sexta-feira, 31 de agosto de 2012

Ai meu DEUS ! E se Marcos Valério falar? O que será de Lula e do PT ?

31/08/2012 16:01


Marcos Valério é mais uma dor de cabeça para Lula e o PT


                                   Reprodução do Radar online, da Veja

Em dois momentos diferentes, anos depois do Mensalão que foi descoberto em 2005, o publicitário Marcos Valério usou a imprensa para fazer ameaças ao PT e a Lula. Dizia que estava sendo abandonado e que tinha muita coisa pra contar. Tudo não passava de pressão. O PT mandava Paulo Okamotto, braço-direito de Lula para assuntos particulares e o advogado Luiz Eduardo Greenhalgh para apagar o incêndio. Ninguém sabe o que Marcos Valério queria, nem o que lhe foi dito pelos dois mensageiros de Lula, mas o publicitário sossegou. Porém, Marcos Valério sempre disse que não iria cair sozinho.

Daí vem o medo do PT e as especulações de que Marcos Valério não tendo mais nada a perder finalmente conte tudo o que sabe.

O que chega a ser irônico é que os petistas hoje estão nas mãos de personagens como Marcos Valério, Carlinhos Cachoeira e Fernando Cavendish, sujeito a chantagens porque sabem que têm "rabo preso".

Ligação perigosa entre Paes e a Delta !

31/08/2012 15:32


Policiais federais podem revelar envolvimento de Paes com a Delta.

                                         Reprodução do site de Claudio Humberto

Há tempos atrás publiquei essa informação aqui no blog. A Federação Nacional dos Policiais Federais confirma a minha informação. Mas é bom deixar claro que o objetivo desses policiais não tem nenhuma motivação eleitoral. Os policiais federais estão revoltados porque receberam "ordem superior" para parar as investigações que envolvem Eduardo Paes e não se conformam. Tenho informações de que a PF já apurou fatos que comprometem Paes de forma definitiva no mar de lama da Delta. ( Blog do garotinho )



As pesquisas eleitorais e a CIDADE VIRTUAL , o Rio de Janeiro.

As pesquisas de intenção de voto indicam que o atual prefeito do Rio seria eleito no primeiro turno em 7 de outubro. Isso significa , em tese , que a população aprova os serviços prestados pelo poder público , nesses 4 anos , em nossa cidade. Diante desses dados , podemos inferir que não há problemas nos hospitais , nos postos de saúde e nas demais unidades. Não há falta de leitos , de ambulâncias , de medicamentos e de outros insumos nem de médicos no serviço público de saúde. Os médicos e enfermeiros estão felizes com as suas condições de trabalho e com seus contracheques polpudos. As pessoas chegam e são prontamente atendidas. Não há demora . Os atendimentos são de primeiro mundo. Então , vamos continuar com as OSs ; vamos continuar entregando a saúde pública para os empresários. Beleza !!!

Nas escolas públicas , os alunos aprendem com facilidade ; não há excesso de alunos em sala ; os professores estão maravilhados com as suas condições de trabalho e com o seu gigantesco salário ; não há evasão de alunos nem de pessoal docente. No Rio , todo mundo quer ser professor da rede municipal de ensino para ter boa vida.Sobram vagas nas creches . As crianças e os adolescentes estão tão felizes que não suportam voltar as para suas casas. E as que estão na rede privada têm inveja de quem está na pública .Seu sonho é conseguir sair da escola particular , pois , nos concursos , não conseguem competir com os oriundos das escolas municipais. Que Sonho !!!

O trânsito flui que é uma beleza . Não há retenções nas principais vias da cidade. Engarrafamentos são coisas do passado e são vistos , apenas , em documentários televisivos que recordam como era o Rio. As pessoas levam de 10 a 20 minutos de casa para o trabalho e vice-versa.Os cariocas zombam dos paulistas que gastam mais de uma hora no trânsito para se deslocar. Por causa do organizadíssimo trânsito do Rio , muitos brasileiros de outras capitais querem se mudar para cá. Afinal , trânsito caótico aumenta a adrenalina e mata . Semáforos enguiçados , pardais , quebra-molas , reboques e as multas de trânsito são levados numa boa pelos cariocas. Todos aprovam .Que espetáculo !!!

A política de segurança pública , onde há parceria da prefeitura do Rio com o governo do Estado , acabou com a criminalidade. Não há mais assaltos , saidinhas de banco , furtos etc. Milicianos e traficantes só existem em filmes de ficção ; a política de prevenção contra o uso de drogas no Rio serve de exemplo para os países europeus , pois o índice de recuperação de drogados viciados atingiu 99% . Não há tráfico de drogas nem de armas em nossa cidade. Crack , só na seleção brasileira de futebol . Que paraíso !!!

Não há favelas sem saneamento básico e sem os serviços essenciais. Finalmente , todos os cariocas , ricos e pobres , desfrutam de habitações , saneamento , escolas , hospitais, trabalho e renda , como nos países de primeiro mundo. Nossos impostos , agora , têm aplicação devida e retorno social . A cidadania atinge a todos , rigorosamente , todos. Quanta fraternidade !!!

Não há corrupção ; não há superfaturamentos em obras e em compras ; os megaempresários foram tão " humanizados" pelo convívio promíscuo e em farras no exterior com autoridades dos governos municipal e estadual que dividem seus lucros com os mais desassistidos . Não há concentração de renda ; não há miséria ; não há tensões sociais; camelões convivem com comerciantes e guardas municipais como pombinhos ; motoristas de vans e donos de empresas de ônibus chegaram a um acordo jamais imaginado , após intervenção sábia de autoridades da prefeitura . Quanta competência !!!
Nossos rios e nossas lagoas foram despoluídos . A fiscalização da prefeitura impede, totalmente , o lançamento de esgoto nos rios sem tratamento adequado.

Trabalhadores que usam os serviços de ônibus municipais , trens da Supervia , Metrô e barcas estão rindo à toa.Veículos limpos , vagões impecáveis , boa conservação , ar condicionado ,música e até café servido aos usuários que se sentam e viajam com prazer . Não há atrasos ou superlotação como antigamente. As tarifas estão dentro dos orçamentos das pessoas.

É evidente que esses índices das pesquisas foram alcançados , porque o prefeito-candidato anunciou que vai derrubar a Perimetral , alterar o modelo de aposentadoria dos servidores públicos e desativar o autódromo de Jacarepaguá , além de , em parceria com o governo do Estado , entregar de mão beijada o Maracanã , cuja reforma já ultrapassa R$ 1 bilhão , a um empresário seu amigo. Isso trouxe mais euforia aos cariocas que aprovam a sua reeleição.

Ou as pesquisas são enganosas e preparativas de uma grande faude eletrônica ( pouco provável ); ou a vida dos cariocas está maravilhosa ( e eu estou confuso , pois não consigo enxergar isso ) ou TODO MUNDO ESTÁ LOUCO !

Praça Seca está abandonada pela prefeitura do Rio.


Hoje à tarde , em uma caminhada pela Praça Seca , ouvimos comerciantes e moradores reclamar sobre o abandono do bairro.A praça não é cuidada , o coreto é ocupado por mendigos , há muita sujeira, o posto de saúde da Rua Barão precisa de reforma e de médicos , a iluminação é precaríssima , há risco de assaltos à noite. A Praça Seca está feia , apesar de todo o seu charme e tem tudo para ser um local agradável. Falta atenção da prefeitura.

Brasil tem 193.946.886 habitantes , diz IBGE.

O Brasil tem 193.946.886 habitantes, segundo estimativa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) publicada nesta sexta-feira no Diário Oficial da União.

Segundo o IBGE, s estado mais populoso é São Paulo, com 41.901.219 habitantes. Em seguida vêm Minas Gerais, com 19.855.332, Rio de Janeiro, com 16.231.365 e Bahia, com 14.175.341 moradores.

Já o estado menos populoso é Roraima, com 469.524 habitantes.

A estimativa foi feita com base na elaborada em 2011 e também no Censo Demográfico de 2010. Como os dados do Censo 2010 ainda não foram totalmente computados, não foi possível atualizar o Sistema de Projeções da População do Brasil, que atualmente tem dados de 2008. Ele será atualizado no próximo ano, com dados de referência para 2013.



Brasil ainda tem 1,4 milhão de crianças de 4 e 5 anos fora da escola.

Até 2016, o Brasil tem a obrigação de incluir todas as crianças de 4 e 5 anos na escola. A tarefa não será fácil: de acordo com relatório lançado hoje (31) pelo Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef), há 1.419.981 crianças nessa faixa de idade que não estão matriculadas no sistema de ensino. Uma emenda constitucional aprovada em 2009 ampliou a faixa etária em que a frequência à escola é obrigatória. Antes, apenas a população de 7 a 14 anos tinha que estar necessariamente matriculada no ensino fundamental, mas a partir de 2016 o ensino obrigatório irá cobrir desde a pré-escola até o ensino médio (dos 4 aos 17 anos).

O relatório Todas as Crianças na Escola em 2015 – Iniciativa Global pelas Crianças Fora da Escola – baseou-se em estatísticas nacionais, como a Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (Pnad), do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), de 2009. No total, cerca de 3,7 milhões de crianças e adolescentes entre 4 e 17 anos estão fora da escola no Brasil. A maior defasagem é na pré-escola e no ensino médio, já que entre os brasileiros de 6 e 14 anos o grupo que não frequenta a escola é menor, cerca de 730 mil.

Entre os brasileiros de 4 e 5 anos que não estão matriculados nos sistemas de ensino, a maior parte é negra – 56% do total. A renda também é um fator que influencia o acesso à educação. Enquanto 32% das crianças de famílias com renda familiar per capita de até um quarto do salário mínimo estão fora da escola, apenas 6,9% daquelas oriundas de famílias com renda superior a 2 salários mínimos per capita estão na mesma situação. Os números indicam que a frequência ainda insuficiente de crianças de 4 e 5 anos está relacionada, muitas vezes, à falta de vagas na rede pública. Por isso, no grupo com renda um pouco maior (dois salários per capita), o percentual de crianças fora da escola é menor, já que nesse caso a família acaba optando por pagar uma escola particular.

Para Maria de Salete Silva, coordenadora do Programa de Educação do Unicef no Brasil, o desafio é grande, mas algumas iniciativas governamentais, como o Proinfância, que tem a meta de construir 6 mil creches em todo o país até 2014, são respostas interessantes ao problema. “A última política do governo, o Brasil Carinhoso, prioriza as família abaixo da linha da pobreza no acesso à escola e ataca exatamente essa desigualdade”, aponta.

A representante do Unicef ressalta, entretanto, que o maior desafio está “na outra ponta” da educação básica. O relatório diz que 1.539.811 adolescentes entre 15 e 17 anos estão fora da escola. Nesse caso, os problemas de frequência não estão tão relacionados à falta de vagas, mas ao desinteresse da população nessa faixa etária pelo ensino médio. Para muitos jovens já envolvidos com o mercado de trabalho, a escola é pouco atrativa.

“Isso requer uma mudança muito grande no ensino médio. Estamos com a maior população de adolescentes da história do Brasil, a gente não pode perder isso e esperar para resolver na próxima geração porque está condenando o país a ter milhões de adultos sem formação escolar”, avalia Salete.

Segundo ela, não será necessário apenas ampliar as vagas para incluir os jovens que estão fora da escola, mas torná-la mais atrativa para a realidade deles. “Você precisa trazer o aluno e incorporar na escola aquilo que é parte do projeto de vida deles. A escola está longe da vida dos adolescentes”, aponta.

Para incluir toda a população de crianças e jovens ainda fora da escola, o estudo aponta como uma das medidas necessárias a ampliação dos recursos para a área. O Unicef apoia a meta de investimento de 10% do Produto Interno Bruto (PIB) em educação, prevista no Plano Nacional de Educação (PNE) que está em debate no Congresso Nacional.

“A gente discorda de quem acha que o problema da educação no Brasil não é dinheiro, mas gestão. Nós temos problemas sérios de gestão, mas só com os recursos que temos hoje não conseguimos fazer tudo que é necessário: incluir todos na escola, ter qualidade, professor bem remunerado e capacitado, escola com boa infraestrutura. O desafio é enorme”, argumenta. ( JB )

Essa é Dilma : filhote de LULA-PT !

Aposentados que ganham acima do mínimo vão ficar novamente sem aumento real em 2013 .

                                         Dilma Rousseff se negou a negociar com aposentados.
Por mais um ano consecutivo, os nove milhões de aposentados e pensionistas do INSS que ganham acima do salário mínimo (R$ 622) foram excluídos do pacote de bondades do governo federal — que contempla com aumentos várias categorias de servidores e trabalhadores que ganham o piso. Segundo a proposta de Orçamento enviada pela União ao Congresso Nacional, esses segurados da Previdência Social receberão — no salário de janeiro de 2013 — só a reposição da inflação, sem ganho real.

A política adotada pela presidente Dilma Rousseff — que já tinha negado qualquer possibilidade de negociar aumento com os aposentados do INSS — contribui para achatar ainda mais os benefícios. A cada ano, o poder de compra dos que ganham acima do mínimo despenca.

Se os 20 milhões de segurados que já recebem R$ 622 terão o mesmo aumento do piso — passando a receber R$ 670,95 (correção de 7,9%) —, os que ganham acima do mínimo terão somente o acumulado do Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) em 12 meses. Se fosse hoje, eles levariam apenas 5,36%.







 

quinta-feira, 30 de agosto de 2012

TRANSPORTE / TRÁFEGO / TRÂNSITO NO RIO : O CAOS !

1. A velocidade do tráfego no Rio melhorou entre 1992 e 2008, quando em outras grandes cidades como SP, piorava muito. Investimentos estaduais e municipais explicam essa melhora: a Linha Amarela, a Linha Vermelha, a transformação da avenida Brasil em via expressa, a extensão do metrô a Pavuna e a Copacabana, a duplicação da avenida das Américas, Airton Senna, Marechal Alencastro, Estradas da Posse e Campinho, Bulhões Marcial, a abertura da rua Mario Ribeiro,( pois antes a Lagoa-Barra não ia direto a Lagoa tendo que fazer a volta pelo Leblon via Visconde de Albuquerque), o uso de mão dupla no fluxo como no Tunel do Joá, nas Avenidas Atlantica, Delfim Moreira e Vieira Souto, etc.....

2. Mas a partir de 2009 essa situação inverteu e a velocidade dos fluxos de tráfego no Rio piorou de tal forma que o Rio hoje se igualou a SP, e pelos dados de agosto-2012, já estaria pior. As razões são óbvias: a prioridade total dessa prefeitura para os ônibus, a substituição de pessoal experimentado na operação de tráfego, a retirada da policia militar do transito entrando um pessoal terceirizado sem experiencia e sem poder de policia.

3. Lembro que a única nota 10 dada pelo Comité Olimpico Internacional no projeto olímpico do Rio foi a gestão do tráfego em 2007. Há hoje decisões completamente equivocadas como o segundo trecho da chamada Transcarioca em direção ao aeroporto -já servido pelas linhas Vermelha e Amarela. Esta deveria ir em direção a alta zona norte e a zona oeste. O tunel da Grota Funda é obra benvinda, antes licitada pelo prefeito Conde e desistencia do vencedor. Mas um corredor fechado estuprando a Barra da Tijuca é grave equívoco cortando o bairro ao meio como os trens fizeram nos bairros da zona norte nas primeiras décadas do século 20.

4. A máxima prioridade deve ser dar caráter de metrô de superfície aos trens -supervia- com climatização e frequencia de no máximo 5 minutos. Além disso, retornar a gerencia de tráfego com pessoal experimentado e trazer de volta a PM ao trânsito até que o efetivo da GM seja ampliado e treinado para isso trabalhando com os PMs. E exigirr que a Linha 4 do Metrô vá da Gávea a Botafogo e que na Barra chegue ao Terminal Alvorada com estação subterrânea como a linha 1, como em Londres, Nova York ou Paris.

Esse é o quadro da saúde no Rio de Janeiro.

Menina engole moeda em Queimados e só é atendida seis horas depois, no Rio .

         Exame de raios-X mostra moeda dentro do sistema digestivo de Jiseli, na altura do tórax
Após engolir uma moeda de 50 centavos, uma criança de 8 anos precisou esperar por seis horas para conseguir atendimento médico. A dona de casa Daniele Cristina Ré, de 32 anos, conta que chamou a Samu às 15h20m para a filha Jiseli Ré dos Santos, mas a ambulância chegou 40 minutos depois. Diferentemente de ser o alívio, era o início de uma longa viagem, que incluiu até um trajeto de trem, em busca de atendimento médico.

Depois da espera pelo Samu, a ambulância chegou e Jiseli foi levada para o Hospital Infantil de Queimados, uma clínica particular que atende em convênio com o SUS. Depois que deu entrada, a menina foi submetida a um exame de raios-X, que mostrou a moeda alojada na altura do tórax. Como a clínica não teria capacidade para monitorar, com exames de raios-X, a movimentação da moeda durante as horas seguintes, a menina foi liberada para que procurasse auxílio no Hospital Municipal Souza Aguiar, no Centro do Rio.

— Não tinha ambulância lá. Chegamos a ir ao batalhão de polícia pedir ajuda. Eles nos deram o telefone do Samu, mas não conseguimos mais falar com eles. No desespero, pegamos um trem para garantir atendimento à menina — contou Rogério, padrasto de Jiseli.

Na chegada ao Souza Aguiar, a família procurou a emergência. Uma funcionária do hospital olhou o exame de raios-X feito pelo hospital de Queimados e informou que deveriam buscar atendimento na UPA que fica ao lado da unidade. A justificativa seria a falta de pediatras no Souza Aguiar. Na “UPA” indicada pelo funcionário, que na verdade é a Coordenação de Emergência Regional (CER) do Centro, o casal recebeu outra negativa.

— Eles falaram que não tinha pediatra na unidade. Não tem pediatra no Souza Aguiar, também não tem na UPA. Falaram para procurarmos atendimento em Botafogo ou na Tijuca. E a menina com a moeda, sentindo dor e sem poder respirar direito. E a gente sem dinheiro para tantas passagens. É muito descaso com a população — afirmou Daniele.

Sem esperança e revoltados, os pais planejavam registrar queixa de negligência na 6ª DP (Cidade Nova), mas antes encontraram uma equipe de EXTRA, que passou a acompanhar o caso. De volta ao CER, acompanhada da reportagem, Jiseli finalmente foi atendida pelo pediatra de plantão, às 21h, com um novo exame de raios-X e tranferência para o Hospital Municipal Souza Aguiar.


 

quarta-feira, 29 de agosto de 2012

Mensalão : Maioria do STF ( 6 a 2 ) condena ex-presidente da Câmara por corrupção.

Com o voto do ministro Gilmar Mendes — proferido no final desta quarta-feira, 16º dia de julgamento da ação penal do mensalão — está formada a maioria (6 votos a 2) necessária para que o deputado federal Luiz Paulo Cunha (PT-SP), ex-presidente da Câmara dos Deputados, seja condenado por crimes de corrupção passiva e peculato (uma vez). Mas os oito dos 11 ministros que votaram, até agora, na primeira parte do julgamento manifestaram-se pela condenação do ex-diretor de Marketing do Banco do Brasil Henrique Pizzolato, acusado de corrupção passiva, peculato e lavagem de dinheiro, assim como de Marcos Valério e seus sócios nas empresas SMP&B e DNA, Ramón Hollerbach e Cristiano Paz (corrupção ativa e peculato).

Na sessão desta quarta-feira, o ministro Cezar Peluso participou, pela última vez, de uma sessão plenária do STF, aderindo à maioria que já se consolidava. Mas como vai se aposentar na próxima segunda-feira, por limite de idade, ele foi o primeiro a fixar as penas para as “eventuais” condenações dos réus enquadrados no item terceiro da denúncia do Ministério Público Federal. As penas de reclusão por ele propostas foram as seguintes: João Paulo Cunha — três anos (corrupção passiva) mais três anos (peculato), em regime semiaberto; Marcos Valério— 16 anos e oito meses (corrupção ativa e peculato); Ramón Hollerbach e Cristiano Paz — 10 anos e oito meses (corrupção ativa e peculato); Henrique Pizzolato — oito anos e quatro meses (corrupção passiva, peculato e lavagem de dinheiro).

Assim, votaram pela condenação do ex-presidente da Câmara dos Deputados por corrupção passiva e peculato (uma vez), os seguintes ministros: Joaquim Barbosa (relator), Rosa Weber, Luiz Fux, Cármen Lúcia, Cezar Peluso e Gilmar Mendes. Neste caso, ficaram vencidos os ministros Ricardo Lewandowski (revisor) e Dias Toffoli.

Moradores da Freguesia agradecem ao professor Célio Lupparelli pela recuperação da Igreja do Loreto.

Os moradores da Baixada de Jacarepaguá , especialmente os da Freguesia , do Anil , do Pechincha , da Taquara , do Gardênia Azul e da Cidade de Deus , conhecem a Igreja de Nossa senhora do Loreto , padroeira da Aviação . Trata-se de um prédio do século XVII e tombado pelo IPHAN , por ser Patrimônio Histórico.

Todos os povos que preservam sua memória , que valorizam seus aspectos culturais e que os transmitem às gerações seguintes , tendem a ter maior estabilidade nas relações entre os seus membros. Pobre do povo que se esquece dos seus verdadeiros símbolos. Não faz história e , por conseguinte , não tem o respeito dos seus próprios integrantes.

Foi com esse espírito que o professor Célio Lupparelli envidou todos os esforços para recuperar o prédio da Igreja do Loreto , como é conhecida popularmente , para evitar que os cupins a colocassem abaixo. A construção secular estava esfarelando , mas nenhuma autoridade pública , nenhum político do bairro teve essa sensibilidade. Aliás, esse comportamento de Célio lupparelli é raro entre os políticos brasileiros.

" Em 2007, o Padre Francisco de Assis procurou ajuda do Prof. Celio Lupparelli para tentar viabilizar uma grande reforma para a Igreja Nossa Senhora do Loreto, na Freguesia. A verba foi incluída, através de Emenda, no Orçamento do Município para 2008. O Prefeito autorizou a reforma orçada em cerca de R$ 336 mil reais." ( texto do Jornal Prisma , na época )

Em maio do mesmo ano, foi assinado o contrato para formalização do processo no fim da missa domical das 19:00 para o testemunho de cerca de 2000 pessoas presentes.


Foram realizadas obras para recuperação do telhado, fachada, das redes elétrica e hidráulica e das partes interna e externa; descupinização, conserto de infiltrações, pintura geral, restauração de esquadrias, vidros, janelas etc. As obras foram iniciadas e concluídas no mesmo ano.           

Foi a primeira e única vez na história, desde 1664, que o Poder Público investiu em obras neste grandioso e centenário templo religioso.

A atuação decisiva de Lupparelli na preservação desse patrimônio religioso , histórico e cultural torna-se incontestável , quando examinamos as fotos da época , que publicamos abaixo. Não há o que se discutir !

Doença pulmonar crônica mata um brasileiro a cada 4 horas.

Ela gera redução progressiva do fluxo de ar nos pulmões, é causada principalmente pelo fumo e será a 3º causa de morte no mundo em 2020

Fumo: 80% dos casos de doença obstrutiva crônica no pulmão são causados pelo tabagismoMorrer sem ar deve ser uma das piores formas de morrer. Se você fuma, imagine isso antes de acender o próximo cigarro e considere parar de fumar o quanto antes. Pensar assim pode parecer mórbido, mas esta imagem é uma ameaça real para os quase 8 milhões de brasileiros portadores de Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica (DPOC) , uma condição progressiva causada predominantemente pelo fumo.


Apesar da palavra pulmonar no nome, a DPOC é uma doença sistêmica, ou seja, compromete o corpo todo. Associada a uma reação inflamatória exagerada – uma resposta do organismo a partículas e gases nocivos aos pulmões – ela gera a limitação progressiva do fluxo de ar que entra e sai dos pulmões, e é responsável por 40 mil mortes ao ano no Brasil.

As consequências da gradual redução no ar aspirado e expirado começam de forma discreta. Os sintomas são tosse e catarro crônicos, cansaço e falta de ar. Com o tempo, o quadro evolui para uma bronquite crônica, e vai se agravando até chegar ao estágio mais avançado da doença, o enfisema pulmonar. E os problemas não param por aí: a DPOC pode gerar depressão e fadiga muscular, e aumenta em duas vezes o risco de infarto e acidente vascular cerebral (AVC) .

“Muitas pessoas com a doença vão parar no hospital por conta de problemas cardiovasculares gerados pela DPOC. E um grande número delas volta para casa medicada para o coração, mas sem ter a doença pulmonar diagnosticada”, diz o pneumologista José Jardim, da Escola Paulista de Medicina.

O diagnóstico da DPOC é o grande entrave para mudar o cenário da doença no Brasil e no mundo. Ele é feito com base no histórico do paciente e com um teste chamado espirometria . O grande problema, afirma Jardim, é que a maioria dos médicos nem chegam a desconfiar da doença quando atende pacientes com problemas respiratórios. Hoje, dos quase 8 milhões de afetados por ela no País, apenas 350 mil estão fazendo tratamento – ele é feito com broncodilatadores, remédios de ação prolongada cujo objetivo é dilatar os brônquios e aumentar o fluxo de ar nos pulmões.

Nem todos os casos de Doença Pulmonar Obstrutiva Crônica, no entanto, são consequência do fumo ativo ou passivo. Uma parcela dos doentes (cerca de 20%) tem DPOC por exposição frequente e prolongada a agentes químicos, poluição, poeira e fumaça proveniente da queima de madeira (fogão e forno à lenha).

“Mas a grande maioria dos casos é causada pelo cigarro. O tabagismo não é um vício nem um hábito, é uma doença. E 100% de quem fuma terá algum mal relacionado ao tabaco. A DPOC é um deles” alerta o pneumologista Roberto Stirbulov, presidente da Sociedade Brasileira de Pneumologia e Tisiologia (SBPT).

A última estatística mundial da entidade divulgada pela Organização Mundial de Saúde (OMS) sobre a DPOC mostra que em 2005 a doença matou 3 milhões de pessoas, o equivalente a 5% do total de mortes daquele ano. Desde então os números vêm subindo, impulsionados pelo adoecimento da legião de fumantes e ex-fumantes com mais de 20 anos de tabagismo, quando a DPOC geralmente começa a se agravar. A DPOC já é a 5º causa de morte no País e será, em menos de duas décadas, a terceira a mais matar pessoas em todo o mundo, estima a OMS.

terça-feira, 28 de agosto de 2012

Carta aos Amigos .

SOU CANDIDATO A VEREADOR - 25123

Vou , mais uma vez e como de hábito , ser muito franco com VOCÊ que me conhece !

Hoje , em razão dos inúmeros escândalos no meio político , poucos são os brasileiros que têm motivação para votar nas eleições de 7 de outubro para vereador e prefeito. Se o voto não fosse obrigatório , haveria uma CRISE INSTITUCIONAL. Mas isso não é por acaso. As elites perversas criaram , ao longo de nossa história , e ainda fomentam esse quadro caótico para se manter no Poder e dele se locupletar. E o nosso povo não se dá conta ou não tem como agir e reagir. A maldade do sistema é enorme , gerando injustiças sociais profundas. Mas , nós , que tivemos a oportunidade de estudar , que temos senso crítico e espírito público não podemos nos conformar , sob pena de sermos cúmplices. A nossa luta , a nossa persistência , a nossa crença e a promoção de debates são imperiosos para quem exerce a CIDADANIA PLENA. Eu não me conformo com o que essa " gente do Poder " faz. E estou na LUTA ! E vou continuar...

Sou candidato , porque não posso me limitar a criticar os governantes e parlamentares , sem participar diretamente do processo político e tentar melhorar as condições de vida dos cariocas e dos que vivem na cidade do Rio de Janeiro. Criticar apenas é fácil . Por isso , decidi que meu envolvimento no processo poderia ser útil à população. As minhas experiências política e administrativa e a minha independência , aliadas à ÉTICA e à MORAL , deverão contribuir para o meu bom desempenho como representante do povo carioca na Câmara Municipal. Sendo candidato , mostro , mais uma vez , a minha coerência.

COMO CANDIDATO A VEREADOR , VENHO PEDIR o seu VOTO e o seu APOIO , conquistando os votos de parentes , de amigos e de conhecidos.Todos os espaços que você frequentar são terrenos férteis para obter voto. Quero que você tenha argumentos suficientes para convencer seus amigos e parentes a votar em meu nome. Já disponibilizei , no meu site - www.celiolupparelli.com.br - , parte interessante da minha história de vida. Também estão registradas as minhas opiniões e os meus conceitos sobre diversos temas de interesse coletivo no meu Blog , cujo endereço é http://lupparelli-acritca.blogspot.com . Lá você encontra o que penso sobre educação , saúde , habitação , transporte , trânsito , meio ambiente , políticas públicas para os idosos , proteção aos animais e outros tantos temas relevantes, pelos quais lutarei se for eleito como seu representante.

Acumulei experiência e mostrei competência como professor regente de turma durante mais de 40 anos , diretor de escola municipal por quase 20 anos , médico , Administrador Regional de Jacarepaguá, Secretário Municipal de Governo e Secretário Municipal do Meio Ambiente . Assim , sinto-me pronto para ser vereador da Cidade do Rio de Janeiro , depois de ter ocupado uma cadeira na Câmara , como suplente , no ano de 2007.

Lembre-se de que , se você me ajudar votando em 25123 , estará participando dessa luta pelo voto da Ética na Política. Mas não basta ! É imprescindível que você conquiste outros votos no seu círculo de vida social , por meio de telefonemas, e-mails e contato pessoal. Divulgue o meu site , o meu blog e participe do meu facebook.VAMOS , JUNTOS , conquistar essa candeira na Câmara . Será a cadeira da ÉTICA e da COMPETÊNCIA . Será a CADEIRA DA CIDADANIA . Você terá VOZ e VEZ ! Aposte nisso !

MUITO OBRIGADO !

segunda-feira, 27 de agosto de 2012

Manifestantes vaiam Dilma no Rio de Janeiro.

Grevistas aproveitam Dilma no Rio para protestar . Ânimos chegaram a se exaltar e capitão da PM foi atingido com ovo .
Professores e servidores públicos grevistas aproveitaram a ida da presidente da República, Dilma Rousseff, ao Theatro Municipal, no Centro do Rio, para demonstrar sua insatisfação com a proposta apresentada pelo governo aos docentes. De acordo com a Polícia Militar, 300 manifestantes ocupam três faixas da Avenida Rio Branco, em frente ao Theatro Municipal. Um capitão da PM foi atingido por um ovo.

Há representantes da UFRJ, da Uerj, UFF, do Ministério Público da União, do Colégio Pedro II e de alguns partidos políticos.

Manifestantes voltam a pintar a cara nas manifestações que aproveitaram Dilma no RioAo som de gritos de ordem como "“Fora, Dilma”, Fora, Cabral e “Greve na rua, Dilma, a culpa é sua”, o presidente da Associação dos Docentes da UFRJ (Adufrj), Mauro Iasi, revelou que a proposta oferecida pelo governo foi rejeitada pelo Sindicato Nacional dos Docentes das Instituições de Ensino Superior (ANDES-SN). Na semana passada, uma contraproposta foi enviada ao Ministério do Planejamento. "A tendência é que a ANDES não assine na terça-feira (28) o acordo com o governo", disse Iasi.

Para muitos manifestantes, apesar de propor reajuste salarial, os novos termos pioram a carreira em vários sentidos. “A proposta criou mais barreiras para o professor progredir. Antes, o professor conseguia avançar na carreira por tempo de trabalho. Com essa proposta, só através de titulações, como doutorado e mestrado, será possível avançar. Os docentes que não têm esse tipo de qualificação não podem progredir em suas carreiras”, disse Albano Teixeira, representante do Comando de Greve do Colégio Pedro II.

Após a chegada do Batalhão de Choque da Polícia Militar, os protestando gritaram: "Dilma, que papelão, para vir para o Rio tem que ser com batalhão!”.
Um princípio de tumulto ocorreu quando manifestantes tentaram atirar ovos em um carro oficial mas erraram o alvo, acertando um capitão da Policia Militar. Muito irritado, o policial avançou em um grupo de jovens do Colégio Pedro II para tentar chegar ao agressor e, segundo os estudantes, acertou um soco em um rapaz. O oficial foi contido por outros policiais.

Pedro II e MPU .

Protesto aconteceu em frente ao Theatro Municipal . Os representantes do Colégio Pedro II denunciaram ainda a expansão precária da entidade. Segundo eles, a unidade de Caxias funciona em uma sobreloja e a unidade de Niterói funciona em uma escola pública, sem condições para receber com qualidade os alunos.

Além de docentes, grevistas do Ministério Público da União (MPU), que estão de braços cruzados desde o dia 15 de agosto, estavam presentes na manifestação. Eles alegam que há seis anos não têm reajuste salarial e nem correção inflacionária.

"A Dilma ignora a autonomia do MPU. Nossa briga começou pelo reajuste inflacionário, hoje é pela nossa autonomia", conta Guuilherme Gomes, do MP do Rio de Janeiro.





Pedidos encaminhados por moradores da Piedade ao professor Célio Lupparelli.

Projetos para o Bairro de Piedade, Rio de Janeiro/RJ


- Antiga estação Gambá, o bairro de Piedade é um dos principais bairros de ligação entre Madureira e Méier, sem contar que ele também ajuda a ligação ao Estádio Olímpico João Havelange (o Engenhão), se desenvolveu a partir da sua Estação de trem e sua comunidade é bem diferenciada e alegre, o bairro abriga a Universidade Gama Filho, a refinaria do Açúcar União e o Supermercado Guanabara, como pontos chaves dentre outros, seu crescimento é intenso, mas esbarra na falta de infraestrutura e acessibilidade, o comércio pode crescer muito com a ajuda do poder público, hoje por exemplo, o bairro não abriga nenhuma instituição bancária, por falta inclusive da infraestrutura necessária, porém o seu comércio continua em expansão!

Estação da Piedade com acessibilidade.

A estação da Piedade vem se tornando um problema para os moradores do lado da Rua Goias. Tudo porque, infelizmente, a rampa de acessibilidade de portadores de dificuldades especiais só foi instalada do lado da Rua Amaro Cavalcante, do lado da Rua Goias só existe uma escada de acesso a estação e o outro lado do Bairro, problema que pode ser resolvido com a continuação da ponte por cima da rua Goias até a calçada, onde existe um prédio privado, porém caindo aos pedaços, com risco inclusive de ter a sua fachada derrubada pelo vento ou tempo a qualquer momento.

Obs.: Existem hoje dois clubes muito conhecidos no Bairro para portadores de necessidades especiais, são eles: O Paraplégicos e o CENACULO, ambos ficam do lado da Rua Goias, portanto isso sozinho serve como razão para a implantação da rampa de acesso ao outro lado do bairro.

Ciclovia no quarteirão das ruas João Pinheiro e Bernardino de Campos.

Conhecido e explorado, o quarteirão que envolve as ruas João Pinheiro, rua Leopoldina, rua Bernardino de Campos e rua Tereza Cavalcante é um quarteirão explorado por pessoas que caminham pela manhã e a noite, além de ser explorado por vários ciclistas, porém sem nenhuma sinalização, ou caminho indicando ciclovia ou área de caminhada, é importante lembrar que este trecho é explorado por pessoas pela rua, e não pela calçada, para caminhar, portanto é necessário a implantação de uma infraestrutura especial para que possa ser criado uma ciclovia e uma área de caminhada colada a calçada. Feito isso vai melhorar muito e inclusive incentivar mais pessoas a prática de exercícios físicos, melhorando a qualidade de vida dos moradores.

Obs.: partindo da prerrogativa de que o quarteirão em questão é utilizado “culturalmente” por moradores para a prática da caminhada e passeios de bicicleta, é totalmente normal que este espaço receba tal estrutura, pois, como todos sabemos CULTURA é tudo aquilo que o povo faz! Portanto já virou um espaço conhecido culturalmente como espaço de caminhadas etc...

Revitalização do Bairro de Piedade.

Com as calçadas deterioradas pelo tempo e o asfalto totalmente irregular, o bairro da Piedade sofre com o descaso do poder público, só para ilustrar, a prefeitura do Rio resolveu, a partir de Abril de 2009, revitalizar muitos bairros do Rio de Janeiro, entre eles se viu os Bairros de Água Santa, Eng. De Dentro, Cavalcante, Cascadura e Quintino Bocaiúva, deixando no seu núcleo (central) o Bairro de Piedade completamente isolado e sem o mínimo cuidado, sem acessibilidade, sem correção de falhas no asfalto, sem a limpeza de córregos e rios que passam pelo bairro. É importante que esta falha seja resolvida com rapidez, para a saúde e o bem estar dos contribuintes do bairro.

Estrutura compatível com festas e feiras livres em ruas do bairro.

O bairro de Piedade recebe por ano duas festas importantes e animadas, as quais se envolvem todos os moradores do bairro e também muitos turistas de fora do bairro, Contudo, as ruas Ferreira Sampaio, Coronel Almeida, João Pinheiro e Tereza Cavalcante sofrem com a degradação e a falta de infraestrutura para a realização de tais eventos, o barulho e a sujeira, aliada ao mal cheiro, são as principais queixas dos moradores do local, casos que podem ser resolvidos com uma estrutura compatível com o tamanho dos eventos, como a instalação de caixas de coleta especiais nos bueiros das ruas, iluminação compatível com os eventos, colocação de asfalto especial e acessibilidade nas calçadas, bem como um trabalho especial em questão de arborização. com isso acreditamos que os eventos tem a condição de serem cada vez melhores no bairro.

Hospital da Piedade.

O hospital da Piedade não tem emergência, mesmo assim sofre com o descaso da Prefeitura, descaso este que podemos observar ao necessitar de um remédio, de um tratamento de ambulatório ou até mesmo de uma cirurgia, pois a farmácia do hospital está fechada desde Novembro de 2011, o ambulatório não recebe mais pacientes, os mesmos são encaminhados a outros hospitais, tendo como principal o hospital Ronaldo Gazolla em Irajá, e os materiais para cirurgias, como instrumentos cirúrgicos estão enferrujados e deteriorados pelo tempo, obrigando os médicos e cirurgiões trazerem os seus próprios materiais para garantir a cirurgia de pacientes, uma solução possível, segundo o próprio CREMERJ (Conselho Regional de Medicina do Estado do Rio de Janeiro) o Hospital poderia ser federalizado, passando assim para a administração do governo federal, no sentido de sanar os problemas e voltar a atender com excelência a comunidade, bem como também ajudar na formação de estudantes de medicina, caso este que até anos atrás era o seu principal sentido.

Posicionamento do professor Célio Lupparelli a respeito dos pedidos encaminhados ao blog :

LUTAREMOS POR TUDO ISSO !










Sentença da juíza... ( Para sua reflexão )

Por que a mídia não publica esse tipo de informação? Será medo ou conivência?(SIC) CONIVÊNCIA!Vale ler a sentença abaixo.VEJA A SENTENÇA DA JUÍZA na ação movida pelo filho de Lula contra a revista Veja, pedindo indenização por danos morais pela matéria publicada a respeito do seu enriquecimento milagroso e também sobre a frase dita pelo ex-presidente "Meu filho é o Ronaldo dos negócios".

Parabéns à Drª Luciana Novakoski Ferreira Alves de Oliveira, MMª Juíza de Direito Auxiliar prolatora da sentença na ação movida por Lulinha contra a Revista Veja. Abaixo, trecho de sua sentença.

 “...O autor (Lulinha) precisa compreender que é de interesse de toda a população brasileira saber como o filho do Presidente da República obteve tamanha ascensão, coincidente ao mandato de seu pai. E há de concordar, que uma imprensa livre para investigar tais fatos é fator essencial para que vivamos num Estado Democrático de Direito, ideal outrora defendido por tantos que, agora, ao que se vê, parecem se incomodar com ele.”“Desse modo, examinando-se o conflito dos interesses constitucionais envolvidos na publicação da matéria, verifica-se que a conduta dos réus não foi abusiva e apenas buscou informar seus leitores sobre assunto de relevante interesse público. Logo, inexiste direito à reparação civil.”“Ante o exposto, JULGO IMPROCEDENTE o pedido, nos termos do art. 269, inciso I, do Código de Processo Civil. Em razão da sucumbência, arcará o autor com o pagamento das custas e despesas processuais e de honorários advocatícios, que fixo, por equidade, em R$ 10.000,00.”





O risco de uma " Ditadura Petista ".

O STF corre perigo.

No julgamento do mensalão o Supremo Tribunal Federal (STF) está decidindo a sua sorte. Mas não só: estará decidindo também a sorte da democracia brasileira. A Corte deve servir de exemplo não só para o restante do Poder Judiciário, mas para todo cidadão. O que estamos assistindo, contudo, é a um triste espetáculo marcado pela desorganização, pelo desrespeito entre seus membros, pela prolixidade das intervenções dos juízes e por manobras jurídicas.

Diferentemente do que ocorreu em 2007, quando do recebimento do Inquérito 2.245 - que se transformou na Ação Penal 470 -, o presidente Carlos Ayres Britto deixou de organizar reuniões administrativas preparatórias, que facilitariam o bom andamento dos trabalhos. Assim, tudo passou a ser decidido no calor da hora, sem que tenha havido um planejamento minimamente aceitável. Essa insegurança transformou o processo numa arena de disputa política e aumentou, desnecessariamente, a temperatura dos debates.

Desde o primeiro dia, quando toda uma sessão do Supremo foi ocupada por uma simples questão de ordem, já se sinalizou que o julgamento seria tumultuado. Isso porque não interessava aos petistas que fosse tomada uma decisão sobre o processo ainda neste ano. Tudo porque haverá eleições municipais e o PT teme que a condenação dos mensaleiros possa ter algum tipo de influência no eleitorado mais politizado, principalmente nas grandes cidades. São conhecidas as pressões contra os ministros do STF lideradas por Luiz Inácio Lula da Silva. O ex-presidente agiu de forma indigna. Se estivesse no exercício do cargo, como bem disse o ministro Celso de Mello, seria caso de abertura de um processo de impeachment.

A lentidão do julgamento reforça ainda mais a péssima imagem do Judiciário. Quando o juiz não consegue apresentar brevemente um simples voto, está sinalizando para o grande público que é melhor evitar procurar aquela instância de poder. O desprezo pela Justiça enfraquece a consolidação da democracia. Quando não se entende a linguagem dos juízes, também é um mau sinal. No momento em que observa que um processo acaba se estendendo por anos e anos - sempre havendo algum recurso postergando a decisão final - a descrença toma conta do cidadão.

Os ministros mais antigos deveriam dar o exemplo. Teriam de tomar a iniciativa de ordenar o julgamento, diminuir a tensão entre os pares, possibilitar a apreciação serena dos argumentos da acusação e da defesa, garantindo que a Corte possa apreciar o processo e julgá-lo sem delongas. Afinal, se a Ação Penal 470 tem enorme importância, o STF julga por ano 130 mil processos. E no ritmo em que está indo o julgamento é possível estimar - fazendo uma média desde a apresentação de uma pequena parcela do voto do ministro Joaquim Barbosa -, sendo otimista, que deverá terminar no final de outubro.
Esse julgamento pode abrir uma nova era na jovem democracia brasileira, tão enfraquecida pelos sucessivos escândalos de corrupção. A punição exemplar dos mensaleiros serviria como um sinal de alerta de que a impunidade está com os dias contados. Não é possível considerarmos absolutamente natural que a corrupção chegue até a antessala presidencial. Que malotes de dinheiro público sejam instrumento de "convencimento" político. Que uma campanha presidencial - como a de Lula, em 2002 - seja paga com dinheiro de origem desconhecida e no exterior, como foi revelado na CPMI dos Correios e reafirmado na Ação Penal 470.

A estratégia do PT é tentar emparedar o tribunal. Basta observar a ofensiva na internet montada para pressionar os ministros. O PT tem uma vertente que o aproxima dos regimes ditatoriais e, consequentemente, tem enorme dificuldade de conviver com qualquer discurso que se oponha às suas práticas. Considera o equilíbrio e o respeito entre os três Poderes um resquício do que chama de democracia burguesa. Se o STF não condenar o núcleo político da "sofisticada organização criminosa", como bem definiu a Procuradoria-Geral da República, e desviar as punições para os réus considerados politicamente pouco relevantes, estará reforçando essa linha política.

Porém, como no Brasil o que é ruim sempre pode piorar, com as duas aposentadorias previstas - dos ministros Cezar Peluso, em setembro, e Ayres Britto, em novembro - o STF vai caminhar para ser uma Corte petista. Mais ainda porque pode ocorrer, por sua própria iniciativa, a aposentadoria do ministro Celso de Mello. Haverá, portanto, mais três ministros de extrema confiança do partido - em sã consciência, ninguém imagina que serão designados ministros que tenham um percurso profissional distante do lulopetismo. Porque desta vez a liderança petista deve escolher com muito cuidado os indicados para a Suprema Corte. Quer evitar "traição", que é a forma como denomina o juiz que deseja votar segundo a sua consciência, e não como delegado do partido.

Em outras palavras, o STF corre perigo. E isso é inaceitável. Precisamos de uma Suprema Corte absolutamente independente. Se, como é sabido, cabe ao presidente da República a escolha dos ministros, sua aprovação é prerrogativa do Senado. E aí mora um dos problemas. Os senadores não sabatinam os indicados. A aprovação é considerada automática. A sessão acaba se transformando numa homenagem aos escolhidos, que antes da sabatina já são considerados nomeados.

Poderemos ter nas duas próximas décadas, independentemente de que partido detenha o Poder Executivo, um controle petista do Estado brasileiro por intermédio do STF, que poderá agir engessando as ações do presidente da República. Dessa forma - e estamos trabalhando no terreno das hipóteses - o petismo poderá assegurar o controle do Estado, independentemente da vontade dos eleitores. E como estamos na América Latina, é bom não duvidar.

domingo, 26 de agosto de 2012

Morador da Cidade de Deus perde casa duas vezes.

Se a casa própria representa o sonho de brasileiros, Antônio José de Oliveira Filho, 60, vive dois pesadelos. Após ser expulso por traficantes do imóvel de número 9 da Rua Aroer, da Cidade de Deus, em 2008, ele presenciou, três meses depois, a ocupação do imóvel por parte da polícia, que a transformou na sede da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP). Contudo, alega nunca ter recebido qualquer quantia da Polícia Militar. Endividado, tenta na Justiça reaver o valor do local que um dia foi sua ‘fortaleza’.


Imóvel número 9 da Rua Aroer, na Cidade de Deus, em Jacarepaguá, funciona como sede da Unidade de Polícia Pacificadora desde 2009

O jornaleiro começou a ver sua casa ‘desmoronar’ após traficantes exigirem que escondesse armas e drogas devido ao cerco da polícia. Ao descumprir a determinação e brigar com alguns bandidos, ele, sua esposa e seus três filhos foram ameaçados de morte e tiveram que deixar a comunidade.
“Disseram que iam colocar fogo na casa com a gente dentro. Registrei ocorrência e a polícia nos ajudou a fazer a mudança. Quando a UPP foi anunciada, oferecemos a casa para aquisição pela PM, já que não poderíamos voltar mesmo”, conta Antônio.

Mas, ele conta que sua dor de cabeça não passou. Sem documento de posse do imóvel — recibo dado pela associação de moradores na década de 80 foi perdido em enchente que atingiu a Cidade de Deus em 1996 — a PM, através de um coronel do 18º BPM (Jacarepaguá), teria feito um trato ‘de boca’ para aluguel do imóvel.

“Acharam a proposta de compra alta e ofereceram alugar de R$ 700 mensais. Mas nunca vimos a cor do dinheiro. Tive de sair fugido de lá, perdi minhas fontes de renda e o único patrimônio”. Antônio conta ainda que tenta uma escritura por usucapião, já que possui contas de luz e água de décadas passadas, mas ainda não conseguiu.

Processo para ter escritura está parado

Em busca de seus direitos, o jornaleiro recorreu à Defensoria Pública. Contudo, após anos juntando documentos e provas que possam confirmar a posse do imóvel, o processo para aquisição da escritura está sem prazo para definição. O próximo atendimento na Defensoria será em outubro.

“Como se não bastasse, a polícia, além de ter feito modificações internas na casa, instalou antena no quintal sem comunicar nada”, completou. Para Antônio, o medo é que a polícia já tenha preparado documentos de posse do terreno. A Polícia Militar informou apenas que não conseguiu contato com o titular da Diretoria de Logística que assina o documento emitido ao proprietário do imóvel.



Seis alimentos que aceleram o metabolismo e ajudam a perder peso.

Proteínas magras, pimentas, gengibre, café, chá-verde e branco, alimentos fonte de ômega-3 são alguns exemplos de alimentos que aceleram o metabolismo e, consequentemente, ajudam a perder peso.

O nutricionista e mestre em fisiologia Ricardo Zanuto explica que tais alimentos têm este poder acelerador por serem termogênicos.

- Isso acontece porque um dos componentes do metabolismo é o processo de controle da temperatura corporal. Dessa forma, os alimentos termogênicos podem aumentar o metabolismo e o gasto energético do corpo. O ideal é que sejam ingeridos diariamente e associados ao exercício e a dieta balanceada, para alcançar os resultados esperados - explica Zanuto.

O profissional ressalta ainda a importância da prática de exercícios físicos para ajudar ainda mais no processo de emagrecimento.

- O nosso metabolismo é a união entre as calorias que ingerimos (anabolismo) com o que gastamos de energia (catabolismo) no dia a dia. Por isso, para manter o peso adequado, é fundamental manter ambos igualados. Já para perder peso, a pessoa precisa, necessariamente, gastar mais do que consome. Atividades aeróbicas são as mais indicadas - completa.

Confira 6 alimentos que ajudam a acelerar o metabolismo:

Proteínas: queijo ricota, ovo, carnes magras, entre outras, são exemplos fundamentais para qualquer tipo de dieta que queira acelerar o metabolismo. Quase 20% do valor calórico da proteína é gasto pelo organismo só para digeri-la. Estudos também mostram que a saciedade da proteína se dá de forma mais rápida do que carboidrato e gordura. Pela aceleração do metabolismo, não pode faltar, de acordo com o profissional.
Gengibre: acelera em até 20% o metabolismo. Este efeito acontece por alguns de seus compostos, como o citral, borneol e zingerona, que são de antioxidantes e termogênicos;

Pimentas vermelhas: aumenta a circulação e a temperatura corporal, além de aumentar a secreção de adrenalina favorecendo a lipólise (substância queimadora de gordura);

Café e chá verde: apresentam alto teor de cafeína, que é estimulante direto da lipólise (mobilização de gorduras de seus estoques para a corrente sanguínea), favorecendo a utilização das gorduras como fonte de energia;
Canela em pó: tem efeito termogênico;


Ômega 3: ácidos graxos ômega 3 são aliados na perda de gordura permanente, por manter níveis saudáveis de açúcar no sangue, inibindo o armazenamento de calorias como gordura e aumentando a produção de calor.





 

sexta-feira, 24 de agosto de 2012

Vans farão nova paralisação no Rio.


Marcado para o dia 12 de setembro, ato voltará a afetar o trânsito.

Os representantes do movimento em defesa do transporte alternativo( vans e kombis) farão uma nova manifestação na cidade do Rio de Janeiro no dia 12 de setembro. A decisão foi tomada após assembleia da categoria na tarde desta sexta-feira(24).

Houve uma reunião na manhã desta sexta-feira entre os motoristas de vans e a Secretaria de Transportes, a respeito do processo de licitação das vans. A secretaria apresentou uma proposta de licitar 670 vagas de transporte local, para partes de Jacarepaguá, Madureira, Leopoldina e Grande Méier, além de toda a área da Ilha do Governador.

Paralisação de vans se repetirá em setembro. Sindicato diz que movimento será ainda mais forte.Assim que a proposta foi apresentada, os motoristas de van interromperam a reunião e deixaram a sala de reuniões, na sede da Secretaria na rua Dona Mariana, em Botafogo.

José Guilherme Biserra, diretor-jurídico do Sindicato dos Permissionários do Serviço de Transporte de passageiros e comunitário do Rio de Janeiro, não poupou críticas à Secretaria:" Parece que fizeram a proposta apenas por apresentar. O número não chega a 35% do que pedimos na nossa proposta de licitação", lembrou Biserra.

O sindicato espera uma nova proposta da Secretaria até a próxima quarta-feira(28). O ato do dia 12 de setembro foi votado hoje em assembleia. Está programada também uma passeata dos motoristas." Vai ser um ato bem maior do que o anterior", ameaçou o dirigente sindical.

A manifestação de estudantes da UERJ e o Batalhão de Choque de Cabral.

Servidores de universidades fazem ato na Uerj .Protesto de servidores terminou com abraço em torno do campus no Maracanã.

Funcionários e estudantes de várias universidades do Rio de Janeiro fizeram uma manifestação no Maracanã na manhã desta sexta-feira. Entre as reclamações dos manifestantes estavam a melhoria de condições de trabalho e de planos de carreira, além de críticas à atual administração da Uerj. O trânsito na região do Maracanã ficou muito prejudicado até as 13h por causa do ato.

Após se concentrarem na estátua do Bellini, em frente ao estádio do Maracanã, por volta das 10h, os manifestantes seguiram rumo à Uerj. Representantes da UFRJ, UFF, UFRRJ, Unirio, Colégio Pedro II também estiveram participaram, com seus respectivos sindicatos de trabalhadores e docentes.

                                     Uerj decide manter greve por tempo indeterminado

Após chegarem ao campus da Uerj, com carros de polícia logo atrás dos manifestantes, alguns decidiram falar ao microfone do carro de som. Muitas críticas foram feitas à direção da universidade, que está fechada desde a noite de quinta-feira (23), quando uma manifestação de estudantes foi reprimida pela Polícia Militar. As críticas eram dirigidas principalmente ao reitor da instituição, Ricardo Vieiralves.

Homens do batalhão de choque acompanham a manifestação nas proximidades da UerjMetade da pista da São Francisco Xavier em frente à Uerj ficou tomada pelos manifestantes, e as complicações no trânsito duraram cerca de 40 minutos.


Por volta das 13h, foi organizado um abraço coletivo em torno do campus, em solidariedade aos trabalhadores da educação que estavam protestando no local. Após alguns minutos, a manifestação foi encerrada sem maiores tumultos.



Mortadela matou .

Governo de SP proíbe venda de mortadela após caso de botulismo


A Secretaria de Saúde de São Paulo proibiu a venda do lote 1E0712 da mortadela da marca Estrela após a notificação de quatro casos suspeitos de botulismo em Santa Fé do Sul, no interior de São Paulo. Segundo as vítimas, os sintomas surgiram após o consumo da mortadela.

Na mesma determinação, o Centro de Vigilância Sanitária também proibiu a venda do lote 300437 do milho verde em conserva da marca Quero. De acordo com o órgão, a interdição cautelar dos lotes vale pelo menos até a conclusão das análises das amostras dos produtos recolhidas e encaminhadas ao Instituto Adolfo Lutz, na capital paulista.

O botulismo é causado por uma toxina que normalmente está presente em alimentos mal conservados, principalmente os em conserva e os embutidos. O último registro da doença no Estado de São Paulo foi em 2009.

Desde o ano de 1997, quando a doença passou a ser de notificação compulsória, o Estado de São Paulo registrou 22 casos, dos quais cinco mortes.

Poucas horas de vida.

O caso da família de Santa Fé do Sul mobilizou vários policiais militares no último domingo. Com a gravidade da intoxicação, a equipe médica da cidade do interior informou que precisava da vacina, produzida pelo laboratório Pasteur, na capital.

A urgência fez com que a PM realizasse uma megaoperação para transportar medicamentos. Segundo a corporação, o casal e os dois filhos que foram contaminados tinham poucas horas de vida quando o pedido de socorro foi enviado, por volta das 11 daquele dia. Para acelerar a viagem, um avião foi utilizado para percorrer os 625 km entre São Paulo e Santa Fé do Sul.

Por volta das 13h35, as vacinas chegaram ao hospital e os pacientes com botulismo foram medicados. A família permaneceu internada, em observação.

quarta-feira, 22 de agosto de 2012

A VERDADEIRA HISTÓRIA DA CONSTRUÇÃO DA LONA CULTURAL DE JACAREPAGUÁ.

 Em 2001, um grupo formado por artistas, artesãos e músicos se reuniu com o então Administrador Regional Prof. Celio Lupparelli  com o objetivo de trazer um espaço cultural para Jacarepaguá.

Nosso bairro havia perdido o Cine Baronesa que poderia ter sido transformado em um grande teatro , mas os administradores e os políticos não se interessaram .Os representantes das diversas " linguagens culturais " reclamavam , pois o grande bairro , com enorme extensão geográfica e com a população em crescimento exponencial , não poderia ficar sem uma Lona Cultural .

Alguns anos antes , Célio Lupparelli e Antônio Cerqueira , entre outros abnegados , conseguiram a desocupação do espaço na Rua Barão 1180 , na Praça Seca , para fundar o Centro Cultural Professora Dyla de Sá.

Em abril de 2001 , Célio Lupparelli procurou o Secretário Municipal de Cultura , Artur da Távola , para que se atendesse ao clamor popular e se construisse a lona cultural de Jacarepaguá . Poucos meses depois , Artur foi substituido por Ricardo Macieira que deu prosseguimento ao projeto lona em Jacarepaguá

Um ano depois, houve a realização da audiência pública no Jacarepaguá Tênis Clube para definição do local a ser implantada a Lona Cultural. Lá estava Célio Lupparelli comandando a assembleia que teve mais de 500 pessoas presentes , aprovando a luta pela CULTURA.


Devido a diversos problemas, a obra foi paralisada e retomada várias vezes. Até que, finalmente, em setembro de 2007 foi inaugurada com capacidade para 400 pessoas.

Início da construção da Lona Cultural de Jacarepaguá.

E as obras continuam ...


Da mesma forma que foi incansável na construção da Vila Olímpica do Mato A
Alto , Lupparelli foi decisivo na implantação da Lona Cultural de Jacarepaguá.


Célio Lupparelli na inauguração do novo espaço cultural.
Desde então, é um sucesso de público e a Lona Cultural Jacob do Bandolin, situada entre o Tanque e o Pechincha .É considerada a melhor de toda a Cidade, com shows e eventos em todos os fins de semana.

Brasil é o quarto país mais desigual de América Latina e Caribe , revela ONU.

Segundo estudo do Programa das Nações Unidas para os Assentamentos Humanos (ONU-Habitat), a cidade de Goiânia foi considerada a mais desigual da região

O Brasil é o quarto país mais desigual da América Latina e Caribe, segundo estudo apresentado hoje pelo Programa das Nações Unidas para os Assentamentos Humanos (ONU-Habitat), ação das Nações Unidas para habitação. Na região, o país só fica atrás de Guatemala, Honduras e Colômbia. Todos os quatro têm Índice de Gini acima de 0,56. Nesta escala, que vai de 0 a 1, quanto mais próximo de 1, mais desigual é o país.

A cidade de Goiânia foi considerada a mais desigual em toda a América Latina e o Caribe. O Gini da capital goiana é de 0,65, seguida por Fortaleza, com índice acima de 0,60. De acordo com Erik Vittrup, principal autoridade de assentamentos humanos do ONU-Habitat, a desigualdade é o principal desafio na região.

Atualmente, 111 milhões de pessoas vivem em condições habitacionais semelhantes a favelas na América Latina e Caribe. Segundo o ONU-Habitat, a oferta de habitações nas cidades da região ainda é inferior à demanda em todos os países latino-americanos e caribenhos.

Os países menos desiguais na região são Venezuela, Uruguai, Peru e El Salvador. "A favelização na América Latina não é mais rápida que a média mundial, mas é suficientemente rápida para ser preocupante", diz Vittrup, para quem a região vive um momento "extremamente interessante", que permite enfrentar os desafios das grandes cidades.

Menos de 20% do esgoto são tratados na América Latina e no Caribe. Nas cidades, 16% da população (74 milhões de pessoas) carecem de saneamento adequado. O estudo também traz notícia positiva que a região já alcançou o Objetivos do Milênio em relação ao abastecimento de água. Atualmente, 92% da população urbana têm acesso à água encanada.

No entanto, o desperdício de água tratada é grande. Cerca de 40% da água desperdiçada ocorrem devido infraestrutura precária de abastecimento e uso inadequado. As tarifas cobradas pelo fornecimento não costumam cobrir os custos de operação e penalizam os mais pobres, segundo as Nações Unidas.

“Há muitos cidadãos mais pobres que pagam caro pelo serviço, às vezes, o dobro que os mais ricos por um serviço pior”, comentou Erik Vittrup.

Constatou-se que cada habitante já produz o equivalente a um quilo de resíduos, e a quantidade não para de crescer. De acordo com a pesquisa, os serviços de reciclagem, reutilização e aproveitamento dos resíduos sólidos ainda são incipientes em todos os países da região.

“Ainda tem um grande número de cidades que estão contaminando rios e mares e deixando lixo a céu aberto”, lamentou Vittrup.

A pesquisa apontou falhas no acompanhamento sistemático e organizado desses serviços, como a falta de indicadores precisos, completos e comparáveis, prejudicando a adoção de estratégias. Em geral, os dados são fornecidos pelos próprios provedores dos serviços.

terça-feira, 21 de agosto de 2012

Bandidos encurralaram e balearam PM no Complexo do Alemão.

Um policial militar, identificado apenas como Ferreira, foi baleado na noite desta segunda-feira, durante patrulhamento na Favela Nova Brasília, no Complexo do Alemão, Zona Norte do Rio de Janeiro, segundo informações da Rádio CBN.

O soldado participava de patrulhamento junto com outros PMs à noite, no Beco do Capão, próximo à Praça do Conhecimento. Por volta das 21h30, os policiais foram atacados pelos bandidos. Ao tentar se abrigar, Ferreira acabou encurralado pelos criminosos e baleado.

O tiro atravessou o braço da vítima, que foi encaminhada inicialmente para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Complexo do Alemão, e depois para o hospital da corporação, no Estácio. Os criminosos seguem foragidos.

O crime ocorre quatro semanas após a morte da soldado Fabiana Aparecida de Souza, da Unidade de Polícia Pacificadora (UPP), em confronto com bandidos na mesma região.

Confronto no Alemão atinge mais um PMA Praça do Conhecimento, onde o confronto da noite desta segunda-feira aconteceu, foi o mesmo local escolhido para a passagem da Bandeira Olímpica, semana passada. Na ocasião, a solenidade contou com as presenças do governador do Rio, Sérgio Cabral, dos medalhistas olímpicos Esquiva e Yamaguchi Falcão, do gari Renato Sorriso e do presidente do Comitê Olímpico Brasileiro (COB), Carlos Arthur Nuzman

Pâncreas artificial é nova promessa tecnológica para tratar diabete tipo 1.

Um pâncreas artificial, que calcula o índice de glicose no sangue e libera insulina automaticamente sem a intervenção do paciente, é a mais nova promessa tecnológica para o tratamento de diabete tipo 1. Estima-se que 10% dos pacientes com diabete tenham o tipo1.

O diabete tipo 1 é uma doença autoimune, caracterizada pela destruição das células do pâncreas que produzem insulina – o hormônio responsável pelo transporte do açúcar para dentro das células. Nesses pacientes, os níveis de açúcar no sangue ficam aumentados, por isso eles precisam aplicar várias injeções de insulina diariamente para normalizar os índices. Por isso, o desenvolvimento de um pâncreas artificial, que assuma essas funções sem a intervenção do paciente, é uma das principais buscas de pesquisadores do mundo todo há mais de 15 anos.

O projeto Dream (sigla de Consórcio para o pâncreas artificial sem fio, em tradução livre) é um dos experimentos nessa área. Trata-se de uma pesquisa internacional, liderada pelo pesquisador israelense Moshe Phillip, cujos resultados serão apresentados no Brasil no início de setembro, durante o Tratamentos&Tecnologias Avançadas para o Diabete – um evento no Rio dedicado às novidades.

O grupo de Phillip desenvolveu um sistema chamado MD Logic. Trata-se de um sensor de glicose subcutâneo, que monitora os níveis de glicemia associados à bomba de insulina. Ambos são conectados por programas que informam e estipulam a quantidade de insulina a ser liberada para manter a glicemia dentro dos parâmetros normais. Tudo isso sem que o paciente tenha de realizar testes de ponta de dedo e calcular a quantidade de insulina a ser aplicada.

Os pesquisadores avaliaram o funcionamento do pâncreas artificial em 18 crianças entre 12 e 15 anos, durante um acampamento de três dias. Foi a primeira vez que um aparelho do tipo foi testado em um ambiente real, fora do hospital. Um estudo anterior de outro grupo, usando um sistema semelhante, foi feito com 24 pacientes hospitalizados.

No caso de Israel, um grupo de engenheiros e médicos ficava em uma sala de controle, de onde supervisionavam remotamente as variações de glicemia das crianças, que realizavam atividades de lazer normalmente. Os resultados demonstram que a ideia funcionou – ainda que de maneira experimental.

Hoje em dia, já existe no mercado a bomba de infusão de insulina, que funciona de maneira parecida: um aparelho monitora a glicemia e envia um sinal para a bomba, que fica presa à cintura do paciente. Mas, para a bomba funcionar e liberar a insulina, o paciente precisa fazer o cálculo da quantidade e acionar o botão.

“As crianças tomam de 4 a 6 picadas de insulina todos os dias, além de fazer o controle da ponta de dedo. O sonho de todo paciente é não ter lembrar de tomar insulina várias vezes. E a promessa do pâncreas artificial é fazer tudo isso sozinho”, diz o endocrinologista Luis Eduardo Calliari, professor da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo.

A endocrinologista Denise Reis Franco, diretora da Associação de Diabetes Juvenil (ADJ), também vê com otimismo os resultados do pâncreas artificial. “A tecnologia está mais rápida do que o desenvolvimento de novas drogas. O futuro é esse”, afirmou. Ainda em fase experimental, não há data para que o pâncreas artifical chegue ao mercado. ( Estadão )




segunda-feira, 20 de agosto de 2012

STJ orienta que menores apreendidos em situação de tráfico não sejam internados.

Nova súmula editada pelo Superior Tribunal de Justiça indica que ato infracional análogo ao tráfico de drogas não conduz obrigatoriamente à imposição de internação do adolescente

O Superior Tribunal de Justiça (STJ) editou uma nova súmula que trata da limitação à possibilidade de internação de menores apreendidos por ato infracional semelhante ao tráfico de drogas. A súmula 492 estabelece que “o ato infracional análogo ao tráfico de drogas, por si só, não conduz obrigatoriamente à imposição de medida socioeducativa de internação do adolescente”. A medida, que serve de orientação para os juizes, deve diminuir o número de internações de adolescentes que forem apreendidos em situação de tráfico.

As súmulas são enunciados que resumem o entendimento majoritário de um tribunal sobre determinado assunto. Elas são editadas após repetidas decisões tomadas pelo tribunal num mesmo sentido. Assim, as súmulas do STJ servem de orientação para instaâncias inferiores.

O ministro Og Fernandes, relator de um dos habeas corpus (HC) que serviram de precedentes para a súmula, observou que a internação só pode ocorrer, de acordo com o ECA, quando o ato infracional for praticado com violência ou grave ameaça; quando houver reiteração criminosa ou descumprimento repetido de medida disciplinar anterior. Se esses fatos não ocorrem, a internação é ilegal.

Em outra decisão anterior, o relator, ministro Marco Aurélio Bellizze, assinalou que a internação é medida excepcional, por implicar na privação da liberdade do adolescente. Ainda segundo a decisão, o magistrado deve procurar uma medida socioeducativa menos onerosa para o direito de liberdade.

A ministra Laurita Vaz, relatora de outra decisão em caso semelhante, afirmou que a internação de menor por prazo indeterminado apenas pela prática de ato análogo ao tráfico não é previsto no ECA. Ela lembrou que a internação de menor não fundamentada suficientemente é ilegal.

Já o ministro Gilson Dipp determinou em seu voto em outro caso que a Quinta Turma tem entendido que a medida extrema de internação só está autorizada nas hipóteses previstas taxativamente na lei. Ele apontou que o tráfico de drogas é uma conduta com alto grau de reprovação, mas é desprovida de violência ou grave ameaça. O magistrado também destacou que não se admite a aplicação de medida mais gravosa com amparo na gravidade genérica do ato infracional ou na natureza hedionda do crime de tráfico de drogas.

Essa é a maneira de a Prefeitura do Rio consevar a Cidade.

Árvore que caiu no Centro é retirada e tráfego liberado


Uma árvore que caiu em cima de um ônibus, na Avenida Visconde do Rio Branco, altura da Praça Tirandentes, na tarde desta segunda-feira, já foi retirada pelos bombeiros. Segundo a corporação, ninguém ficou ferido.
Foto: Estefan Radovicz / Agência O DiaPor conta da queda, houve interdição no trecho das Ruas da Carioca e Gonçalves Ledo. Pelo twitter, motoristas reclamaram de lentidão em diversos pontos, como na Avendida Chile.

Segundo o Centro de Operações da Prefeitura, o trânsito é lento nos trechos.
                                      Árvore caiu na parte da frente de ônibus. Ninguém ficou ferido
                                              Foto: Estefan Radovicz / Agência O Dia

Homenagem a uma brilhante PEDIATRA no Rio de Janeiro.

Hoje , à tarde , estivemos na Câmara Municipal do Rio de Janeiro , participando da entrega da Medalha Pedro Ernesto conferida pelo vereador Alexandre Cerruti à Dra Ana Beatriz Bevilaqua Oliveira Reis pelos excelentes serviços prestados à Medicina da Criança. Também foram homenageados o Hospital Rios D'OR ( Freguesia - Jacarepaguá ) e sua Unidade de Pediatria.


Torcedor é morto em briga entre torcidas de Vasco e Flamengo.

Torcedores de Flamengo e de Vasco brigaram em um posto de gasolina, no bairro de Tomás Coelho, zona norte do Rio. No confronto, um torcedor vascaíno foi baleado e morreu no local. Um outro torcedor acabou ferido.

De acordo com policiais do 3º Batalhão da Polícia Militar (Méier), um ônibus que levava torcedores do Flamengo para o jogo no estádio João Havelange passou pelo posto de gasolina São Rafael. No local havia torcedores do Vasco.

Os torcedores do Flamengo, de Resende (sul do Estado do Rio) desceram do veículo e iniciaram uma discussão com os vascaínos. No meio do tumulto, um torcedor do Vasco, ainda não identificado, acabou baleado.

Houve correria e um carro foi depredado. Tudo aconteceu diante de uma cabine da Polícia Militar que há na Avenida Pastor Martin Luther King.

PMs precisaram pedir reforço para conter a confusão. O ônibus com cerca de 60 torcedores foi levado para a delegacia da região.

domingo, 19 de agosto de 2012

Trens comprados por R$ 11 milhões cada já chegaram ao Rio enferrujados.

Trens chineses comprados pelo governo do Estado ao valor de 5,5 milhões de dólares cada — equivalentes hoje a R$ 11 milhões — chegaram ao Rio enferrujados.

Relatório mostra que foi preciso fazer uma raspagem e limpeza com produtos químicos, em caráter emergencial, antes de apresentar os carros e colocá-los para circular.

Nos dias 28 e 29 de janeiro, 15 funcionários da empresa TTrans ficaram encarregados de fazer o trabalho de remoção da oxidação no sistema de engate da parte da frente do trem e nas portas de acesso dos passageiros. A TTrans confirmou que fez o serviço para tratar a ferrugem nos carros e afirmou ainda que não recebeu o valor cobrado.
Dia 20 de março, trem enferrujado que passou por limpeza foi inaugurado com festa

O custo, segundo a Secretaria Estadual de Transportes, é de responsabilidade do consórcio que ganhou a licitação da compra dos carros. Por isso, a contratação do serviço não teria gerado gasto aos cofres públicos.

Os trens chineses são fabricados por um consórcio, formado por várias empresas. Na viagem de 45 dias para transportar de navio os trens da China ao Rio, houve tempestade e, por isso, os carros foram molhados pela água do mar. O episódio, no entanto, não justifica a corrosão, segundo especialistas da Coppe/UFRJ e químicos .
Segundo os peritos, há , no mercado , acabamentos que impediriam a oxidação por até 20 anos. Afirmaram que, como a ferrugem atingiu mais algumas áreas, há indícios de que houve diferença na escolha do material, que seria de qualidade inferior.

Imagens mostram portas dos trens ao chegar ao Rio, em janeiro, com ferrugem, e após a limpeza


Se os trens voltarem a enferrujar dentro de período que ultrapasse três anos, estado ou concessionária que opera o sistema de transporte terá que pagar a retirada da ferrugem.

Segundo os especialistas em química e engenharia , não será difícil os trens voltarem a enferrujar. Isso porque a área com problema precisaria passar por aplicação de novo acabamento. Se o material fosse adequado, não teria oxidado com a salinidade da água do mar.

Engate da parte da frente da composição chegou totalmente oxidado, indicando acabamento ruim

Dos 30 trens encomendados pelo governo, 18 já foram entregues. O restante, segundo a SuperVia, chega até o final do ano. Segundo a concessionária responsável pelo fornecimento dos trens, a CMCCRC, os TUEs vieram embalados e ficaram na parte de baixo do navio.





sábado, 18 de agosto de 2012

Pressa eleitoreira de Eduardo Paes coloca em risco a população.

17/08/2012 13:24


                                                 Reprodução de O Dia online

Em menos de dois meses de funcionamento do BRT da Zona Oeste quatro pessoas já foram atropeladas. Há reclamações generalizadas sobre o BRT por conta da falta de ônibus que obriga os passageiros a viajarem sempre em coletivos superlotados, além de queixas de falta de sinalização e de ausência de passarelas. Para completar o asfalto com menos de um mês começou a apresentar buracos. Foi tudo feito na pressa para Paes usar o BRT na campanha eleitoral, sem a menor preocupação com a segurança ou a qualidade do serviço.


Empresa de filho de Lula deve R$ 6,1 milhões.

A Gamecorp, empresa criada por um dos filhos do ex-presidente Lula, Fábio Luís Lula da Silva, e alvo de diversas polêmicas durante o mandato do petista, vive uma situação de "incerteza" sobre sua sobrevivência.

A avaliação é da Peppe Associados, uma firma de auditoria contratada pela própria Gamecorp para verificar suas contas em 2011.
A Peppe fez um diagnóstico pouco favorável para o futuro da empresa de Lulinha, como Fábio é conhecido, e ainda lançou dúvidas sobre a confiabilidade dos números do balanço da empresa.
Segundo o relatório da auditoria, a administração da Gamecorp não divulgou "de forma adequada" a razão de números possivelmente incompatíveis nas contas. Também não foi possível, escreve a Peppe, ter idéia do valor dos bens da empresa.

A Gamecorp surgiu em 2004, recebeu um aporte de R$ 5 milhões da Telemar (hoje Oi). Como a empresa de telefonia tem participação do BNDES, o aporte passou a ser investigado pelo Ministério Público por suspeita de tráfico de influência.

Em 2006, quando a associação com a Telemar tornou-se pública, o então presidente Lula disse à Folha que seu filho era o "Ronaldinho" dos negócios, em alusão ao jogador de futebol, tido como um dos melhores em atividade no Brasil naquela época.

Desde então, a empresa acumulou sucessivos prejuízos. Apesar do lucro de R$ 384 mil no ano passado, as perdas acumuladas chegam a R$ 8,6 milhões.

Além disso, há uma diferença de R$ 2,2 milhões entre a soma dos bens e dos valores que a empresa tem a receber e as obrigações que contraiu, o que pode configurar risco de insolvência. O único alívio é a retaguarda da multinacional.
A dívida de curto prazo, de até 12 meses, subiu de R$ 2,03 milhões, em 2010, para R$ 2,89 milhões no fim do ano passado. A de longo prazo, acima de um ano, saltou de R$ 3 milhões para R$ 3,3 milhões. O total dessas obrigações atinge R$ 6,1 milhões.

A avaliação da empresa de Lulinha só foi possível porque hoje, como subsidiária da Oi, a Gamecorp adota critérios internacionais de contabilidade. A Oi não quis comentar os resultados.

DINHEIRO PÚBLICO
No início, segundo o próprio Lulinha, a Gamecorp evitava receber dinheiro de fontes públicas para não gerar eventuais dúvidas sobre favorecimento político. No fim do ano passado, porém, a postura mudou: a empresa recebeu R$ 190 mil por anúncios do Banco do Brasil.

De acordo com um diretor do banco que pediu para não ter o nome publicado, o pedido partiu do pecuarista José Carlos Bumlai, que é amigo de Lula. A reportagem tentou ouvir de Bumlai a razão do empenho pela Gamecorp, mas não conseguiu contato.

Lulinha também não respondeu ao e-mail encaminhado, nem ao recado deixado na Gamecorp.

Na sede da empresa, a informação é que ele aparece por lá duas vezes na semana e que não tem secretária ou alguém designado para dar informações à imprensa.

A assessoria de imprensa do Banco do Brasil informou que o diretor de marketing da instituição na época do repasse à Gamecorp era Armando Medeiros, que não está mais no banco.

Segundo a instituição, em 2011, o BB veiculou filmes da campanha publicitária "BB Universitários/Fies", destinada ao público jovem na PlayTV, uma emissora da Gamecorp.

Foram seis meses de veiculações na PlayTV e em alguns outros canais de TV fechada e aberta, como MTV, Multishow, VH1, Universal, MixTV e Woohoo.

O BB disse que não poderia dar informações sobre o valor repassado. O banco negou que tenha havia ingerência política.

"Todas as campanhas publicitárias do Banco do Brasil envolvem planejamentos de mídia realizados pelas agências de publicidade. Os veículos e canais selecionados atendem a critérios como target (público a que se destina a campanha), aderência da programação aos objetivos da campanha, circulação, audiência e outros", diz a assessoria de imprensa do BB.