede.

Os membros da Fifa não acreditam que o Maracanã fique pronto no prazo estipulado (fevereiro de
2013) e chegou a cogitar utilizar o Engenhão .

Que beleza ! Vai chegar a hora das obras mais super-superfaturadas , pois não haverá licitações , uma vez que terão caráter emergencial. Era tudo o que eles esperavam !

Greve Geral na Espanha !


A greve geral convocada na Espanha contra a reforma trabalhista aprovada pelo Governo de Mariano Rajoy transcorre de maneira desigual, com maior adesão na indústria e nos transportes e pouco apoio no setor de serviços.

Os sindicatos estimaram nesta quinta-feira em 85% a adesão nas primeiras 9h de greve, percentual que recuará para 75% uma vez incorporados os dados da administração, da educação, saúde e do comércio.

A greve de 24 horas, convocada pelos sindicatos majoritários Comissões Operárias (CCOO) e a União Geral de Trabalhadores (UGT), coincide com os primeiros cem dias do Executivo de Mariano Rajoy, que apresentará nesta sexta-feira orçamentos com drásticos cortes para cumprir com o objetivo de déficit de 5,3% do Produto Interno Bruto (PIB).

A participação durante o turno de noite superou "amplamente" os 90% nos setores de recolhimento de lixo, limpeza diária e indústria, segundo os sindicatos, que criticaram o forte aparato policial em algumas cidades.

Na educação, 70% dos empregados aderiram à greve, conforme os sindicatos, que também protestam contra os "cortes" na educação.

Com a convocação da greve, a oitava da democracia na Espanha, os sindicatos protestam contra a nova legislação trabalhista aprovada em fevereiro pelo Governo do conservador do Partido Popular (PP), reivindicada pela patronal espanhola e organismos internacionais como o Fundo Monetário Internacional (FMI).

Os sindicatos acreditam que a reforma - uma das primeiras medidas aprovadas pelo Governo de Rajoy - danifica os direitos dos trabalhadores, barateia a demissão e não servirá para criar novos empregos em um país que tem 5,2 milhões de desempregados, 23% da população ativa, com a economia entrando em recessão.( Fonte : JB )

Enquanto isso , aqui não acontece nada ! Será que temos centrais sindicais ?

quarta-feira, 28 de março de 2012

Operação no Jacarezinho tem 11 presos e três baleados . Uma das vítimas é uma senhora que levava uma criança para a escola. 

Por que constranger as pessoas humides e trabalhadoras ? Não há outro jeito?

O fato de não sermos especialistas em segurança pública não nos impede de refletirmos sobre o que vem acontecendo na cidade do Rio. Hoje , os jornais relatam detalhes da operação realizada no Jacarezinho. Ao SBT , um delegado de polícia , comentando a incursão policial, descreveu a trajetória das drogas descobertas. Segundo ele , elas saem do Paraguai , passam por Foz do Iguaçu e São Paulo para chegar ao Rio . Um dos locais de distribuição é o Jacarezinho. Disse, ainda , que há meses está na investigação. Então , a polícia tem o mapa do percurso da droga. Isso deveria ser bom.

Por que não interromper esse fluxo conhecido , antes de chegar às comunidades pobres como o próprio Jacarezinho , a Serrinha , o Complexo do Alemão , a Maré , a Rocinha , entre outras , onde há um enorme contingente de pessoas que nada têm com as drogas , trabalham , estudam e querem viver em Paz ? Pela lógica ,seriam evitadas muitas mortes e diversas desgraças aos já sofridos moradores desses locais.

Por que tanta gente pobre , os idosos , os cadeirantes , as crianças e os jovens têm que ficar submetidos ao domínio dos tráficantes ou às ações beligerantes das incursões policiais ? Se a trajetória da droga fosse neutralizada , não teríamos as inconvenientes invasões de caveirões , os tiroteios , as balas perdidas e as mortes de inocentes decorrentes das lutas entre traficantes pelo domínio das áreas ou de traficantes e policiais para sua ocupação. Aí , sim , teríamos a tão desejada PACIFICAÇÃO. Onde há tiros , não há PAZ ! Não é óbvio ?

A prevenção , por meio de uma efetiva vigilância repressiva e não corrupta nas fronteiras , nas rodovias , nas embarcações em rios e em todas as entradas por água e  nas aeronaves de todos os tipos , usando-se a tecnologia existente , poderia impedir que a droga chegasse aos pontos preferidos pelos traficantes , ou seja , as vulneráveis comunidades pobres e reduziria essa tensão social.

Quanta GENTE GRANDE ganha com o tráfico de drogas ? Por isso , não se atua nesse vetor. Prefere-se o constrangimento dos menos favorecidos. E isso traz Mídia , sensacionalismo e programa de TV. Elege até deputado e governador !  A bem da verdade , os usuários são pessoas das classes média e alta que sobem os morros ou visitam esses lugares para satisfazer a sua bestialidade. Ou mandam alguémn buscar . E quem sofre são os mais pobres , os que não têm condição financeira para consumir aquilo que lhes traz o verdadeiro inferno.

Há necessidade de uma efetiva ação preventiva , inibindo-se ou banindo , tanto quanto possível , a rota de entrada de  drogas no Rio. Pelo menos , para que elas não cheguem aos lugares onde pessoas já injustiçadas socioeconômicamente pela história se submetam a mais esses ultrajes.


  

As propagandas na TV sobre Saúde não batem com a realidade dos hospitais no Rio.

Caos em hospítal no Rio de Janeiro .

Vistoria flagra superlotação no Andaraí, onde massagem cardíaca é feita no chão

Pacientes da emergência atendidos nos corredores, ao lado do lixo hospitalar e até submetidos a procedimentos como massagem de reanimação após parada cardiorrespiratória, no chão, por falta de maca.

Essa é a situação do Hospital Federal do Andaraí, onde, ontem, o Sindicato dos Médicos do Rio de Janeiro (SinMed) e a Comissão de Saúde da Câmara dos Vereadores flagrou superlotação.

Vistoria constatou falta de equipamentos e profissionais na unidade, em obra há um ano. Material de construção é transportado no mesmo elevador por onde passam pacientes e cadáveres. Por causa da reforma, a emergência foi transferida há 15 dias, de improviso, para o 1º andar do edifício vizinho. Pacientes ficam em macas perto do lixo, contrariando regras da Vigilância Sanitária.
Foto: Divulgação
  
Também superlotado, o setor de trauma virou enfermaria. Ali, é atendido paciente soropositivo com tuberculose. “Ele oferece risco para médicos e outros pacientes. Deveria ser transferido para unidade especializada em doenças infecciosas”, diz o presidente do SinMed, Jorge Darze.

Já a enfermaria atende paciente que deveria estar no CTI. Respirando com aparelhos, ele aguarda vaga. “É como avião no piloto automático. Ele não recebe atenção médica nenhuma”, compara o vereador Paulo Pinheiro. Segundo Darze, pelo menos seis clínicos deveriam atender o público, mas só três estavam na unidade ontem de manhã. Um contou que atende cerca de cem pacientes em um dia.

A direção do hospital informou em nota que as obras da emergência, com previsão de terminarem em 18 meses, fazem parte de ampliação, readequação e modernização da unidade. “As intervenções visam melhorar e humanizar o atendimento aos pacientes”, diz o texto. A direção observa que não recusa pacientes graves e que orienta que pessoas com casos mais simples procurem outras unidades.

segunda-feira, 26 de março de 2012

Crianças que brincam resolvem melhor a sua vida !


 

 

“É importante permitir que a criança aprenda a brincar sozinha”, afirma Kathleen Alfano, especialista com mais de 40 anos dedicados ao desenvolvimento da criança.

 
Kathleen Alfano tem mais de 40 anos de experiência em desenvolvimento e educação infantil. Mais de 30 deles foram passados à frente do Play Lab, laboratório de apoio à criação de brinquedos da Fisher-Price. Especialista no assunto reconhecida internacionalmente, ela conheceu o mundo dando palestras em países de culturas tão diferentes quanto Rússia e Japão. Hoje diretora sênior do Departamento de Pesquisa Infantil da empresa, Kathleen também é pesquisadora e PhD em educação.

Ela falou sobre brinquedos e brincadeiras . Segundo Kathleen, a percepção geral de que brinquedos eletrônicos são ruins para a imaginação está equivocada.

E os pais precisam aprender a respeitar o tempo de brincadeira dos filhos. “Brincar não é apenas algo que a criança faz para passar o tempo”, resume. Quando bem estimuladas, crianças que brincam tendem a ser mais bem-sucedidas que as outras.

 Segundo estudos acadêmicos e minha própria observação, crianças que brincam são mais bem ajustadas. É por meio da brincadeira que elas aprender a resolver problemas. Elas aprendem a dividir, a se defender, a falar – tudo através da brincadeira. Elas resolvem problemas e treinam o pensamento criativo. Então, quem brinca acaba sendo, segundo estudos, uma criança mais bem ajustada e um aluno melhor, disse a pesquisadora..

O brinquedo ajuda a brincadeira a acontecer. A brincadeira acontece sem os brinquedos, mas eles facilitam a brincadeira. Quando você tem um brinquedo adequado para a idade, baseado nas habilidades de desenvolvimento da criança, eis uma combinação perfeita.

Para as crianças, brincar é a primeira forma de se relacionar com o mundo

Há uma percepção geral de que brincar é algo que as crianças fazem só para passar o tempo. Mas na verdade, brincar tem um papel fundamental no desenvolvimento infantil. É a maneira da criança sentir-se livre para experimentar, descobrir e explorar. Algumas pré-escolas querem tirar o horário livre da grade diária equivocadamente. A criança precisa ter um tempo livre para brincar.
Depois da alimentação , do afeto e dos cuidados físicos, vem o brincar. Crianças que são bem-nutridas, amadas e bem cuidadas serão bem sucedidas. Mas, se brincarem, alcançarão ainda mais sucesso.
Crianças gostam de explorar, apertar botões, criar sons. Isso tem sido sempre igual. Mas hoje eles têm objetos diferentes para brincar, e isso faz com que eles pareçam mais espertos aos nossos olhos. Porque eles podem brincar com um iPhone ou um iPad, entre outros gadgets. Eles não têm medo de tecnologia, nem de explorá-la. Mas ainda gostam de brincar das mesmas coisas: de faz de conta, de inventar histórias, brincar com a caixa onde veio o brinquedo...( Fonte : Ig)

 

Empresas da propina estão em denúncia de cartel de licitações no Detran em 2010 ( Fonte : IG)

Ruffolo e Construir entravam para perder em disputas forjadas e dar aparência de legalidade em pregões que favoreciam Grupo Facility, com contratos de R$ 701 mi.

A Ruffolo Empresa de Serviços Técnicos e Construções Ltda., flagrada oferecendo propina e forjando licitações, e a Construir Arquitetura e Serviços, apresentada como “concorrente” em pregão de fachada em reportagem no Fantástico, apareceram em denúncia do Ministério Público do Estado do Rio, de 2010, como contumazes fomadoras de cartéis em licitações no Detran (Departamento de Trânsito do Rio).
Na ocasião, as beneficiadas pelas licitações apontadas pelo MP como viciadas eram sempre empresas do grupo Facility, que somaram contratos de R$ 701 milhões com o Detran, entre 2003 e 2010. O procedimento do MP demonstra que a prática de cartéis, por meio de pesquisas de preços fictícias, é costumeira na seleção oficial de empresas, em diversas áreas.

Segundo o Ministério Público, na ação de 2010, a Ruffolo e a Construir entravam nos procedimentos de seleção com o claro objetivo de perder a disputa, apenas para dar “aparência de legalidade” aos contratos vencidos pela Facility, que se renovavam até seis vezes –com pregões fraudados e, frequentemente, além do período legal de 60 meses.

Era um esquema parecido com o que a representante da Ruffolo Renata Cavas descreve sem cerimônia, ao ser filmada, tramando os falsos certames. Renata Cavas explica ao repórter passando-se por contratador como seria como era feita a fraude da licitação de fachada, mas com aparência de legalidade. “Vou trazer tudo ‘filé’. Só empresa boa, de ponta (para dar preços mais altos que os seus)”, diz. Segundo ela, “é uma troca de favores, isso é normal, extremamente normal.”

Nas gravações da TV Globo, Ruffolo Vilar – que se afirma o dono da Ruffolo, embora seu nome não conste no contrato social –, também diz que “nós temos um acordo de mercado”. “Eu faço isso direto, tem concorrência que eu nem sei que estou participando.” Na matéria, a Construir aparece como uma das empresas que se prestam a participar dessas licitações forjadas.

Segundo MP, Grupo Facility ganhou contratos fraudados de R$ 700 mi só no Detran



Foto: Agência O Globo/Reprodução da TV GloboAmpliar
O presidente da Toesa, David Gomes, oferece propina para obter contrato com hospital
A ação do MP tinha como principal alvo Artur Cesar de Menezes Soares Filho e Eliane Pereira Cavalcante, sócios do grupo Facility, que domina as licitações no órgão e no Estado do Rio. Só no Detran, de acordo com o MP, 12 contratos somaram R$ 701 milhões, o equivalente a impressionantes 42,3% do total de R$ 1,66 bilhão em acordos da autarquia.

Para conseguir essa supremacia impressionante, de acordo com os promotores, a Facility contava com a cumplicidade da Ruffolo e da Construir. De acordo com a denúncia de 2010 do MP, a participação da Ruffolo e da Construir no esquema do Detran era essencial para o sucesso da empreitada da Facility.

A Ruffolo e a Construir aparecem na denúncia como “concorrentes que apresentam propostas que sempre perdem”. Tratava-se propostas de cobertura que nunca eram bem-sucedidas e visavam tão-somente assegurar o domínio econômico dos serviços do Detran pelo Grupo Facility”.

De acordo com a denúncia, havia o “prévio ajuste dos denunciados com outros empresários, o que viabilizou a eliminação da concorrência e a livre fixação de preço dos mais diversos serviços prestados à autarquia”.

A Construir também se servia a participar de licitações fraudadas, que permitiam às empresas do grupo Facility oferecer propostas muito inferiores às das demais.

“O denunciado Artur conspirava e reunia-se secretamente para o concertamento de propostas com a grande maioria dos sócios das empresas supostamente concorrentes nas licitações do Detran através do Sindicato das Empresas de Asseio e Conservação do Estado do Rio”.

De acordo com a denúncia do MP, uma demonstração da fraude é o fato de que as empresas apresentavam propostas com “diversas semelhanças de redação e erros ortográficos, o que demonstra que eram formuladas pelas mesmas pessoas”.

sexta-feira, 23 de março de 2012

CHICO ANYSIO , o Mestre do Humor , a própria razão da Alegria.



Com a viagem de Chico Anysio para junto de Deus , o humorismo no Brasil sofreu um profundo golpe. Todos estamos consternados. Ele é insubstituível na arte a que se dedicou.

Desde criança , aprendi , com meus pais , a admirá-lo , nos programas de rádio e , depois , de TV.

Até hoje , divirto-me com a Escolinha do Professor Raimundo , reapresentada diariamente na TV VIVA. E revejo Walter Dávila , Zezé Macedo , Grande Otelo e tantos outros inesquecíveis do bom humor que Chico Anysio recolocou em atividade na época.

Tive o privilégio de estar pessoalmente com ele no camarim , antes de um show no Jacarepaguá Tênis Clube. Aí , conheci a figura humana incomparável , o estudioso das coisas do nosso povo e o criativo " sacerdote do bom humor".

Cabe , agora , a cada um de nós, assumir o papel dele e proporcionar momentos alegres para os que nos cercam.

Ele não nos abandonará e estará nos inspirando.


Onde houver alegria , ali estará o ETERNO CHICO ANYSIO !

Exame do IML revela que ciclista atingido por Thor ingeriu bebida alcoólica antes do acidente.


Exame realizado pelo Instituto Médico Legal (IML) no corpo do ajudante de caminhão Wanderson dos Santos, 30, atropelado pelo empresário Thor de Oliveira Fuhrken Batista, 20, apontou que o ciclista havia ingerido bebida alcóolica antes do acidente. A versão foi confirmada nesta sexta-feira por policiais da 61ª DP (Xérem), que investiga o caso.

A colisão ocorreu no último sábado à noite, na altura do Km 101 da BR-040, que liga o Rio de Janeiro a Juiz de Fora (MG), no distrito de Xerém, em Caxias, na Baixada Fluminense.

Sendo o autor filho de EIKE , amigo do Governador , do Prefeito do Rio e de muitas autoridades , tendo ( Eike ) até dado dinheiro do seu bolso para construir UPPs , como ele mesmo declarou , ALGUÉM PODERIA ESPERAR OUTRO RESULTADO ?

Não teria o ciclista provocado as lesões corporais em Thor ? Seria ele ( depois de morto ) condenado como culpado pelo acidente com o " inocente" Thor ?
Todos já sabemos o final dessas investigações !...Alguém aposta diferente ?
Não está fácil engolir essas coisas no Rio de Janeiro , terra dos poderosos !

Aos pobres e favelados , os caveirões e as forças armadas nas comunidades com arbitrariedades e sem resolver a questão do tráfico nem levando os serviços sociais para reduzir as tensões ; aos da classe média , os arrastões e os assaltos nas vias públicas , nas residências e nas " saidinhas de banco " ; aos ricos e aos amigos do Poder  , o apoio do Estado com o melhor que ele tem , ainda que distorcendo os fatos !

quinta-feira, 22 de março de 2012

Inaugurada Biblioteca Itinerante da Terceira Idade .


Hoje , o Grupo da Terceira Idade " AMIGAS DE GUADALUPE , por iniciativa da Professora Elisionor e do amigo Wilson , inaugurou a Biblioteca Itinerante da Terceira Idade em um evento que contou com a Banda da Guarda Municipal do Rio de Janeiro e com presidentes de diversos grupos de outros bairros.

Além da apresentação de alguns membros declamando poesias , houve um momento especial reservado a um destaque com discursos a respeito do Dia Internacional da Água , em que foi enfatizada a sua importância para o ecossistema global e para a vida humana.  Citou-se , também , a necessidade de uma conscientização em torno desse bem precioso para evitar os desperdícios tão comuns.

Fazendo parte da reunião , o professor Célio Lupparelli participou de uma tarde de autógrafos para entrega de exemplares de seu livro intitulado " O BRASIL TEM JEITO?".



Por que será que a Supervia não tem sua concessão cassada ? Não é estranho ?

         
Trem para e passageiros são obrigados a descer nos trilhos

Um trem que seguia de Santa Cruz, na Zona Oeste, para a Central do Brasil parou entre as estações Silva Freire e Engenho Novo, no ramal Deodoro, na manhã desta quinta-feira. Um técnico da SuperVia foi até o local e informou que a composição - do ramal parador - estava avariada e seria rebocada.

Após 50 minutos, o trem, ainda avariado, foi levado para o Engenho Novo, com as portas abertas, para que os passageiros pudessem desembarcar em uma plataforma. Segundo um técnico da SuperVia, houve uma descarga na bateria. Em nota, a concessionária informou que o problema ocorreu no sistema de tração.

Passageiros encontram dificuldades para deixar os trilhos | Foto: Leitora Marcela Barone
Passageiros encontram dificuldades para deixar os trilhos | Foto: Leitora Marcela Baroni
Vários passageiros preferiram não esperar o reparo da composição e desceram nos trilhos. Eles caminharam cerca de 500 metros até a estação Silva Freire. Mulheres, idosos e crianças enfrentaram dificuldade em saltar do trem, já que existe um vão de cerca de um metro até o chão.

A assistente de vendas Marcela Baroni, de 30 anos, reclamou do atraso. "Tinha que estar no trabalho, mas ainda estou aqui, presa no trem. Pego esse transporte todos os dias e os problemas são frequentes", reclamou Marcela, moradora da Taquara.

Foto: Leitor Marcela Barone
Foto: Leitora Marcela Baroni
Novos contratempos

Outros dois problemas atingiram trens da SuperVia e atrasaram trabalhores na manhã desta quinta-feira. Um trem de Japeri soltou fumaça, por volta das 7h, por conta de um problema mecânico. Segundo a concessionária, a composição parou por seis minutos na estação de Deodoro, onde foi realizado reparo.

Um trem que seguia de Campo Grande para a Central do Brasil teve um problema no circuito elétrico e parou na estação de Bangu. Ténicos levaram 20 minutos para solucionar o problema até que a composição pudesse seguir viagem.

Foto: Leitora Marcela Barone
Trabalhadores caminham nos trilhos após pane em trem | Foto: Leitora Marcela Baroni

 

NEOSANGUESSUGAS DA SAÚDE PÚBLICA .

 Condenações por fraude não impediram renovação de contratos com órgãos públicos
                                     
A farra com o dinheiro da saúde pública nos hospitais do Rio provoca até cancelamento de cirurgias por falta de roupas limpas para médicos e pacientes. Relatório da Controladoria Geral da União aponta fornecimento de “cobertores velhos, rasgados e alguns até com mau cheiro” no Hospital Federal dos Servidores do Estado, na Saúde. O serviço é feito por empresa cujo ex-dono foi condenado por fraudes em licitação e, mesmo assim, continua a ter contratos com o poder público.

Fiscais da Controladoria Geral da União esmiuçaram serviço de lavanderia do hospital | Foto: Marcelo Régua / Agência O Dia
Fiscais da Controladoria Geral da União esmiuçaram serviço de lavanderia do hospital | Foto: Marcelo Régua / Agência O Dia
A responsabilidade pela lavanderia no Hospital dos Servidores é da Brasil Sul Indústria e Comércio Ltda., contratada para garantir a entrega de roupas limpas. Investigada por fraudes em licitação, a empresa nunca deixou de lucrar com contratos firmados com governos municipal, estadual e federal. Só ano passado, faturou R$ 15 milhões em serviços prestados a órgãos públicos.

A inspeção da Controladoria nos serviços de lavanderia foi realizada entre junho e julho do ano passado. A devassa foi solicitada pelo Ministério da Saúde diante de suspeitas de irregularidades

Trecho do relatório da CGU que investigou os serviços, prestados entre janeiro de 2009 e junho de 2011, destaca depoimento de chefe de um setor do hospital: “as roupas que são entregues nesta unidade diariamente não são suficientes para atender às necessidades mínimas e já ocorreu suspensão de cirurgias”.
Ele se diz “envergonhado de encaminhar tais peças (os cobertores fedorentos) aos pacientes internados”.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução
Um de seus ex-donos, o empresário Altineu Pires Coutinho, é pai do deputado estadual Altineu Cortes (PR) e foi condenado pela 4ª Vara Federal Criminal em julho de 2009 por formação de quadrilha, corrupção ativa e fraude em licitação pública em serviços de lavanderia para hospitais. A sentença foi confirmada em fevereiro, pelo Tribunal Regional Federal da 2ª Região.
Hoje, Altineu não faz parte do quadro societário da Brasil Sul, que pertence a Raphael Cortes Freitas Coutinho e Gabriel Cortes Freitas Coutinho, filhos dele.
Foto: Reprodução
Foto: Reprodução
Sentenças na Justiça deveriam impedir participação em licitações
Apesar de as possibilidades de recurso ainda não terem se esgotado, as decisões da Justiça Federal deveriam servir para impedir que empresas condenadas por envolvimento com fraudes fossem recontratadas. Este é o entendimento do procurador da República Carlos Alberto Aguiar, que atuou no caso, e de especialista em Direito.

Para Aguiar, estado, município e União deveriam proibir a participação destas empresas em licitações até a decisão final da Justiça: “Os gestores, que têm a função de zelar pelo dinheiro público, poderiam e deveriam ter incluído as empresas num cadastro para que não participassem de licitações públicas até a decisão final”.

Professor de Direito Constitucional da Faculdade de Direito da PUC de São Paulo, Luiz Tarcísio Teixeira, apoia o procurador. “Uma decisão de segunda instância já é suficiente para o poder público determinar que as empresas não participem de licitações”.

“Nesta questão do trânsito em julgado, a tendência é flexibilizar. Até a decisão final, estas empresas se beneficiam da demora do Judiciário. A condenação aponta para fraude grave em licitação com formação de quadrilha e corrupção”, ressalta Tarcísio.

Quatro investigadas somam R$ 69 milhões em contratos

Além da Brasil Sul, as empresas Ferlim Serviços Técnicos, Lido Serviços Gerais Ltda e Prolav Serviços Técnicos Ltda tiveram seus donos condenados por formação de quadrilha, fraude em licitação e corrupção após a ‘Operação Roupa Suja’, deflagrada em 2005.

Juntas, elas lucraram, só no ano passado, o total de R$ 69 milhões em contratos com os governos estadual, municipal e a União em serviços gerais e de lavanderia em unidades públicas de saúde.
Na sentença de julho de 2009, o juiz federal Vlamir Magalhães, da 4ª Vara Federal Criminal, determinou que cópias fossem remetidas à Advocacia Geral da União e às Procuradorias do Estado e Município para que fossem “cientificados os responsáveis pela manutenção de cadastros de licitantes sobre o teor desta sentença”.

Através de seus advogados, a Brasil Sul e a Lido alegaram que não podem ser impedidas de participar de licitações públicas sem uma condenação em última instância. Já os advogados da Ferlim não comentaram as denúncias.( Fonte : O Dia )

quarta-feira, 21 de março de 2012

Para você que usa anabolizantes !

 

Uso de anabolizantes pode causar efeitos negativos no comportamento, diz estudo


Usuários apresentam agressividade, excesso de confiança e "sentimento de invencibilidade"

Os efeitos negativos do abuso dos anabolizantes podem não se resumir somente a mudanças fisiológicas. De acordo com um estudo do Instituto de Psicologia da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ), há indícios de "inúmeros efeitos colaterais psicológicos" associados ao uso dos esteroides, o que pode levar a modificações comportamentais, como excesso de confiança e agressividade.
 
O estudo contou com a participação do Programa de Neurobiologia da universidade.
"Não se pode ignorar as evidências que diversos estudos recentes vêm apontando de que o uso de anabolizantes tem inúmeros efeitos psicológicos que não apenas trazem dor e sofrimento para o sujeito que os consome, como também para aqueles que estão a sua volta", escreveram os pesquisadores.

O endocrinologista Ricardo Meirelles, da Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia, afirma que o abuso de anabolizantes hormonais – no caso das pessoas que procuram aumentar a massa muscular – pode se tornar, inclusive, um problema social. “Os problemas estão principalmente ligados à agressividade”, explica. “Mas também podem provocar um certo egocentrismo: a pessoa fica voltada somente para si”. ( Fonte : JB )

Empresas e partidos políticos no Rio: NOVOS SANGUESSUGAS ?


            A LOCANTY, O PMDB E PT DO RIO! 3,6 MILHÕES DE REAIS!
       
(Estado de SP, 21) 1. Duas das empresas que tiveram representantes flagrados tentando negociar propina em processos de licitação no Instituto de Pediatria e Puericultura Martagão Gesteira da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) fizeram doações a campanhas eleitorais nos últimos oito anos. A maior parte das contribuições foi destinada a diretórios partidários fluminenses. De acordo com dados do Tribunal Superior Eleitoral, o maior volume foi da Locanty Soluções, que doou R$ 3,6 milhões entre 2004 e 2010. A Toesa Service contribuiu com R$ 28.700 para duas campanhas de vereadores em 2006.
      
2. O maior volume de doações ocorreu no pleito de 2010. O PMDB-RJ, partido do governador Sérgio Cabral e do prefeito Eduardo Paes, foi o principal beneficiário. No último pleito,  a empresa contribuiu com R$ 1,7 milhão para o Comitê Financeiro Único e a direção estadual da sigla. Depois do PMDB, o Comitê Financeiro Único do PT-RJ foi o que mais recebeu recursos da Locanty. Foram R$ 800 mil em 2010. Em seguida, vem o PSB-RJ, com R$ 350 mil.
                                                    * * *
AINDA O CASO DAS EMPRESAS FLAGRADAS PELO "FANTÁSTICO" EM ATOS EXPLÍCITOS DE CORRUPÇÃO!
    
1. (JN, 21) Um levantamento mostra que em um período de cinco anos - entre 2007 e 2011 -, a Locanty firmou contratos com o governo do Rio de Janeiro no valor de R$ 213 milhões.  Alguns detalhes chamam a atenção. O contrato original com a Fundação Apoio à Escola Técnica, por exemplo, era de quase R$ 9 milhões. Recebeu um aditivo de mais de R$ 69 milhões, aumentando o valor final para mais de R$ 78 milhões. O mesmo acontece com o Fundo Estadual de Saúde. O montante inicial era de quase R$ 17 milhões. O aditivo foi de mais de R$ 39 milhões e o total passou para mais de R$ 56 milhões. O estado do Rio mantém 23 contratos em vigor com a Locanty, a Bella Vista e a Rufolo. O gasto anual deve chegar a quase R$ 80 milhões em 2012. No município do Rio, a Locanty trabalha para cinco secretarias e tem contratos que somam mais de R$ 6 milhões. Já a empresa Bella Vista refeições tem três contratos com a prefeitura em um valor superior a R$ 14 milhões.
    
2. (Ex-Blog) Para pesquisar. A secretaria de assistência social da prefeitura do Rio, até 2010, usava carros alugados para seus serviços dentro de uma tabela tradicional, alugando de cooperativas ou individualmente. Sem licitação, mudou para a Locanty, passando a pagar até 4 vezes mais.
                                                    * * *
EX-BLOG: 07/10/2009. LOCANTY E A PREFEITURA DO RIO!
       
COMLURB-RIO CONTRATA EMPRESA DE LIXO DA BAIXADA PARA TELE-ATENDIMENTO: 2,4 MILHÕES!
1. A Comlurb, empresa de limpeza urbana da prefeitura do Rio, sempre teve um serviço de tele-atendimento exemplar. Agora, curiosamente, contratou uma empresa de lixo que atua na Baixada Fluminense para fazer o serviço de tele-atendimento. Diário Oficial 06/10/09. 
   
2. Contrato nº: 053/2009. Data de Assinatura: 17.09.2009.  Partes: COMLURB e LOCANTY COM SERVIÇOS LTDA. Objeto: Prestação de serviços de tele atendimento receptivo e de recepção pessoal. Prazo: 24 (vinte e quatro) meses, a partir de 11/10/2009.    Valor: R$ 2.395.843,20 (dois milhões, trezentos e noventa e cinco mil, oitocentos e quarenta e três reais e vinte centavos).    Programa de trabalho: 11.51.15.122.0001.4052.  Natureza da despesa: 3.1.90.34.03.

Começam a aparecer os beneficiários das empresas fraudadoras 2.

Correção: TSE diz que doação da Locanty foi para partido de Cabral

O governador Sérgio Cabral durante a campanha para reeleição, em 2010, em Nova Iguaçu
O governador Sérgio Cabral durante a campanha para reeleição, em 2010, em Nova IguaçuFoto: Agência O Globo/Fábio Rossi
Marcelo Dias
Tamanho do textoAAA
Correção: O Tribunal Superior Eleitoral confirmou que a doação de R$ 1,3 milhão feita pela empresa Locanty na campanha eleitoral de 2010 foi feita para o PMDB, partido do governador Sérgio Cabral, que naquele ano concorreu à reeleição.

O EXTRA informou, com base em informações da Transparência Brasil, que o dinheiro havia sido doado para a campanha de Cabral.

A assessoria do governador alega que o então candidato não se valeu da doação da Locanty em sua campanha e que a verba foi destinada ao PMDB.

Já Claudio Abramo, diretor executivo da Transparência Brasil, mantém a informação e diz que a doação para o partido é uma estratégia do candidato para esconder a origem do dinheiro.

Leia abaixo a matéria original:

A Locanty financiou parte da campanha de reeleição do governador Sérgio Cabral Filho, com R$ 1,3 milhão, em 2010. A empresa é uma das quatro investigadas pela Polícia Federal no escândalo de negociação de propinas em troca de contratos com o Hospital Universitário Clementino Fraga Filho, da UFRJ.

As informações sobre as doações eleitorais do então candidato se encontram no site Às Claras, mantido pela ONG Transparência Brasil. A assessoria do governo informa, porém, que o dinheiro foi doado ao comitê de campanhas majoritárias do PMDB. Diretor-executivo da Transparência Brasil, Cláudio Abramo, confirma que o dinheiro da Locanty usado para ajudar a reeleger Sérgio Cabral Filho.


- Todas as nossas informações são da base do Tribunal Superior Eleitoral. Os políticos têm usado muito esse argumento de as doações serem feitas diretamente a um comitê único, mas esse dinheiro foi usado pela campanha dele sim - diz Abramo.

A Locanty também ajudou a financiar as campanhas dos deputados estaduais Alcebíades Sabino (PSC) e Bebeto (PDT) com R$ 50 mil, cada. Sabino é ex-secretário estadual de Trabalho da gestão atual e ex-prefeito de Rio das Ostras. Já o tetracampeão mundial faz parte da base aliada.

Outro que também contou com doação de campanha da Locanty foi o ex-prefeito e ex-governador de São Paulo José Serra (PSDB) em sua campanha presidencial, em 2010.

Ontem, o governador determinou o cancelamento dos contratos com a Locanty, a Toesa Service, a Rufolo Empresa de Serviços Técnicos e Construções e a Padre da Posse Restaurante (cujo nome fantasia é Bella Vista Refeições Industriais).

Segundo o governo, a Polícia Civil não abrirá inquéritos para investigar esses contratos, mas irá apoiar os trabalhos da Polícia Federal.
 

Começam as ser divulgados os nomes dos beneficiários das empresas ligadas às fraudes 1.

Informe do Dia: O conselheiro e os patrocínios

POR Fernando Molica
Rio - Equipes de futebol soçaite ligadas a José Moraes, vice-presidente do Tribunal de Contas do Município (TCM), são patrocinadas por duas das empresas apontadas como corruptoras em reportagem do ‘Fantástico’: a Locanty e a Rufollo. Ambas têm contratos com a Prefeitura do Rio, cujas contas são fiscalizadas pelos integrantes do TCM. Entre 2001 e 2005, Moraes relatou 26 processos da Rufollo no Tribunal.

No ano passado, Moraes participou da assinatura do convênio que permitiu ao Iate-Modus, ligado ao Iate Clube Jardim Guanabara, representar o Flamengo em competições de Futebol de 7 (nova denominação do futebol soçaite). O acordo incluiu o patrocínio da Locanty, que passou a estampar sua marca na camisa do time. O conselheiro do TCM é diretor do Flamengo Iate-Modus e comodoro do Iate Clube. Ontem, a página na Internet do Flamengo Iate-Modus estava fora do ar.
Foto: Reprodução / Divulgação
Acima, patrocínio da Rufollo no uniforme de Edmundo (e), convocado por Moraes (d) para o Mundialito. Entre eles está o lutador Vitor Belfort. Ao lado, a marca da Locanty nas camisas do técnico Moraes (d) e de um jogador do Iate-Modus | Foto: Reprodução / Divulgação
Técnico da Seleção

A Rufollo patrocinou, em 2011, a seleção brasileira que conquistou o vice-campeonato do Mundialito de Futebol de 7 realizado numa arena montada em Copacabana — Moraes foi o técnico da equipe. O presidente da Rufollo, Rufollo Villar, prestigiou o evento e entregou o prêmio ao melhor goleiro do torneio. Em 2007, a empresa foi uma das patrocinadoras da equipe de futsal do Iate Clube Jardim Guanabara. O Informe não conseguiu falar ontem com Moraes que, segundo o TCM, está em viagem de férias.

Moraes e Locanty

Presidente do Tribunal de Contas do Município, Thiers Montebello diz que Moraes deixa de votar em processos que envolvam a Locanty. Ele afirma não recordar se o conselheiro tem tomado a mesma atitude em casos relacionados à Rufollo.

Sem medalha

A deputada Cidinha Campos (PDT) pediu ontem a revogação da Medalha Tiradentes concedida pela Assembleia Legislativa ao presidente da Toesa, David Gomes da Silva. A empresa também está envolvida no escândalo.

Empresa suspeita reformou quadra da Ilha

A prefeitura disse que cancelará os contratos que tem com a Locanty e com a Rufollo. Mas não se manifestou sobre outra empresa citada no ‘Fantástico’, a Trade Building (que entraria em licitações para perder) recebeu R$ 2,7 milhões do município em 2011. Dirigida por Sid Villar, irmão dos donos da Rufollo, a Trade venceu a licitação para ampliar a quadra da Unidos da Ilha. A prefeitura, que bancou a reforma, estimara seu custo em R$ 4,8 milhões; a proposta vencedora foi de R$ 5,3 milhões. Na inauguração, a própria prefeitura divulgou que o investimento chegou a R$ 6,3 milhões.
Passou raspando

A Trade ganhou a licitação por muito pouco. Sua proposta foi apenas R$ 48.762 inferior à da segunda colocada, a Tensor, o que representa uma diferença de 0,9% em relação à concorrente. Pelo regulamento, as empresas poderiam superar o preço estimado em até 10% — a Trade cobrou 9% a mais.

Servente caro

O Iabas, Organização Social que cuida de unidades de saúde na Zona Oeste, também contratou serviços da Rufollo. Segundo o vereador Paulo Pinheiro (PSOL), o custo de cada servente terceirizado chega a R$ 2.698 — a prefeitura gastava menos, R$ 1.991.

terça-feira, 20 de março de 2012

TODOS CONTRA A CORRUPÇÃO NO RIO !

Deputado Paulo Ramos pede CPI para investigar fraudes em licitações

  O Deputado estadual Paulo Ramos (PDT-RJ) entrou nesta terça-feira (20/03) com um requerimento na Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj) pedindo a criação de uma CPI para investigar as denúncias de irregularidades em licitações no estado.
 
O pedido foi motivado pela denúncia da Rede Globo, que flagrou quatro empresas negociando propinas para ganharem contratos públicos.
 
"A Assembleia Legislativa têm a obrigação de apurar um escândalo de tamanha relevância. Não adianta os deputados cruzarem os braços e deixarem apenas órgãos como o Tribunal de Contas e o Ministério Público investigarem. Uma CPI tem muito mais força. O próprio governo, se não tiver nada a esconder, deveria apoiar a criação dessa CPI", disse Paulo Ramos.

CPI barrada

Essa não é a primeira vez que o deputado tenta abrir a caixa-preta das licitações. Em 2010, ele tentou abrir uma CPI para investigar os contratos da Secretaria de Saúde, mas teve o pedido barrado pela bancada do governo.
"Espero que não cometam o mesmo erro dessa vez", completou o deputado. ( Fonte : JB)

E ainda gastam dinheiro em propaganda na TV para falar em combate à dengue. Hipócritas !

Descaso da Prefeitura com a dengue ( Fonte : O Dia )
Rio - Tão preocupada com a dengue na cidade, a Prefeitura do Rio devia olhar com mais atenção para o próprio ‘quintal’, sugere Marina Silva. “A Subprefeitura de Campo Grande está uma vergonha. Não bastasse o imóvel cair aos pedaços, tem esse ‘belo’ lago cheio de água podre suja e parada. De que adianta abrir polos se a própria prefeitura age com esse descaso?"


Foto: Leitora Marina Silva
Foto: Leitora Marina Silva

Locanty doou R$ 3,4 milhões a políticos do Rio .

Informe do Dia: Generosa Locanty

POR Fernando Molica

Rio - A Locanty, uma das empresas flagradas na reportagem do ‘Fantástico’ sobre propinas, doou, na última eleição, R$ 3,420 milhões para políticos. Do total, R$ 3,320 milhões seguiram para direções e comitês financeiros dos partidos: 95,7% dos recursos foram destinados para o Estado do Rio de Janeiro.
O PMDB-RJ recebeu R$ 1,700 milhão; em segundo lugar veio o PT-RJ, com R$ 800 mil. Depois vieram o PSB-RJ (R$ 350 mil), o PSC (RJ e nacional, R$ 250 mil), o PCdoB-RJ (R$ 120 mil), o PPS-RJ (R$ 50 mil) e o PSDB nacional ( R$ 50 mil).
Outras doações
Dois candidatos receberam doações da Locanty em 2010, os hoje deputados Bebeto (PDT) e Sabino (PSC): cada um ficou com R$ 50 mil. Em 2006, a empresa destinou um total de R$ 100 mil para campanhas dos deputados do PSC Filipe Pereira e Hugo Leal.

segunda-feira, 19 de março de 2012

Um gestor público não se corrompe sozinho . Em regra, obedece ao seu superior !

As denúncias veiculadas pela reportagem da Rede Globo a respeito das fraudes , da corrupção , da formação de cartel e outros crimes nos processos de licitações na saúde colocaram em evidência empresas que têm inúmeros contratos de prestação de serviço com o governo estadual e com a prefeitura do Rio , além dos hospitais federais alvos do trabalho jornalístico.

No Jornal Nacional de hoje , alguns dos envolvidos nas atividades delituosas deixaram claro que muitas obras do governo do Rio e da Copa do Mundo estão metidas nessas falcatruas.

O Rio de Janeiro está poluido , podre , enlameado , maculado por essas ações . Chegou a hora de a sociedade civil dar um basta nisso , agir e exigir a apuração minuciosa  , atinja a quem atingir. Hoje , o Brasil olha o Rio como terra de corruptos. É hora de a OAB , a Igreja , a Mídia independente , os poucos políticos do bem e de todas as entidades sérias usarem os meios legais para banir essa gente da vida pública. O lugar de todos eles é na cadeia.

Embora útil e muito esclarecedora , além de estarrecedora , a reportagem ficou devendo a informação sobre quem são os gestores que ocupam , de verdade , o lugar que o repórter disfarçado de agente publico ocupou no hospital pediátrico para colher as informações imundas.

É absolutamente indispensável o aprofundamento das investigações para se chegar aos chefes das quadrilhas do lado do poder público. Os empresários e as empresas foram identificados e desmascarados , mas nenhum gestor faria essas negociatas sem ter o aval de seus superiores , já que as quantias em dinheiro vivo eram elevadas. O gestor está lá por ser pessoa de confiança de alguém que lhe é superior , alguém que é seu " padrinho político". Ele não caíu do céu !

Os gestores poderiam ficar com uma pequena parcela do trambique , mas os tubarões abocanhariam a maior fatia do bolo , para suas campanhas eleitorais , para o enriquecimento ilícito e para engordar as suas contas bancárias nos paraísos fiscais. Os " peixinhos " e os tubarões devem ser " pescados ".

Não se pode falar em agente público , sem identicar os seus nomes . Não podemos enodoar a imagem toda uma classe injustamente . Se as tramóias que envolvem gente grande da vida política do Rio de Janeiro não forem desvendadas e se os delinquentes não forem punidos , inclusive com cadeia e devolução do que furtaram do povo , os cidadãos levarão outro golpe. E continuarão desacreditando na política do Rio de Janeiro.

O Rio não merece estar com essa imagem ! O nosso povo quer saber quais foram os beneficiários desses crimes do lado do poder público. Os empresários e as empresas já estão na berlinda.






Mais um escândalo na Prefeitura do Rio ! E na Educação !


UMA "PROMOÇÃO" ESDRÚXULA NA SECRETARIA DE EDUCAÇÃO DA PREFEITURA DO RIO ! INACREDITÁVEL ! INACREDITÁVEL !

    1. Passou em um concurso de Agente Educador e no dia seguinte da posse foi promovido a DAS.10.A -nível de Sub-Secretário da Secretaria de Educação. Isso deve ser parte da privatização que estão tentando implementar. Conheça os passos.
    2. No Diário Oficial da Prefeitura do RIO de 28 de dezembro de 2011 são convocados os Agentes Educadores aprovados em concurso. Vejamos: DIÁRIO OFICIAL de 28 de dezembro de 2011 \ COORDENADORIA DE RECURSOS HUMANOS \ GERÊNCIA DE ADMINISTRAÇÃO DE RECURSOS HUMANOS \ EDITAL Nº 150 DE 27 DE DEZEMBRO DE 2011 \ A Gerente da Gerência de Administração de Recursos Humanos, convoca os candidatos abaixo relacionados, aprovados em concurso público para o cargo de Agente Educador II a comparecerem na Rua Afonso Cavalcanti n.º 455, Centro Administrativo São Sebastião, 1º andar, sala 147.
   3. O Decreto 1.115 de 20 de dezembro publicava a lista dos aprovados e os bairros respectivos. Vejamos: DECRETO “P” Nº 1115 DE 20 DE DEZEMBRO DE 2011 \ (...)  4ª CRE Ilha do Governador, Manguinhos, Bonsucesso, Vila do João/Maré, Ramos, Olaria, Penha, Brás de Pina, Vila da Penha, Cordovil, Parada de Lucas, Vigário Geral, Portuguesa, Pitangueira, Praça da Bandeira, Praça do Carmo, Jardim América, Penha, Penha Circular, Zumbi, J. Carioca, Benfica, Galeão, Bancários, Guarabu, Itacolomi, Jardim Guanabara, Tauá, Moneró, Freguesia, Tubiacanga, Cocotá, Cidade Universitária.
(...)
   4. No dia 9 de janeiro de 2012 era publicada pela ordem a classificação dos agentes educadores. Em 235º DAVID CARLOS PEREIRA NETO
   5. No Diário Oficial de 13 de março de 2012, após os procedimentos de incorporação para o início do estágio probatório de 2 anos, vem a inacreditável supresa  O Agente Educador David Carlos Pereira Neto é nomeado para o cargo de DAS-10.A, ou seja nível de Sub-Secretário de Educação. Vejamos: DIÁRIO OFICIAL de 13 de março de 2012 \ DECRETO "P" N.o 171 DE 12 DE MARÇO DE 2012 \ O PREFEITO DA CIDADE DO RIO DE JANEIRO, no uso das atribuições que lhe são conferidas pela legislação em vigor, \ RESOLVE; Nomear DAVID CARLOS PEREIRA NETO, matrícula 11/255.669-4, Agente Educador II, com validade a partir de 12 de março de 2012, para exercer o Cargo em Comissão de Assessor Especial I, símbolo DAS-10.A, código 036556, da Secretaria Municipal de Educação.
   6. Professores da secretaria municipal de educação estão perplexos assim como os servidores da prefeitura do Rio. O que dizem é que fez o concurso para essa função para imediatamente ser promovido e nunca cumpriir a função para a qual concursou.  Sendo assim, é uma fraude !



A história da reportagem das fraudes em licitações da Saúde no Rio.

A reportagem sobre fraudes e corrupção nas licitações em unidades de saúde no Rio de Janeiro que foi ao ar ontem , no programa Fantástico da TV Globo , foi repetida hoje , pelos telejornais da emissora e comentada por diversos jornais .Mostrou os procedimentos delituosos nas diversas transações entre agentes do Poder Público e empresas já conhecidas por diversas denúncias , como a Toesa , a Locanty , a Rufolo , a Bela Vista e a Construir.

 A Controladoria Geral da União já havia apontado irregularidades , fraudes em licitações , formação de cartel e corrupção , mas ninguém tomou as devidas providências. Tudo ficou no esquecimento. Daqui a um mês , essa reprotagem também cairá no esquecimento.E os criminosos voltarão a agir.

No caso da Toesa , a Mídia deu ampla cobertura no escândalo das ambulâncias e carros de mata mosquito , cujos preços pelos reparos eram mais altos de que para compra de um veículo novo do mesmo tipo. Em relação à Locanty , os desaparecimentos de carros nos depósitos da Prefeitura demonstraram que veículos sob custódia do Município do Rio eram furtados  e vendidos ,durante o período em que estavam, apreendidos, aguardando a presença de seus proprietários. E nada aconteceu. Não é estranho? Qual a razão dessa inércia por parte das autoridades?

A Rufolo foi denunciada por aumentar o peso das roupas de hospitais que eram lavadas por ela para justificar a elevação dos preços que cobrava. Mesmo com as denúncias da Mídia , não houve providências por parte das autoridades governamentais . Agora , tudo se agravou. É isso: a IMPUNIDADE alimenta o CRIME ! Se não fosse a reportagem pontual , tudo continuaria. Imaginem o que vem acontecendo com as obras pela Cidade e pelo Estado ! E as obras dos estádios de futebol para a Copa ? Quantos superfaturamentos ? Quantas fraudes ? Quantos enriquecem ? o ?

A corrupção tem sua efetivação pela ação criminosa de dois vetores: o do corruptor e o do corrupto. Em geral , os gestores ( ordenadores de despesa) não são servidores públicos concursados. Essa função é desempenhada por pessoas de confiança de seus superiores , em razão de sua relevância . Passam a fazer parte do quadro de servidores em virtude da sua nomeação que é feita por secretários municipais e estaduais , pelo Governador ou pelo Prefeito.

Temos que  reservar cuidado nas afirmativas , pois não seremos justos ao colocarmos os servidores como parte dessas tramas. Entretanto , o que salta aos olhos é a complacência das autoridades públicas do Poder |Executivo com as tais empresas. Por que elas continuam servindo ao governo estadual e à prefeitura , a despeito de tantas´e fartas denúncias? O que está por trás disso tudo ? Agora , com o escândalo promovido pela reportagem da Globo , vão ameaçar , descredenciar etc. Elas vão mudar de nome e voltarão com outra máscara , porque os compromissos são altíssimos... 

Romário solta o verbo contra transações para a Copa.

Romário critica obras e diz que a Copa vai se tornar "o maior rombo" da história

O ex-jogador e deputado federal Romário voltou a fazer duras críticas à forma como vem sendo organizada a Copa do Mundo de 2014 no Brasil. Em sua página no Facebook, o baixinho alertou que a competição vai se tornar "o maior rombo" da história do país, por conta da má gestão das obras emergenciais.

"Esta palhaçada vai piorar quando faltar um ano e meio para o Mundial. O pior está por vir porque o governo deixará que aconteçam as obras emergenciais, as que não precisam de licitações. Ai vai acontecer o maior roubo da história do Brasil", escreveu.

O ex-camisa 11 da Seleção também fez críticas à reunião da Presidente Dilma Rousseff com o mandatário da Fifa, Joseph Blatter. Romário afirmou que o Governo está enganando o povo e que, se nada melhorar, a Copa do Mundo será "uma merda" e o País vai "passar vergonha" com a atual organização.

"É uma pena que o Governo federal se uniu a Fifa para que a Copa do Mundo seja a maior de todos os tempos. Uma mentira descabida! Não será a melhor e nós vamos passar vergonha. Se continuar acontecendo coisas erradas e estranhas como esse encontro do Blatter com pessoas que não são ligadas a Lei Geral da Copa, ela será uma merda. E o Governo federal está enganado o povo. E a presidente Dilma está sendo enganada ou se deixando enganar", afirmou o deputado.

"Tem coisas que só existem no nosso País, ou melhor, só acontecem no nosso País. O presidente da Fifa (Blatter) vem ao Brasil e se encontra com a presidente Dilma. Nesse encontro estão presentes Aldo Rebello, ministro dos Esportes; Pelé, embaixador honorário do Brasil para a Copa do Mundo de 2014; Ronaldo, conselheiro do Comitê Organizador Local (COL). Só uma pergunta: qual dessas pessoas tem a ver com a Lei Geral da Copa? Nenhuma.

O presidente da comissão da Lei Geral da Copa, Renan Filho , não estava lá. O relator da Lei da Copa, Vicente Cândido, também não. O presidente da Casa onde será votada a lei, Marco Maia, também não estava presente. E muitos outros que tem muito a ver com a Lei Geral da Copa, não estavam presentes", disparou.

"Na minha concepção de político, a política vai de mal a pior. E o povo tem total razão de reivindicar e cobrar principalmente mais seriedade e responsabilidade das pessoas que tem autonomia para decidir coisas importantes como essa (Copa do Mundo)", acrescentou.

A principal questão em discussão na Lei Geral da Copa é a aprovação da comercialização de bebidas alcoólicas nos estádios durante a Copa do Mundo de 2014. A atual legislação vigente proíbe a questão. Mas para organizar o Mundial, o Brasil se comprometeu a aceitar algumas exigências da Fifa, como esta. Para a soberania nacional não ser atropelada pela entidade, alguns e políticos e, principalmente, uma parte da opinião pública é contra a lei.

sábado, 17 de março de 2012

LATINHAS DE CERVEJA E DE REFRIGERANTE QUE MATAM !



SBT exibiu , há dias , reportagem com relação a lavar as latas de ervilhas, milho, leite condensado, creme de leite, frutas em calda, etc (todo e qualquer tipo de lata com alimentos) antes de guardá-las em armários ou geladeira. Após abertas se não utilizar inteira, despejar o que sobrou num pote plástico com tampa.Isso evitará o acumulo e aumento de bactérias.

Morreu Orlando. Brilhante advogado e pai da modelo Daniela Sarahyba, numa situação absolutamente igual ao que se vem repetindo, com freqüência dolorosa.
Ele tinha uma casa e uma lancha em Angra.

Ao sair na lancha com amigos, num domingo, levou na geladeira da embarcação latas de cerveja e refrigerantes. No dia seguinte, 2a. feira, estava internado numa UTI e morto na 4a. feira.Ele era um atleta, adorava a vida, que a vivia com intensidade.

O exame cadavérico atestou leptospirose fulminante contraída na lata de cerveja que ele havia tomado, sem copo e sem canudo, no barco. O exame das latas atestou que estavam infestadas de urina de ratos,consequentemente de leptóspiras.

MUITO CUIDADO !!! AVISO AOS CONSUMIDORES DE BEBIDAS EM LATA: Toda vez que comprar uma lata de refrigerante, tome cuidado de lavar a parte de cima com água corrente e sabão, se possível, use canudo. Faça com que seja obrigatório lavar as latas com desinfetantes mesmo as que vão à geladeira. Uma amiga da família morreu depois de beber uma soda em lata.

Provavelmente ela não limpou a parte superior da lata antes de beber, e a lata estava suja com urina de rato seca, que contém substâncias tóxicas e letais, inclusive leptóspiras, causadoras da leptospirose. Bebidas em lata e outros alimentos enlatados ficam guardados em armazéns que geralmente estão infestados de roedores , e posteriormente são transportados para as lojas de venda sem a devida limpeza

Complementando:

Uma pesquisa do INMETRO confirmou que a tampa da latinha do refrigerante é mais poluída que um banheiro público.
Segundo essa pesquisa, a quantidade de bactérias era tão intensa que eles sugeriam que se lavasse a tampa da latinha com água e sabão . 

quinta-feira, 15 de março de 2012

Obra milionária para não desalojar em área nobre.

 Com os moradores das zonas Norte e Oeste não houve o mesmo cuidado. O " pau cantou" !

As obras da Linha 4 do metrô (que vai ligar o Jardim Oceânico, na Barra da Tijuca, à Estação General Osório) poderiam desalojar temporariamente 290 famílias de Ipanema. Os apartamentos ficam em três prédios do quadrilátero por onde passaria parte do trajeto dos trens. A decisão de não entrar em disputa judicial com moradores da Zona Sul custará R$ 377 milhões aos cofres públicos. É o valor da duplicação da Estação General Osório, exigida pelo novo traçado.

A expansão é uma obra da Riotrilhos (empresa estadual) com a CBTO Engenharia Ltda, grupo Odebrecht. A construção da Linha 4 é tocada pelo Consórcio Rio-Barra, que reúne cinco empreiteiras.

O ‘jeitinho’ em Ipanema custará quase R$ 80 milhões a menos do que a prefeitura deve gastar com três mil desapropriações em nove bairros no caminho do corredor exclusivo para ônibus Transcarioca (Barra-Galeão). Se o Estado tivesse optado por desalojar os moradores de Ipanema, não haveria necessidade de fazer ampliar a estação.
Foto: Arte O Dia

Polêmica de gasto extra foi encaminhada ao Ministério Público

A modificação do traçado da linha 4 e a ampliação do Estação General Osório são desperdício de recursos públicos. Muitos técnicos defendem a manutenção do projeto original da Linha 4, que estabelecia a ligação entre a Barra e a Zona Sul (Estação Morro de São João), conectando a Linha 4 à Linha 1 no bairro de Botafogo.

Eles dizem que a estação Gávea deva ser feita em em dois níveis, de modo a ser a estação de integração entre as linhas 1 e 4, permitindo aos usuários que ali trocassem de trem para seguir em direção à Barra, Ipanema, Botafogo, Centro, ou mesmo Tijuca.

quarta-feira, 14 de março de 2012


Desmatamento pode ser associado ao aumento de casos de malária

Segundo o estudo “A ocorrência de malária em quatro municípios do estado do Pará, de 1988 a 2005, e sua relação com o desmatamento”, o desmatamento pode ser um fator que influencia o aumento do número de casos de malária no estado do Pará.

O artigo foi publicado na edição de março deste ano na Acta Amazônica. Os autores da pesquisa são Andressa Parente, Everaldo de Souza e João Batista Ribeiro, todos do programa de pós-graduação em Ciências Ambientais da Universidade Federal do Pará (UFPA).
Desmatamentos propiciam formação de habitats favoráveis ao Anopheles, mosquito que transmite a malária
Desmatamentos propiciam formação de habitats favoráveis ao Anopheles, mosquito que transmite a malária
A malária, segundo os pesquisadores, é uma questão de saúde publica mundial , pois é uma das doenças parasitárias de elevado índice de morbidade e mortalidade. Ela é de caráter sistêmico, febril e de transmissão vetorial e ocorre em regiões tropicais e subtropicais.

No continente americano, o Brasil apresenta os maiores números de casos e o estado do Pará contribui, significativamente, com as elevadas taxas de incidência da doença, informam na publicação.

Para os autores, fatores como “o alto índice de desenvolvimento por migração nas últimas três décadas, crescimento urbano desordenado sem acompanhamento de infraestrutura sanitária e desmatamento” contribuem para a prevalência de endemias regionais.

O estado do Pará reflete esta realidade regional e, nos últimos anos, apresentou altas taxas de infecções da malária, explicam. Há ainda o acelerado processo de desmatamento florestal, por causa dos processos econômicos – interesses madeireiros e agropecuários – e do avanço dos centros urbanos sobre a vegetação, acrescentam os autores.

Durante a pesquisa, a equipe observou que as maiores ocorrências de desmatamento – nos anos de 1988, 1995, 1996, 2000, 2002 e 2004 – são seguidas do aumento significativo na incidência de malária nos anos posteriores. Para os pesquisadores, “as modificações promovidas pelo homem no ambiente natural continuam propiciando a formação de habitats favoráveis à proliferação de mosquitos transmissores de infecções humanas”.

Além disso, “há pouca informação sobre os possíveis impactos da mudança climática sobre a floresta tropical da Amazônia”, alertam.

“As atividades econômicas praticadas na região como garimpo, extração de madeiras e grandes projetos que demandam a exploração ambiental, são causas dos impactos ambientais e agravos à saúde”, afirmam os autores.

Essas atividades econômicas alteram o padrão da endemia, ou seja, elas podem aumentar ou diminuir os casos, principalmente, se estiverem envolvidas com o processo de deslocamento populacional, ausência de investimentos em infraestrutura sanitária e de serviços de controle de malária que é uma doença endêmica na região Norte do país, explicam.

Os autores concluem que o desmatamento pode ser um fator, em menor ou maior intensidade, o qual contribui para a prevalência e flutuações nos casos da malária no estado do Pará. Entretanto, eles alertam que generalizar um perfil de malária para a região é um risco, devido às diversas realidades que há no local. ( JB )

Professores fazem greve até sexta-feira para cobrar cumprimento do piso.

Desta quarta-feira (14) até sexta-feira (16), professores de escolas públicas municipais e estaduais prepararam diversas mobilizações para cobrar o cumprimento do piso nacional do magistério.

Criada em 2008, a lei determina um valor mínimo que deve ser pago a professores com formação de nível médio e jornada de 40 horas semanais. Para 2012 esse valor foi definido em R$ 1.451, mas alguns estados e municípios pagam menos do que determina a regra.

A Confederação Nacional das Trabalhadores em Educação (CNTE) sugere que durante os três dias as atividades nas escolas sejam suspensas, mas cada sindicato está organizando a mobilização de acordo com a pauta de reivindicação local. Em algumas redes de ensino, a paralisação será parcial.

Em outras, os professores promoverão passeatas, assembleias e atos públicos. No Distrito Federal, os professores já estão em greve em função das negociações de reajuste salarial com o governo.

Além de cobrar o cumprimento da Lei do Piso, a paralisação nacional também defende o aumento dos investimentos públicos em educação. A CNTE quer que o Plano Nacional de Educação (PNE), que tramita na Câmara dos Deputados, inclua em seu texto uma meta de investimento mínimo na área, equivalente a 10% do Produto Interno Bruto (PIB), a ser atingida em um prazo de dez anos.
 
 

Opiniões dos cidadãos do Rio 3 .

Os parentes dos que faleceram em hospitais públicos por falta de algodão , gaze , esparadrapo , maca ou leito não aprovam essa administração . Há os que morreram por falta de médicos nas unidades ,  não sendo atendidos ou aceitos nos hospitais e morreram nos corredores amontaoados de pacientes ,baratas e ratos. Há os que faleceram por falta de ambulância. Há os que não tiveram diagnóstico a tempo e morreram por falta de equipamentos. Mas , na televisão , o quadro apresentado pelo governo é bem diferente.UPAs e clínicas da família têm um belo visual na TV.

A dengue avança e o governo se limita a fazer passeatas como se o mosquito fosse um espectador.Shows não resolvem ! São , apenas , aspectos pirotécnicos de uma estratégia de campamha eleitoral.

A evasão escolar , seja de alunos ou de professores , atinge números alarmantes. Hoje , o que se faz , é empurrar , de qualquer forma , o aluno para fora do sistema , tentando ludibriar as pessoas. Querem nos convencer de que a tal autonomia carioca é um projeto exitoso. Alunos desmotivados e fora da faixa etária dificilmente são incentivados a estudar com aulas teletransmitidas. Mas , alguém está ganhando com isso...É uma falsa aceleração do aprendizado.

Entretanto , nesse quadro de inépcia , montado de propósito , há um estrito grupo que se encontra muito feliz. São os megaempresários que se locupletam com as renúncias fiscais , com as obras não licitadas , com os superfaturamentos em compras e obras e que alcaçam patamares inimagináveis de riqueza. Alguns são venerados por terem superado os mais ricos do Mundo. Riqueza e alegria para uns pouquíssimos e miséria , irritação , perseguição e pobreza para a grande maioria.

Cidadãos , GUARDEM MEMÓRIA!

Opiniões dos cidadãos do Rio 2.

As pessoas que trabalham , estudam ou , por qualquer motivo , têm que se deslocar na cidade do Rio , não suportam o caos no trânsito , as multas abusivas e os reboques que se transformaram em fonte de arrecadação , em lugar de prevenir , de educar. Pessoas completamente despreparadas foram colocadas para controlar o trânsito em alguns pontos. O resto da cidade está no abandono total . Os semáforos estão sempre com problemas, colocando em risco os motoristas. Leva-se , pelo menos duas horas para deslocamento de casa para o trabalho. Quem aprova isso ?

Os moradores das favelas e de outras comunidades carentes não aceitam a humilhação que lhes é imposta. O Estado Policialesco , com o pseudônimo de Unidade de Pacificação ( UPPs) , pode ter reduzido os grandes tiroteios entre facções criminosas que lutam pelo domínio de áreas pobres , mas não diminuiu as ações dos traficantes , dos milicianos e dos maus agentes públicos. As pessoas trabalhadoras humildes convivem , agora , com três poderes: traficantes , milicianos e agentes públicos que as agridem , constrangem e intimidam.

Chegaram as UPPs , mas os serviços do poder público ficaram nas promessas televisivas. E os moradores estão avaliando isso. Eles são pobres , mas não são burros . Conhecem a mentira e a fraude dos maus políticos. O projeto das UPPs resumiu-se , como estamos vendo pelo noticiário, às ocupações militares e nada mais. Essas pessoas não " engolem " o Governador nem o seu pupilo.

Os gatos com mais uma incompreensível reforma do Maracanã são mais uma prova da má gestão. O estádio , que era do povo , será de uma elite capaz de pagar os novos ingressos. Mais de R$ 1 bilhão jogados no ralo. Por que não investir no Engenhão e em São Januário e deixar o patrimônio popular para os jogos dos clubes cariocas nesse período ? Quanto se ganhou com isso ?

As vilas olímpicas foram abandonadas e as lonas culturais , também . Não há um equipámento cultural que represente a nossa Cidade. Estamos perdendo para São Paulo e outros estados. Aliás , não será novidade nenhuma se ficaramos em último lugar em cultura e esportes , porque ja temos a pior saúde do Brasil e a segunda pior educação.

Opiniões dos cidadãos do Rio 1 .

Alguns estudiosos de pesquisas de opinião estão chegando à conclusão de que a eleição para a prefeitura do Rio , a ser realizada em outubro de 2012 , está "aberta" , ou seja , completamente indefinida . Há uma perspectiva de que o atual prefeito não alcance os 30% entre os que avaliam seu desempenho entre regular , bom e ótimo. Isso significa , a se confirmarem os números , que a sua administração seria reprovada por quase 70 % dos eleitores dessa Cidade.

Os analistas dizem que o fato de o prefeito estar à reboque do governador do Rio seria um dos fatores. O governador está mal avaliado , por questões éticas , administrativas e políticas. Além disso , não há uma iniciativa do prefeito que marque positivamente o seu governo.

Os servidores públicos municipais o rejeitam ( a não ser os que possuem cargos comissionados ) , em razão das atitudes de desprezo que o prefeito teve para com eles até a presente data. As terceirizações colocaram os servidores em segundo plano na esfera municipal. Não adianta o bônus que ele distribuirá nesse mês. A memória dos servidores não é curta. Eles sabem que isso não cai bem em ano eleitoral.

Os bombeiros , os policiais civis e militares e seus familiares desaprovam o governador e seu pupilo , o prefeito. Os servidores da saúde e da educação são contrários às terceirizações dos serviços e reclamam dos baixos salários e das péssimas condições de trabalho.

Os que trabalham e usam transporte alternativo , os ambulantes e seus familiares não aceitam as perseguições a eles implementadas pela prefeitura do Rio. Os aposentados e pensionistas estão perdendo dinheiro com os governos federal , estadual e municipal , todos unidos para fazer mal a esse grupo de pessoas. Há um projeto da Prefeitura na Câmara Municipal para prejudicar ainda mais  os aposentados e pensionistas.Não foi arquivado. Está aguardando o resultado das eleições para ser aprovado.

Os usuários de trens da Supervia , do Metrô , das barcas e dos ônibus não suportam mais os constantes atrasos , as inúmeras panes e as humilhações por que passam todos os dias. A política de transportes no Rio é um verdadeiro desrespeito com o cidadão. E nada é feito para alterar esse quadro . Como se não bastassem os descasos com o os usuários , o preço das passagens de todos eles aumenta sem justificativa.

terça-feira, 13 de março de 2012

O nosso jeitinho frouxo e cretino de ser.




Lá se vai mais um ano, e a cada dia torna - se impossível não ser mais orgulhoso de ser brasileiro. Estamos em paz com a nossa consciência (?), pois não importa se vivemos sob a ditadura da corrupção, e que o peculato não é crime, mas sinal de inteligência (gostou do elogio Lupi?), e o que interessa é que vivemos despreocupados, e que o problema é dos outros, não nos interessando se os outros são VOCÊS.

Depois que do nada viramos um tudo, e passamos a usufruir de carros, mulheres, riquezas, poder e impunidade. Nós atingimos o panteão da esbórnia institucionalizada sem o menor esforço. Não importa que o País esteja estratificado, o que importa é que vivemos em êxtase.

 No País, testemunhamos um verdadeiro milagre em andamento, que promete durar mais vinte, trinta anos. Não adianta falar que a carga tributária do brasileiro está próxima de 40% do PIB, e que o país tem um dos piores índices de qualificação e eficiência de seus serviços públicos.

Não importa que o país acumule troféus de incompetência, seja no IDH, o 84º lugar; no analfabetismo, o 95º; na mortalidade infantil, o 106º; na renda per capita, a 71º; e ocupe apenas o 52º lugar entre 110 países da América Latina melhor para se viver, e que estamos no primeiro lugar no mundo em corrupção, com mais de R$ 80 bilhões desviados do bolso de VOCÊS.
Se alguém afirma que o metrô de Brasília é o mais caro do mundo, não podemos deixar de falar com a boca cheia, que nada devemos às mais avançadas nações do mundo. Sim, quantos países atingiram tal situação?
Quantos países podem taxar os remédios, e o brasileiro é um doente crônico, com 33,9% de impostos, que pagamos sem o menor muxoxo? O que importa, se temos apenas 3% do Produto Interno Bruto (PIB) mundial, e uma participação no comércio mundial em torno de 2%, e que a nossa d ívida interna está só em um trilhão e 500 bilhões de reais?
Sem contar, que patrocinamos uma bolsa-família que paga para cinco filhos, e até os quinze anos de idade. E, conforme a necessidade de cooptação de votos, o atual benemérito desgoverno pode ampliar o leque, pois sabe que alguém sempre pagará a conta.
Devemos apedrejar os que soltam vitupérios contra esta maravilhosa gestão, alegando que no período de janeiro a outubro de 2011, o Governo Federal já gastou R$ 197,7 bilhões de juros da dívida pública.
Esse valor astronômico é superior à soma dos orçamentos anuais da saúde e da educação, que somaram R$ 143 bilhões. Não importa que a presidenta no exterior, impossibilitada de negar-se a dar uma entrevista não diga coisa com coisa e, para piorar, tropece nas palavras, que soam com gritante incoerência. No País, atém-se a um texto pobre, elaborado para não colocar em circuito sua imensa teia de neurônios mortos (provavelmente, durante as sessões de tortura).

Não importa que nada de grandioso tenha sido construído nos últimos dez anos para sedimentar necessidade futuras, seja na infraestrutura seja na educação, pois acreditamos piamente que Deus é brasileiro, e ele nos proverá.
Não temos escolas, nem hospitais, mas teremos imensos e majestosos estádios de futebol, pois nossa sede de circo é imensurável. Quanto ao pão, haverá sempre uma bolsa com uma cesta fornecida por ELES, às suas expensas.
Com a inflação subindo, para 2012, modifiquemos os índices dos seus componentes e, ela diminuirá.
Viram como é fácil? Sim, estamos orgulhosos, pois apesar de tudo, aumentamos o nosso já elevado índice de aceitação, tanto do EX como da atual presidente.Sim, somos calhordas, mas quem não é, somos jeitosos, somos coniventes, malandros, aproveitadores e, sabiamente, mandamos o futuro para o inferno.

É isso aí gente, ninguém vive de valores, ninguém está preocupado com honestidade, com princípios, com justiça, abdicamos de pruridos que na prática tolhem espertezas. Por tudo, estamos eufóricos, que se preocupem com o amanhã aqueles que vierem no futuro. A vida atual é boa, não a estraguemos lendo jornais e revistas aos serviços da fajuta oposição.

O nosso espelho é a metamorfose ambulante, exemplo de que tudo se pode, e no espelho, refletimos a imagem de nosso mestre, e como a dele, as nossas faces enchem-se de orgulho.
Nós somos os caras.
De fato, somos honoris em causa própria, em patifarias, em malandrices; o que trocando em miúdos, nos eleva aos píncaros do gênero cafajeste de ser dos vivaldinos.
Brasília, DF, 02 de dezembro de 2011
General Valmir Fonseca Azevedo Pereira